Internet

15/12/2010 11h19 - Atualizado em 14/07/2011 07h09

Chrome OS com os dias contados?

Beline Cidral
por
Para o TechTudo

O ex-Google, fundador do FriendFeed e investidor do Facebook, Paul Buchheit, postou no Twitter uma mensagem que abalou o clima em Mountain View: segundo ele, o recém-anunciado Chrome OS já está com os dias contados.

"Previsão: Chrome OS vai morrer n0 ano que vem (ou será mesclado com o Android)"
A estranha previsão deu o que falar, justamente por ter sido lançada no momento em que a Google mostrava seu novo sistema operacional, desenvolvido principalmente para rodar em netbooks. Na ocasião da apresentação, a Google apresentava o S.O. em um protótipo de um laptop, o CR-48.

Fim do Chrome OSFim do Chrome OS (Foto: Reprodução/Beline Cidral)

Até então tudo indicava que a gigante de Mountain View fosse permanecer com dois SOs distintos – um para tablets e smartphones, e outro para netbooks e laptops – embora seu fundador, Sergey Brin, tivesse afirmado no passado que produziria apenas um OS. Para colocar ainda mais dúvidas no ar, o arquiteto chefe do projeto Chrome OS, Matthew Papakipos, deixou a Google no meio deste ano para se juntar ao Facebook.

Se as previsões de Paul estiverem corretas, o Android deverá ocupar o lugar como o principal e único sistema operacional do Google, e o Chrome OS deverá partir antes de mesmo de chegar. O investidor ainda deixou mais um recado em seu FriedFeed, dizendo que ficará surpreso com o fato de as pessoas levarem o Chrome OS a sério e a Google estar entregando alguns dispositivos, em uma clara referência ao comentado CR-48.

Enquanto a aparição de um laptop rodando Chrome OS e de um tablet rodando Android 3.0 afirmam o contrário, Paul parece ainda apostar que o mundo é pequeno demais para os dois sistemas operacionais. Será que ele está certo?

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares