Sistemas Operacionais

28/02/2012 08h43 - Atualizado em 28/02/2012 09h14

Conheça os apps sexuais para iPhone que foram removidos do iTunes

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

A Apple mantém uma política bastante restritiva com relação à pornografia em suas lojas virtuais. Aplicativos que ofereçam nudez são absolutamente proibidos. Na lista de restrições também entram conteúdos que, no crivo da App Store, são ofensivos. Mesmo assim, alguns aplicativos conseguem seu lugar ao Sol por um breve período de tempo.

Strip Simon é um tipo de jogo da memória onde o objetivo é fazer a modelo se despir (Foto: Reprodução)Strip Simon é um tipo de jogo da memória onde o
objetivo é fazer a modelo se despir (Foto:
Reprodução)

Alguns são bem engraçados, como é o caso do iJiggles, hoje banido. O app permitia um certo nível de interação com as imagens. O usuário podia, por exemplo, agitar o iPhone e ver o resultado do movimento num par de seios. Embora não apresentasse nudez, a Apple acabou eliminando o programa de seu repertório.

Outro exemplo criativo é o Video Strip Poker. No jogo, você disputava uma partida de Poker com uma foto de uma mulher. A cada vitória, recebia o direito de assistir a um breve clipe da sua oponente tirando determinada peça de roupa. A Apple já censurou o aplicativo.

O padrão “faça alguma coisa e assista a um strip” é comum a uma série de aplicativos, como o Strip Simon: nele você joga uma variação de jogo da memória e a cada jogada bem-sucedida é recompensado com uma modelo fazendo strip.

Passio é um aplicativo bizarro que promete mensurar seu desempenho na cama (Foto: Reprodução)Passio é um aplicativo que promete mensurar seu
desempenho na cama (Foto: Reprodução)

Puff, também na lista dos apps removido, era mais esquisitão. O elenco de modelos japonesas deste software estava sempre vestido de saias. Ao assoprar no microfone do iPhone, o aplicativo emulava a sensação de vento e fazia com que as saias das modelos esvoaçassem.

Com abordagem mais agressiva, o Pocket Girfriend colocava em seu celular uma mulher constantemente disposta a dizer frases humilhantes. Este aplicativo chega a ser mais ofensivo do que pornográfico, e por isso foi removido da iTunes Store.

Outro item considerado ofensivo é o MyVibe que, digamos, tirava proveito das capacidades de vibração do iPhone para apimentar uma relação.

No Strip Poker a ideia é vencer a modelo e assistir vídeos com sua adversária se despindo (Foto: Reprodução)No Strip Poker a ideia é vencer a modelo e assistir
vídeos com sua adversária se despindo (Foto:
Reprodução)

Aplicativos adultos ainda não removidos

Há também alguns aplicativos que se enquadram nessa categoria e ainda não foram removidos - e talvez não o sejam. Este é o caso de Sex Drive. O app emite sons com frequências especiais que, segundo os desenvolvedores, trabalham como afrodisíacos.

Já o Passion é um aplicativo de medição de desempenho. Mas ao contrário dos benchmarks que calculam a performance do iPhone, este app mede o seu talento no ato sexual. O software funciona com microfones e sensores de movimento capazes de mapear o desempenho dos donos de iPhone durante o ato. Ele dá notas, faz gráficos e mapeia de maneira matemática a sua performance.

O Nude It, por sua vez, brinca com o conceito de realidade aumentada. Ele usa a câmera do aparelho para que, ao identificar um rosto humano em foco, ele posicione uma imagem de um corpo nu para aquela face. A ideia é bem interessante, mas em termos de execução, parece que o software deixa a desejar.

Via Business Insider

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares