Fabricantes

14/10/2011 17h42 - Atualizado em 14/10/2011 17h42

Samsung quer que empresas pensem nela da mesma forma a IBM

Marcell Almeida
por
Para o TechTudo

A Samsung é conhecida por focar em produtos voltados para o consumidor final, mas a empresa está começando um movimento para "ficar mais sério" e obter reconhecimento na comunidade empresarial.

Samsung (Foto: Reprodução)Samsung (Foto: Reprodução)

"Queremos que empresas pensem na gente como eles pensam na IBM," disse Ken Danies, diretor sênior de alianças estratégicas da Samsung, na última quarta-feira, durante uma conferência em San Diego. "Onde quer que você tenha um escritório no mundo, você pode comprar um telefone da Samsung, então porque não pensar em nós como um trunfo para o seu negócio?", completou.

Daniels disse que a Samsung estabeleceu muitas parcerias para ajudar esse ramo da empresa se expandir. Essas parcerias incluem grandes empresas como a American Airlines, Sybase, SOTI e Juniper Networks. Além dissm, a fabricante sul-coreana também está iniciando um programa chamado “Enterprise Alliance Program”, que serve para tornar mais fácil outras empresas trabalharem diretamente com a Samsung.

"Nós temos um ecossistema de parceiros que ninguém mais tem", disse Daniels. "Nós não vamos ter uma equipe de 10 mil pessoas, por isso precisamos dos nossos parceiros."

A Samsung sabe que não vai ser fácil fazer com que eles sejam levados tão a sério como a IBM, especialmente porque a empresa não oferece muitos serviços e fica a mercê dos seus parceiros. Mas Daniels informou que de forma gradual a empresa eventualmente vai oferecer mais serviços focado em produtos empresariais.

Talvez em breve a Samsung anuncie um serviço próprio de infraestrutura e comece a oferecer serviços na nuvem. Se ela fizer isso através da aquisição de outras empresas ou simplesmente criando a sua própria infraestrutura, ela pode conseguir a atenção que quer. Sem dúvida, obviamente, será uma batalha difícil, já que esse nicho está cheio de concorrentes.

Você acha que a Samsung será capaz de ser levada a séria no meio empresarial ou você acredita que ela vai ficar pra sempre presa como uma empresa de tecnologia voltada para o consumidor? Deixe sua opinião nos comentários.

Via Venture Beat.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares