Sistemas Operacionais

05/12/2011 19h02 - Atualizado em 12/03/2012 19h22

O que é Linux?

Claudia Sardinha
por
Para o TechTudo

O Linux é um sistema operacional, assim como o Windows da Microsoft e o Mac OS da Apple. Ele foi criado pelo finlandês Linus Torvalds, e o nome é a mistura do nome do criador com Unix, um antigo sistema operacional da empresa de mesmo nome.

Ficou complicado? Vamos por partes, então.

Tux, o pinguim logotipo do Linux. (Foto: Divulgação)Tux, o pinguim logotipo do Linux. (Foto: Divulgação)

A história do Linux

Tudo começou com o Unix, que foi criado por Ken Thompson nos laboratórios da Bell AT&T, nos EUA, em 1965. Ele criou este sistema para ser multitarefa e compartilhado (vários usuários compartilhando os recursos de um único computador). O Unix era arrojado para a época, mas somente em 1983, após muitas modificações, o sistema, agora conhecido como Unix System IV, foi lançado e passou a ser vendido. Atualmente, o Unix custa caro e é utilizado por empresas em computadores poderosos (chamados mainframes).

Anos mais tarde, em 1985, o professor holandês Andrew Tannenbaum desenvolveu um sistema de exploração mínimo baseado no Unix para ensinar programação a seus alunos. Ele o chamou de Minix. Porém, diferentemente do original, este era gratuito e com o código fonte disponível. Ou seja, qualquer programador poderia fazer alterações neste sistema.

Linus Torvalds

Linus Benedict Torvalds. (Foto: Reprodução)Linus Benedict Torvalds. (Foto: Reprodução)

Em 1991, Linus Torvalds decidiu desenvolver um sistema operacional que fosse mais poderoso que o Minix. Então surgiu o Linux, um sistema operacional livre, parecido com o Unix, porém feito de forma diferente. Torvalds nunca teve inteção de ganhar dinheiro, pois a criação era para seu uso pessoal. O estilo de desenvolvimento adotado foi o de ajuda coletiva. Ou seja, ele passou a coordenar os esforços coletivos de vários grupos para a melhoria do sistema criado.

Ainda em 1991, Torvalds anunciou a primeira versão do sistema, Linux 0.02. No início era um sistema um pouco complexo e utilizado apenas por programadores ou por quem tinha conhecimentos na área, pois usava-se linhas de comando. Hoje isso mudou. Desde seu lançamento, muitos programadores têm ajudado a fazer do Linux o sistema operacional que é hoje.

Qual a ligação do LINUX com um pinguim?

Quando da criação da logotipo para o Linux, muitos apareceram com versões satíricas dos concorrentes. Outros resolveram utilizar animais selvagens e agressivos, como águias e tubarões. Torvalds acabou entrando no meio da discussão, pois não queria uma imagem agressiva. Então, lembrando de quando seu amigo Andrew Tridgell o levou a um zoológico em Canberra, onde foi bicado por um pinguim, Torvalds sugeriu a simples imagem deste animal gordinho e com expressão de satisfeito. Foi então que surgiu o Tux, mistura do nome Torvalds com Unix.

Por que o LINUX tem tantos nomes?

O Linux não é totalmente um sistema operacional. Ele é o que se chama de kernel (o núcleo do sistema operacional). O núcleo do sistema é o responsável pela integração dos dispositivos de hardware do computador com os programas (softwares). Como o Linux está disponível de graça e com código-fonte aberto, qualquer pessoa ou organização pode juntá-lo a um conjunto de softwares para criar um sistema operacional customizado. Cada uma destas customizações é chamada de distribuição ou distros.

Linux Mint. (Foto: Reprodução)Linux Mint. (Foto: Reprodução)

Existem muitas distribuições Linux. Cada uma delas tem finalidades específicas. A maioria é gratuita, mas também existem as pagas (normalmente usadas em empresas). No decorrer do tempo, várias distribuições surgiram e desapareceram. As mais populares são as distribuições de companhias como a Red Hat (também criadora do Fedora), a SuSE, a Mandriva (união da Mandrake com a Conectiva) e a Canonical (Ubuntu), além de projetos de comunidades como o Debian ou o Gentoo.

Também houve distribuições criadas no Brasil, mas quase nenhuma teve grande reconhecimento. A mais popular foi o Conectiva (que virou Mandriva) e o Kurumin, mas conta-se mais 23 distribuições nacionais. Algumas já conhecidas são: DreamLinux, Kalango, BigLinux, FenIx, Litrix, Dual O/S, Muriqui, ProLinux, ResuLinux, Ekaaty, Tupiserver, Famelix, Poseidon, Dizinha, GoblinX, GoboLinux, Libertas, Satux, Tutoo, Mothux e Linux Mint. Além disso, existem diversas comunidades online de apoio a usuários.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Carlos Oliveira
    2012-01-02T12:31:39

    Excelente explicação. Parabéns!