Tablet

21/12/2012 15h35 - Atualizado em 21/12/2012 15h35

Kindle 4 brasileiro: primeiras impressões

André Fogaça
por
Para o TechTudo

Como de surpresa, a Amazon iniciou suas vendas no Brasil em dezembro. Porém, de toda a loja do exterior, apenas vieram os livros digitais e a versão mais baratinha do Kindle, seu leitor de livros eletrônicos. O modelo vendido no Brasil faz parte da quarta geração de e-readers. Sem a iluminação do Paperwhite ou a tela sensível ao toque da versão Touch, este mesmo modelo custa apenas US$ 89 nos EUA. No Brasil, por R$ 299, será que vale a pena?

Tela inicial do Kindle, com os livros baixados e disponíveis (Foto: André Fogaça)Tela inicial do Kindle, com os livros baixados e disponíveis (Foto: André Fogaça)

A tela de 6 polegadas do aparelho usa o chamado e-Ink, ao invés dos tradicionais LEDs ou LCDs. O display foi criado pela Epson e é capaz de reproduzir até 16 tons de cinza em resolução de 800 x 600 pixels. É menor que o dos tablets diminutos que caíram no gosto dos consumidores, como o iPad Mini e o Nexus 7, mas vale considerar que o Kindle é apenas um leitor de livros. E nada mais.

Navegador, ainda em testes, com a página do TechTudo aberta (Foto: André Fogaça)Navegador, ainda em testes, com a página do TechTudo aberta (Foto: André Fogaça)

Uma grande vantagem desta tela é sua capacidade de exibir qualquer dado da forma mais clara possível, mesmo quando você está usando o aparelho debaixo do sol, sob a luz do meio-dia e sem nuvens. Como o display é opaco, não há reflexo do sol ou de qualquer outra fonte de luz, e como não há iluminação traseira, não sentimos aquela sensação de vista cansada que outros tipos de tela causam. A sensação é a mesma de ler um livro em papel de verdade. Como consequência, neste modelo você não conta com iluminação da tela.

Livro de Ziraldo, no Kindle 4 (Foto: André Fogaça)Livro de Ziraldo, no Kindle 4 (Foto: André Fogaça)

A primeira impressão que o Kindle passa é de leveza. São 170 gramas distribuídos em 165,75 milímetros de altura, por 114,5 milímetros de largura e 8,7 milímetros de espessura. Estas dimensões lembram muito o que um smartphone entrega e são próximas ao do iPad Mini, só que com metade do peso. Ele é tão leve e pequeno que pode ficar confortavelmente guardado dentro do bolso de um paletó, ou quem sabe dentro do bolso mais largo de uma calça jeans (apesar de não ser lá muito seguro fazer isso).

Por dentro, o dispositivo conta com um processador ARM Cortex A-8 de 800 MHz e a conexão com o mundo é feita por meio de uma antena Wi-Fi nos padrões b, g e n. A Sandisk é a empresa responsável pela memória interna de 2 GB, que pode parecer pequena, mas é suficiente para armazenar aproximadamente 1.500 livros de uma só vez.

Traseira do Kindle, com conector microUSB em baixo (Foto: André Fogaça)Traseira do Kindle, com conector microUSB em baixo (Foto: André Fogaça)

Na parte inferior há apenas um botão para ligar e desligar o aparelho, além de uma entrada para a conexão microUSB. Esta conexão é usada para carregar a bateria em qualquer porta USB, ou acessar os arquivos da memória interna.

Conexão microUSB e conexão para ligar e desligar o aparelho (Foto: André Fogaça)Conexão microUSB e conexão para ligar e desligar o aparelho (Foto: André Fogaça)

Por fora, o aparelho conta com uma traseira fosca que se encaixa muito bem na mão, mesmo quando segurada por apenas uma delas. Os botões para virar as páginas são localizados nas laterais e há opções para ir e voltar em ambos os lados, o que facilita a utilização com uma ou duas mãos.

Nesta versão a Amazon removeu o teclado físico, liberando mais espaço para a tela. Por outro lado, apenas há como opção para escrita um teclado virtual, que até pode parecer incômodo, mas é algo que você certamente pouco usuará.

Teclado virtual (Foto: André Fogaça)Teclado virtual (Foto: André Fogaça)

De fábrica, o Kindle vem com dois dicionários – um para verbetes em português e outro para inglês. A partir do site da Amazon é possível baixar versões em outros idiomas.

Estes dicionários são utilizados para definir palavras dos textos: basta selecionar a palavra em questão com as teclas da parte inferior do aparelho para consultar o seu significado.

Definição de palavras, com base no dicionário (Foto: André Fogaça)Definição de palavras, com base no dicionário (Foto: André Fogaça)

A bateria é um dos pontos fortes do aparelho, já que a Amazon garante que ela dura até 4 semanas com uma carga só, com o aparelho ligado 30 minutos por dia. Quando desligado, uma espécie de proteção de tela toma conta do dispositivo.

Por ser estática, a tela não consume praticamente nenhuma energia - este é um dos trunfos da tecnologia E-ink, que utiliza minúsculos tubos com micro bolinha pretas e brancas, realinhadas de acordo com a polaridade da tela. Em outras palavras, depois que os tubos foram colocados no lugar (representando a mudança de uma página), não há mais consumo de energia.

Nativamente o leitor é capaz de reconhecer arquivos em, TXT, PDF, MOBI (sem DRM), PRC, HTML, DOC, DOCX, JPEG, GIF, PNG e BMP, sendo que os últimos sete formatos necessitam de conversão, que é feita automaticamente quando o usuário envia um e-mail para um endereço criado para cada aparelho Kindle. Ele será algo como xxx@kindle.com e estará vinculado a sua conta da Amazon.

Menino Maluquinho, de graça na Amazon (Foto: André Fogaça)Menino Maluquinho, de graça na Amazon (Foto: André Fogaça)

A loja de livros da Amazon conta com 13 mil títulos de livros em português (e outros 1,4 milhão de livros em demais idiomas), o que é o suficiente para encontrar versões nacionais de livros bem conhecidos, como O Hobbit e o Cinquenta Tons de Cinza. Todo o conteúdo pode ser comprado diretamente pela tela do Kindle, ou pelo computador para depois baixar no Kindle. De graça, é oferecido um livro exclusivo para esta plataforma, do cartunista Ziraldo com seu personagem O Menino Maluquinho.

Onde é mais seguro comprar no exterior: pelo Ebay ou pela Amazon? Veja as considerações de quem já comprou por lá

Enfim, este é um leitor de qualidade e tão fino que pode ficar na mochila sem uma sensação de peso que um tablet traria. Ele não reproduz música, vídeo ou jogos bacanas de um tablet, mas se você procura apenas um leitor de livros, é a melhor escolha. A Amazon chegou ao Brasil com muitos livros disponíveis e está vendendo o aparelho por um preço bastante convidativo.

Loja da Amazon, dentro do Kindle (Foto: André Fogaça)Loja da Amazon, dentro do Kindle (Foto: André Fogaça)

São R$ 299 que podem ser parcelados - algo que não pode ser feito se você comprá-lo no exterior. Lá fora ele custa US$ 89, o que daria algo próximo de R$ 184, que adicionados de alguns impostos e IOF do cartão de crédito, chegariam próximos aos R$ 299 do Brasil. Por este preço você encontra alguns tablets bem baratos, mas que não entregam a qualidade de leitura deste aparelho. Nem mesmo o mais caro dos tablets, o iPad, consegue algo próximo do e-ink. E nem levamos em conta a bateria que dura um mês, contra as dez horas dos tablets.

Ao comprar, é necessário escolher entre um leitor que não faz nada além de oferecer uma boa experiência de livros – mas faz muitíssimo bem isso – ou um tablet. O Kindle conta com apps para ler seus livros no Android e iOS, além de computadores com Windows ou Mac OS X. Se sua escolha for realmente por um e-reader, esta é a melhor opção no Brasil.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Ze Silva
    2013-04-28T16:52:37

    Ganhei um desses de presente e sou muito grato a meu amigo. A tecnologia, em si, é bastante interessante e será muito útil, mas lendo a respeito da autonomia da bateria fico com a impressão de que esse troço de recarga será uma chateação para alguns leitores.

  • Fabio Ferreira
    2013-01-04T18:00:48

    Pra quem gosta de ler, vale totalmente a pena. Pra quem lê em inglês, é quase uma obrigação. O aparelho "não desliga", mas talvez tenha consumo diferente quando em uso. A bateria é infinitamente superior em tempo. Pode levar pro deserto que a bateria continua. Quer livros mais baratos e entregues na mesma hora, via internet? Comprem um e-reader.

  • Gabriel Correia
    2013-01-03T20:19:14

    Realmente, pelos comentários, nota-se que o povo brasileiro realmente não gosta de ler e prefere ainda jogos em java dos tablets shing ling...

  • Carlos Veríssimo
    2012-12-30T21:54:41

    "é capaz de reproduzir até 16 tons de cinza" Hahahah 50 Tons de Cinza nunca mais!

  • Breno Cunha
    2012-12-26T17:26:07

    não se compra um kindle sem anúncios nos estados unidos por 89 dólares, custa cerca de 105 dólares, já que la os impostos e o frete também são cobrados, enquanto que no brasil eles são incluídos no preço final, e se você importar o produto pela amazon estrangeira ficara extremamente caro, devido ao imposto de 120% cobrado pela alfandega, alem do frete ainda mais caro para enviar ao brasil. por favor, pesquisem mais antes de escreverem uma reportagem.

  • Rômulo Figueiredo
    2012-12-24T18:08:31

    O valor de $69 refere-se ao Kindle com propagandas, porém não é possível comprar o Kindle na Amazon com essa oferta especial e nem os outros modelos quando o destino é o Brasil. O valor do Kindle mais frete ainda é acrescido 90% para pagamento de impostos!! Quando soube da possibilidade de comprar por R$ 299,00 vi que valeria a pena. Pois bem, a experiência de ler em uma tela e-ink é indescritível, mesmo com os problemas mencionados pelos outros colegas. Contornei o problema do PDF convertendo para TXT. Priorizo a função marca texto ao invés do teclado virtual.

  • Luiz Silva
    2012-12-23T21:50:13

    Acabou de chegar o meu Kindle Brasileiro, estou bastante encantado. Galera vale muito apena comprar ele, pois a leitura é super agradável, fora a conectividade dele nativa com facebook e twitter para compartilhar alguma coisa de sua leitura. Vale apena pra quem quer curtir uma leitura em qualquer lugar.

  • Fabricio Henrique
    2012-12-21T21:07:27  

    ele custa 69 dolaras nos usa e n 89 !

    recentes

    populares

    • Fabricio Henrique
      2012-12-21T21:07:27  

      69 dólares é a versão com anúncios, ou seja pior, alem de o valor real ser maior devido a impostos e valor do frete, que no brasil já estão incluídos nos 299 reias

  • Mateus Andrade
    2012-12-21T17:48:57  

    Diego Sampaio falador, nunca deve ter usado um

    recentes

    populares

    • Mateus Andrade
      2012-12-21T17:48:57  

      Realmente nunca usei um e nem preciso. Hora nenhuma eu julguei o aparelho ser ruim, e sim sua autonomia visto que ele só possui 1 finalidade: ler livros.

  • Gabriel Lopes
    2012-12-30T21:26:20  

    Realmente não vejo vantagens em um e-reader, independentemente da marca. Um tablet faz tudo que um e-reader faz e muito mais. Além disso, como o Diego Sampaio disse, a bateria tem duração inferior ao Ipad. Compensa economizar um pouco e investir num tablet.

    recentes

    populares

    • Gabriel Lopes
      2012-12-30T21:26:20  

      O Foco do E-reader é a leitura. Em um tablet o usuário acaba perdendo esse foco. Em vez de ler acaba se distraindo com games e rede sociais.

  • Nip Nuht
    2012-12-24T05:18:35  

    Essa versão do kindle é MUITO RUIM. Não têm a praticidade do touch e não têm o teclado da versão antiga. Quem faz comentários nos textos, como eu, tentar digitar nele é a pior experiência do mundo. Outro ponto fraco é a leitura de arquivos PDF, não recomendo, MUITO RUIM mesmo. O melhor a venda no Brasil hoje, para mim, é o kobo da livraria cultura. Ele possui touch e é o melhor para ler arquivos PDFs. Ah, essa história de possuir o melhor acervo não me compra mais, são livros antigos e româmces do estilo que minha mãe lê. PS: eu tenho essa vers do kindle (infelizmente) e tenho um nook.

    recentes

    populares

    • Nip Nuht
      2012-12-24T05:18:35  

      Leitura de PDF não vai bem nos e-readers Kindle ou Kobo. Uma opção um pouco trabalhosa é conveter o arquivo PDF em DOC por um site online. Depois abri-lo no Word e salvá-lo em RTF e por fim convertê-lo no Calibre para MOBI (Kindle) ou EPUB (Kobo).O Touch do Kobo não é tão sensível como nos atuais smartphones. Pesquisando alguns valores de e-books cheguei a conclusão que na Amazon ainda fica mais barato, quando não, o mesmo valor que na Livraria Cultura.

  • Fernando Silva
    2012-12-23T16:04:10  

    O Kindle que será vendido é o modelo de 89 dólares vendido nos EUA. E lembrando que há uma série de impostos, o preço aqui até que tá justo.

    recentes

    populares

    • Fernando Silva
      2012-12-23T16:04:10  

      Rodrigo Perez sim, esta justo, nos estados unidos você compra o kindle por cerca de 105 dólares incluindo impostos e frete, o que daria mais de 240 reais, para mim esse preço está muito justo quando comparado a outros produtos que chegam aqui por um valor quase 3 vezes maior, como o iphone 5, que está custando quase 3000 reais em algumas lojas

    recentes

    populares

    • Fernando Silva
      2012-12-23T16:04:10  

      Breno Cunha Tbm acho justo ainda mais se compararmos com os concorrentes daqui como o Positivo Alfa que é muito pior e o dobro do valor, estamos falando do Kindle líder de mercado o melhor e-reader a venda por um fabricante que tem como politica de empresa ter o menor valor do mercado alem de fazer de tudo para a baixar os preços de tudo que é relacionado como e-books (que ainda estão com um valor elevado, mas que eu acredito que em pouco tempo isso vai mudar).

  • Diego Sampaio
    2012-12-21T16:30:26  

    "E nem levamos em conta a bateria que dura um mês, contra as dez horas dos tablets." É uma piada mesmo. A propria notícia cita que a bateria dura 4 semanas com o uso de 30 min por dia. 4 semanas = 28 dias. 28 dias x 30min por dia = 14 horas de uso contínuo. Resumindo é um LIXO de bateria. Um aparelho que não faz absolutamente nada a não ser ler livros com uma autonomia tão baixa.

    recentes

    populares

    • Diego Sampaio
      2012-12-21T16:30:26  

      Alguem pode me explicar por que o kindle brasileiro não oferece o jornais e revistas brasileiras? Minha irmã comprou o del anos EUA, e ela tem acesoo à revista veja, folha, o globo, NYT etc..O meu, comprado aqui, sequer menciona estas publicações na loja...

    recentes

    populares

    • Diego Sampaio
      2012-12-21T16:30:26  

      Pô, o cara critica uma bateria que só te permite 30 minutos de leitura por dia e você o acusa de nunca ter lido um livro completo na vida? Você só pode estar brincando. Em períodos críticos eu chego a passar praticamente um dia inteiro lendo, fazendo pausas que variam de acordo com a disposição. Concordo perfeitamente com a crítica do Diego. Uma bateria com uma autonomia dessas só pode integrar um aparelho voltado para leitores como você, que escreve "si quer". E o restante é jornalismo sem isenção, matéria paga.