31/01/2012 20h12 - Atualizado em 01/02/2012 17h42

Por que é importante manter o antivírus atualizado?

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

O antivírus é o principal recurso de proteção contra as ameaças virtuais. No entanto, ao contrário do que a crença popular acredita, não basta ter um bom antivírus operando no computador. É preciso, para garantir a segurança do aparelho, certificar-se que o programa esteja atualizado.

Tipos de anti-vírus para a remoção de programas maliciosos (Foto: Reprodução)Um antivírus atualizado pode ser sinônimo de
computador protegido (Foto: Reprodução)

Os desenvolvedores de vírus de computador se ocupam em burlar as salvaguardas dos sistemas de segurança. Os programadores procuram brechas, exploram defeitos e trabalham em cima de fraquezas dos sistemas para garantir que suas criações se espalhem e causem danos. Ou, em alguns casos, gerem dividendos financeiros.

O mesmo acontece do outro lado. As produtoras de antivírus vivem em constante processo de desenvolvimento de patches, que consistem em listas atualizadas com o catálogo e assinatura de novos vírus. Esses patches podem identificar vírus mais recentes e ajudar a eliminar riscos que, do contrário, passariam batidos pelas defesas do sistema.

Bons antivírus atualizam sempre

O ritmo de atualizações dos bons antivírus do mercado dá ideia da velocidade com que as pragas virtuais surgem em todo mundo. Vírus são softwares, e como tal, diferem entre si em níveis de complexidade e aplicações. Isso significa que mais ou menos qualquer programador pode criar um tipo de praga.

Uma história real

O colaborador do TechTudo Alessandro Iglesias, voluntário no movimento Brasil sem Vírus, compartilhou sua experiência com computador infectado por vírus e alertou sobre a importância de manter sempre os programas de antivírus atualizados.

"Em meu primeiro PC, eu utilizava um antivírus gratuito. Na época, no entanto, não me deu a proteção devida. O computador começou a ficar estranho e em uma verificação de vírus, o AV alertava que havia um ou mais vírus e 'lavava as mãos'. Algo como 'Opa! Há um vírus aqui. O problema é seu!'. O trojan em questão travava acesso aos arquivos executáveis, fazendo com que, em média, somente 20% do PC funcionasse a cada ligada", disse.

Alessandro ainda ressaltou a importância dos usuários estarem abertos a conhecerem outros programas de proteção. "Não se acomodem com os antivírus básicos. Hoje, temos ampla variedade deles em modalidades paga e gratuita", concluiu.

Não se acomodem com os antivírus básicos. Hoje, temos ampla variedade deles em modalidades paga e gratuita"
Alessandro Iglesias, colaborador do TechTudo

Se você é dos usuários que considera chato os avisos da Central de Segurança do Windows sobre atualizações do antivírus, detesta os avisos do próprio programa sobre a necessidade de baixar os novos patches, é bom rever esse comportamento. Uma atualização de alguns poucos megabytes pode ser a diferença crucial entre contrair ou não um vírus.




O TechTudo apoia o Brasil Sem Vírus, movimento que dissemina práticas de segurança e distribui antivírus gratuitamente. Estima-se que 80% dos brasileiros já estiveram com os computadores ameaçados por vírus e ataques de hackers. Você pode ajudar sua rede de amigos enviando uma vacina para eles. Seja voluntário!


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares