TechTudo

26/05/2011 20h17 - Atualizado em 14/07/2011 06h45

Saiba onde comprar e quanto custa cada modelo do iPad 2 no Brasil

Bruno do Amaral Para o TechTudo

Depois de muita expectativa, a Apple finalmente começa a vender no Brasil o iPad 2 a partir da 0h desta sexta-feira (26). E estamos com sorte dessa vez, pois, diferentemente da primeira versão, o tablet mais desejado do momento chega ao país com apenas dois meses de atraso em relação aos Estados Unidos. Mas se formos julgar pelo padrão da empresa de Steve Jobs aqui e no mundo, podemos ter uma certeza: não haverão muitas unidades disponíveis já no sábado.

ipad2t (Foto: Alessandro Salvatori)iPad 2 (Foto: Alessandro Salvatori)

Então, se você pretende comprar um e está desesperado para saber mais sobre cada modelo, quanto custa, que acessórios e onde comprar, está no lugar certo, pois o TechTudo reúne todas as informações que você precisa saber sobre o iPad 2. Mas é bom ter paciência, pois não será uma tarefa fácil.

Modelos e preços

disponível para consulta no site da Apple (mas ainda não para venda), o tablet conta com seis versões de configuração, cada uma com a opção de vir nas cores preto e branco. Além do visual, as diferenças entre cada modelo estão na capacidade de armazenamento e na alternativa de conexão 3G. Todos eles vêm com o mesmo pacote com o próprio aparelho e um cabo USB com ligação à tomada para carregar.

Os preços são idênticos aos praticados durante o lançamento do iPad 1 (que agora está mais barato), saindo por R$ 1.649 para a versão de 16 GB, R$ 1.899 para o de 32 GB e R$ 2.199 para o de 64 GB – todos na versão apenas com Wi-Fi. Caso prefira ter um modelo com 3G (que, claro, também tem Wi-Fi), acrescente R$ 400: ou seja, o tablet de 16 GB fica por R$ 2.049, o de 32 GB sai por R$ 2.299 e o de 64 GB chega a R$ 2.599. Tirando a capacidade de se conectar à rede de celulares, os iPads são idênticos e possuem as mesmas funcionalidades.

iPad 2 pode ser fabricado no Brasil (Foto: Divulgação)iPad 2 pode ser fabricado no Brasil (Foto: Divulgação)

Não só não é barato – o Brasil é o país que mais paga pelo iPad 2 no mundo, que custa a partir de US$ 499 nos Estados Unidos – como dá também para comparar: pelo preço da versão simples, de 16 GB e apenas com Wi-Fi, é possível comprar um notebook com tela de 14,5 polegadas, 4 GB de memória RAM e 500 GB de armazenamento. Quem sabe uma TV LED de 32 polegadas da Sony, ou mesmo uma guitarra Gibson Les Paul Studio. Já pelo preço da versão de 64 GB com Wi-Fi, é possível comprar uma TV LED de 40 polegadas da Samsung com 3D ou um PlayStation 3 com mais oito jogos.

Tabela com preços do iPad 2 no Brasil (Foto: Arte: Techtudo)Tabela com preços do iPad 2 no Brasil (Arte: Techtudo)

É claro que quem é fã da Apple não vai se incomodar e vai preferir realmente ter o iPad do que qualquer um desses produtos. Independente disso, com a publicação da Medida Provisória que inclui os tablets produzidos no Brasil na isenção de impostos praticada para computadores, o preço do aparelho da Apple deverá ser reduzido à medida que a fábrica da Foxconn, montadora oficial, começar a montá-lo em Jundiaí, interior paulista.

Acessórios

Não dá para comprar um iPad 2 sem levar a genial Smart Cover, não é? Caso queira, o acessório (compatível apenas com a segunda geração do tablet) sai por R$ 149 na versão em poliuretano e R$ 249 na versão de couro. Já o adaptador para saída HDMI (para ligar em TVs de alta definição em até 1080p, dependendo do aplicativo ou vídeo), sai também por R$ 149.

Onde comprar

Se você mora em São Paulo, a sua melhor opção para obter o iPad 2 com a urgência de um fanático pela Apple é a de enfrentar a fila no Shopping Iguatemi, na Av. Faria Lima, que começará as vendas a partir da 0h desta sexta-feira. O site oficial Apple Online Store começa também a vender o aparelho na mesma hora e ainda oferecem opção de parcelamento em 12 vezes sem juros para todo o país, mas a entrega pode demorar bastante (no momento, a página ainda não dá uma previsão).

Durante o horário comercial na sexta, as lojas Apple Premium Resellers (ou seja, licenciadas pela marca) começarão a vender também o tablet em São Paulo (na A2You ou MyStore), Campinas (MyStore), Alphaville (MyStore), Rio de Janeiro (iTown ou A2You), Curitiba (iPlace), Porto Alegre (iPlace), Caxias do Sul (iPlace), Florianópolis (iPlace), Brasília (iPlace), Belo Horizonte (iPlace), Vitória (iTown), Goiânia (iTown) e Recife (iTown). Será possível também encontrar o iPad 2 em lojas virtuais como Submarino, Fnac, Ponto Frio e Walmart.

  • imprimir
  • Compartilhar no Orkut
  • Enviar para um Amigo
140 caracteres

Verificação de segurança

Gênero

  • Alexis Barros
    2011-06-06T09:24:10

    A Apple é uma feliz empresa que utiliza a inovação como estratégia. Muitas empresas buscam sem sucesso isso. O Brasil ainda tem, em sua maioria, empresas que usam o preço como estratégia e muito disso é resultado do nosso poder de compra. Mas isso vem mudando. Fato é que a Apple consegue vender iPad para pessoas que não têm a necessidade de usa-lo, coisas que diversas empresas gostaria de fazer, porem não conseguem por não dar o devido valor ao marketing e a inovação. @alexisbarros Segue lá.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Marcos Akio
    2011-05-31T22:29:59

    Nos países mais desenvolvidos do mundo(EUA e Japão) esses produtos custam a metade do preço do valor exorbitante cobrado aqui.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Thiago Alves
    2011-05-28T13:49:25

    TechTudo, a tabela de preço está incorreta hein...todas as parcelas iguais! hehehe Ótimo aparelho!

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Sidney
    2011-05-27T21:17:06

    Status é uma coisa engraçada: não dá nenhum lucro pra quem quer tê-lo mas enriquece quem nem precisa dele. Há quem precise, sim, uns poucos. Os outros 93% são como 'felizes' marionetes na mão da mídia e da moda. Que falta faz uma personalidade bem definida!

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Alexis Barros
    2011-06-06T09:24:10

    A Apple é uma feliz empresa que utiliza a inovação como estratégia. Muitas empresas buscam sem sucesso isso. O Brasil ainda tem, em sua maioria, empresas que usam o preço como estratégia e muito disso é resultado do nosso poder de compra. Mas isso vem mudando. Fato é que a Apple consegue vender iPad para pessoas que não têm a necessidade de usa-lo, coisas que diversas empresas gostaria de fazer, porem não conseguem por não dar o devido valor ao marketing e a inovação. @alexisbarros Segue lá.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário

TechTudo.com.br © Copyright 2010-2014 Globo Comunicação e Participações S.A. Política de Privacidade