Internet

22/08/2011 18h07 - Atualizado em 22/08/2011 18h08

Organização ativista pretende criar site pornô para defender os direitos dos animais

Ramon Cardoso
por
Da redação

A PETA (People for the Ethical Treatment of Animals) está disposta a lançar mais uma campanha polêmica. Dessa vez, a organização, que defende os direitos dos animais, quer criar um site pornô para promover a sua causa e atrair as atenções do mundo para o seu discurso social. Não é a primeira vez que o grupo utiliza esse tipo de estratégia, mas dessa vez eles parecem estar dispostos a ir um pouco além.

Logo PETA (Foto: Divulgação)PETA  (Foto: Divulgação)

A informação foi confirmada por representantes da própria organização, que disseram ter aprendido que o apelo picante é a melhor forma de conseguir a atenção de indivíduos nos dias atuais. Além das já esperadas fotos de conteúdo adulto explícito, a PETA afirma que estarão presentes também fotos de animais que podem chocar algumas pessoas, outra característica de suas campanhas.

O grupo ativista tem uma posição extremista e prega a “total libertação dos animais” e, consequentemente, o vegetarianismo. Para expor o seu ponto de vista, a organização costuma realizar campanhas polêmicas com vídeos, fotos e protestos, onde celebridades aparecem nuas ou semi-nuas para simbolizar que são contra a utilização de pele animal como vestimenta.

Já participaram de campanhas da PETA celebridades como as atrizes Pamela Anderson e Christian Serratos (a Angela, de Crepúsculo), e até a neta do guerrilheiro Che Guevara, Lydia Guevara. Obviamente, alguns países mais conservadores não viram a causa nobre com bons olhos proibiram algumas propagandas de ser veiculadas. Até o próprio YouTube já chegou a tirar alguns conteúdos do ar por considerá-los inapropriados.

Pamela Anderson já participou de campanha do PETA (Foto: Divulgação)Pamela Anderson já participou de campanha do PETA (Foto: Divulgação)

No site de domínio XXX, entretanto, não haverá esse problema, visto que se trata de um domínio destinado exclusivamente a conteúdo adulto. De acordo com Lindsay Rajt, gerente de campanhas da PETA, pessoas comuns também serão exibidas nuas como forma de protesto, e não apenas celebridades. Segundo ela, esse se mostrou ser o melhor caminho para atrair a atenção do mundo para a importância de tratar os animais com mais respeito e igualdade.

E você, acha que esse tipo de campanha é válida para defender os animais?

Via The Huffington Post
 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares