26/04/2011 10h11 - Atualizado em 14/07/2011 06h52

Primeiro teleporte quântico de onda de luz pode significar transmissão de dados ultra rápida no futuro

Daniele Monteiro
por
Para o TechTudo

Pesquisadores de uma universidade na Austrália e outra no Japão vêm conseguindo um avanço extraordinário na comunicação e computação quântica usando teletransporte e o "paradoxo do gato".

O teletransportador na Universidade de Tóquio (Foto: Divulgação)Teletransportador. (Foto: Divulgação)

A descoberta é a primeira transferência, ou teletransporte, de um determinado conjunto complexo de informação quântica de um ponto para outro, abrindo assim o caminho para a alta velocidade, transmissão de grandes volumes de informação com alta fidelidade, tais como chaves de criptografia quântica, através de redes de comunicações quânticas. Teletransporte é a transferência de informação quântica de um local para o outro por meios exclusivamente quânticos, que independem de meios de transmissão.

O gato falado no início do texto é o nome de um famoso experimento mental, o gato Schrodinger. O paradoxo foi proposto em 1935 pelo renomado físico Erwin Schrödinger para descrever eventos do dia-a-dia, segundo o qual objetos podem existir em superposição, ou seja, ter dois estados ao mesmo tempo, no caso do gato ele poderia estar vivo ou morto.

Tecnologia

A professora Elanor Huntington, da Escola de Engenharia e Tecnologia da Informação do campus da UNSW Canberra no Australian Defence Force Academy (ADFA), fazia parte de uma equipe liderada por pesquisadores da Universidade de Tóquio. Ela disse que a realização da equipe foi mais um passo no sentido de construir um computador quântico poderoso e transmitir informação quântica.

"Uma das limitações da comunicação quântica em alta velocidade no momento é que alguns detalhes são perdidos durante o processo de teletransporte. Quase toda a tecnologia quântica se baseia em teletransporte quântico. O valor desta descoberta é que nos permite, pela primeira vez, de forma rápida e confiável mover informação quântica ao redor", disse Elanor.

Ela explicou o procresso. "A informação pode ser carregada pela luz e é uma forma poderosa de representar e processar informações. Tentativas anteriores para transmitir eram muito lentas ou as informações podiam ser alteradas. Este processo significa que será possível movimentar blocos de informação quântica de um computador ou uma rede tal como fazemos hoje com as tecnologias existentes. Se conseguirmos fazer isso, poderemos fazer com qualquer forma de comunicação necessária para qualquer tecnologia quântica".

Os experimentos foram conduzidos em uma máquina conhecida como "the teleporter" no laboratório do professor Akira Furusawa, no Departamento de Física Aplicada da Universidade de Tóquio. Elanor, que conduz um programa de pesquisa para o Centro de Computação Quântica e da Comunicação, desenvolveu a parte de comunicação de alta velocidade do teleporter no campus da UNSW Canberra com doutorando James Webb.

E você achava que sua internet não podia ultrapassar o 100M. O futuro está se aproximando mais rápido do que se imagina e nos próximos anos teremos velocidade de acesso inimagináveis nos dias atuais.
 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares