Câmera

22/01/2013 13h32 - Atualizado em 03/02/2013 16h00

Explore o mundo da fotografia manual com sua câmera DSLR

Adriano Hamaguchi
por
Para o TechTudo

Confira nossas dicas para conseguir bons resultados no modo manual com uma câmera DSLR. Neste artigo explicaremos conceitos como sensibilidade, abertura e velocidade para quem está dando os primeiros passos na fotografia manual.

Câmeras DSLR configuradas no modo manual (Foto: Reprodução)Câmeras DSLR configuradas no modo manual (Foto: Reprodução)

Dispensar a ajuda das configurações automáticas siginifca que você está disposto a entender mais sobre a sua câmera e os fundamentos da fotografia. Parabéns!

Quem possui uma câmera intermediária também pode aproveitar nossas dicas, pois elas também oferecem controles manuais para ajuste de velocidade, abertura e ISO. Não possui nenhum desses modelos? Confira a matéria do TechTudo sobre como escolher uma câmera digital e decida qual é o modelo ideal para você.

O que é uma câmera DSLR?

A DSLR é uma câmera digital avançada, com vários ajustes manuais e lentes intercambiáveis, ou seja, que podem ser trocadas. Dentre outros diferenciais, é possível ver a imagem captada pela lente no visor da câmera (“viewfinder”).

E qual a vantagem disso, se o monitor LCD é maior? A imagem que vem direto da lente não sofre nenhum tipo de interferência, e a imagem exibida no monitor LCD é gerada pela câmera. Então o “viewfinderview ótico” oferece mais fidelidade à imagem real.

Comparação entre os diferentes sistemas de pré-visualização de fotografia (Foto: Reprodução)Comparação entre os diferentes sistemas de pré-visualização de fotografia (Foto: Reprodução)

Outra vantagem de se acostumar com o visor (“viewfinder”) é que você fica mais concentrado na fotografia, eliminando distrações do ambiente. Aproximar a câmera do rosto pode parecer desconfortável no início, mas você vai notar a melhoria de suas fotos com o passar do tempo fotogrando deste jeito.

Imagem da parte traseira de uma câmera DSLR e as maneiras corretas de segurar a câmera na horizontal, no meio, e na vertical à direita (Foto: Divulgação)Imagem da parte traseira de uma câmera DSLR e as maneiras corretas de segurar a câmera na horizontal, no meio, e na vertical à direita (Foto: Reprodução/Canon)

 

Ativando o modo manual da câmera

Para ativar o modo manual, gire o seletor de modo para “M”.

Imagem de câmeras com destaque para o indicador “M” do modo manual no seletor (Foto: Reprodução)Imagem de câmeras com destaque para o indicador “M” do modo manual no seletor (Foto: Reprodução)

Entendendo “Exposição”

A exposição é um dos mais importantes termos na fotografia manual e seus elementos são: sensibilidade (ISO), abertura (“aperture”) e velocidade do obturador (“shutter speed”).

O esquema abaixo mostra resumidamente os efeitos das diferentes configurações destes elementos.

Esquema mostra os efeitos obtidos com diferentes configurações da velocidade, abertura e ISO da câmera (Foto: Reprodução/Exposure Guide)Esquema mostra os efeitos obtidos com diferentes configurações da velocidade, abertura e ISO da câmera (Foto: Reprodução/Exposure Guide)

A sigla “EV”, significa Valor de Exposição (“EV – Exposition Value”). Com o indicador do nível de exposição de sua câmera é possível conferir se a composição está subexposta (muito escura), equilibrada ou superexposta (muito clara).

Os valores negativos indicam uma imagem subexposta, e você deve fazer com que o sensor capte mais luz. Os valores positivos indicam que sua fotografia está superexposta, ou seja, você deve diminuir a quantidade de luz captada pelo sensor.

Comparativo entre imagens subexposta à esquerda, com boa exposição no meio, e superexposta à direita (Foto: Reprodução/Exposure Guide)Comparativo entre imagens subexposta à esquerda, com boa exposição no meio, e superexposta à direita (Foto: Reprodução/Exposure Guide)

Fique atento! Sua câmera não sabe o que sua mente criativa está planejando. Assim sendo, níveis de exposição negativos e positivos nem sempre resultam em fotografias ruins. Leia a matéria sobre fotografia “Low Key” e “High Key”, técnicas na qual a sombra ou luz em excesso é intencional.

Fotografia de uma rosa com a técnica low key à esquerda, e de um bebê com a técnica high key à direita (Foto: Reprodução)Fotografia de uma rosa com a técnica low key à esquerda, e de um bebê com a técnica high key à direita (Foto: Reprodução)

Entendendo as medidas de abertura, velocidade e ISO

Inicialmente, há uma definição importante que você deve entender: imagem é luz. Enxergamos porque a luz é refletida no ambiente e nos objetos e esta luz refletida chega em nossos olhos. Se não há luz alguma, não enxergamos nada. Por isso quando o assunto é fotografia, medidas e configurações sempre estão relacionadas de alguma maneira à luz.

Entendendo as medidas: Abertura (“Aperture”)

Toda lente possui uma espécie de “barreira” com um orifício que aumenta e diminui. A unidade de medida da abertura é simbolizada pelo “F”. Para aumentar o tamanho deste orifício diminua o valor “F”, e para diminuir o orifício aumente o valor “F”.

No esquema abaixo, mostramos os efeitos de uma pequena abertura (F/16) e de uma grande abertura (F/2.8).

Esquema ilustrado que mostra os efeitos das pequenas e grandes aberturas (Foto: Reprodução/Michael Andrew)Esquema ilustrado que mostra os efeitos das pequenas e grandes aberturas (Foto: Reprodução/Michael Andrew)

Uma grande profundidade de campo resulta uma fotografia nítida em toda sua área. Enquanto que uma pequena profundidade de campo resulta uma fotografia parcialmente nítida.

Entendendo as medidas: Velocidade (“Shutter Speed”)

A captura de uma imagem em câmeras digitais é feita por um sensor. Este sensor fica escondido atrás de uma “cortina” (obturador) que tampa a luz.

Quando disparamos a foto, esta “cortina” abre, permanece aberta durante X segundos, e depois fecha. Este valor X é a velocidade (“shutter speed”).

Na câmera, os valores da velocidade são definidos por frações. Por exemplo, “4/1 = 4 segundos”, e “1/125 = 0,008 de segundo”. Pode parecer insignificante, mas frações de segundo fazem uma grande diferença nas imagens. Confira o esquema abaixo.

Esquema mostra o funcionamento do obturador e como suas diferentes velocidades afetam a fotografia (Foto: Alex Wise)Esquema mostra o funcionamento do obturador e como suas diferentes velocidades afetam a fotografia (Foto: Alex Wise)

Entendendo as medidas: ISO (Sensibilidade)

A sensibilidade do sensor da câmera é medida em “ISO”. Quanto maior o valor ISO, o sensor fica mais sensível à luz (capta mais luz). Quanto menor o valor ISO, menos sensível (capta menos luz).

Este tipo de medição é uma herança das câmeras tradicionais de filmes, pois o sensor simula a sensiblidade dos padrões dos filmes.

Para ambientes escuros, devemos utilizar ISOs maiores para captar mais luz (ISO 400 a 6400), enquanto que em ambientes bem iluminados, devemos utilizar valores menores (ISO 50 a 400).

Observe na imagem da ponte, que a imagem obtida com ISO 3.200 apresentou granulação. Garanta a qualidade de suas imagens optando por valores menores.

Imagem de flor e ponte fotografadas com diferentes valores ISO (Foto: Reprodução/PhotographersOnUTube e Exposure Guide)Imagem de flor e ponte fotografadas com diferentes valores ISO (Foto: Reprodução/PhotographersOnUTube e Exposure Guide)

Confira a matéria do TechTudo sobre fotografias norturnas e como fotografar de dia.

Preparando para fotografar

O que devo configurar primeiro: sensibilidade (ISO), abertura ou exposição? Isso vai depender do seu objetivo. Confira a seguir, dicas de como definir a configuração proritária.

Prioridade – Velocidade do obturador

Vamos considerar que haja movimento em uma cena. Se você deseja captar o movimento na imagem, com uma leve “mancha” no objeto que está se movendo, você deverá optar por velocidades menores (tempos de exposição mais longos).

Esquema para fotografar objetos em movimento, com prioridade para velocidade (Foto: Adriano Hamaguchi) (Foto: Esquema para fotografar objetos em movimento, com prioridade para velocidade (Foto: Adriano Hamaguchi))Esquema para fotografar objetos em movimento, com prioridade para velocidade (Foto: Adriano Hamaguchi)

E para captar uma imagem congelada, você deverá utilizar velocidades maiores (tempos de exposição mais curtos), como a velocidade 1/125 de segundo.

E quando não há movimento na cena? Se os objetos não estão se movendo, você poderá usar velocidades menores e ainda obter imagens nítidas, contando com a liberdade de aumentar a profundidade de campo, diminuindo a abertura.

Depois de configurar a velocidade, ajuste a sensiblidade (ISO) e a abertura.

Prioridade - abertura

Use aberturas menores (diafragma mais fechado) para obter imagens com maior profundidade de campo, ou seja, captar nitidamente os objetos que estão perto e longe.

Esquema para fotografias com maior profundidade de campo, utilizando aberturas menores (Foto: Adriano Hamaguchi)Esquema para fotografias com maior profundidade de campo, utilizando aberturas menores (Foto: Adriano Hamaguchi)

Utilize aberturas maiores (diafragma mais aberto) para fotografias com menor profundidade de campo. Neste tipo de imagem o que está mais perto fica mais nítido, e o que está mais longe menos nítido.

Esquema didático para fotografias com menor profundidade de campo (Foto: Adriano Hamaguchi)Esquema didático para fotografias com menor profundidade de campo (Foto: Adriano Hamaguchi)

Após definir a abertura, configure a sensiblidade (ISO) e a velocidade.

Prioridade – Sensibilidade (ISO)

Valores ISO maiores que 400 devem ser evitados. Até esse valor é possível obter boas imagens com baixo nível de ruído (granulação).

Mas porque as câmeras têm sensores com ISO maiores que 6400, se as fotografias com alto ISO ficas granuladas? Quando a iluminação é precária, utilizar sensibilidade (ISO) alta pode ser o único recurso para obter boas imagens, principalmente quando você não pode diminuir a velocidade nem aumentar a abertura para captar mais luz. Além disso, câmeras avançadas permitem fotografar com ISO superior a 1.600 com excelente qualidade.

Esquema para fotografar em condições precárias de iluminação utilizando alta sensibilidade (Foto: Adriano Hamaguchi)Esquema para fotografar em condições precárias de iluminação utilizando alta sensibilidade (Foto: Adriano Hamaguchi)

Primeiro, configure sua câmera para a ISO 400 e configure a abertura e a velocidade. Se a imagem ainda ficar escura (subexposta), aumente a ISO e teste novamente, optando pela menor sensibilidade que conseguir, para evitar a granulação (ruído).

Balanceamento da abertura e da velocidade

É possível obter um mesmo valor de exposição, balanceando a abertura (F) e a velocidade do obturador, proporcionalmente, de acordo com a tabela abaixo.

Tabela de balanceamento entre abertura e velocidade, de um determinado valor de exposição (Foto: Reprodução/Cambridge in Colour)Tabela de balanceamento entre abertura e velocidade, de um determinado valor de exposição (Foto: Reprodução/Cambridge in Colour)

Duas configurações diferentes, mesmo com valores de exposição iguais, resultarão em duas imagens diferentes. Isto porque velocidades mais rápidas deixam a fotografia com o aspecto “congelado” e aberturas maiores diminuem a profundidade de campo.

Por outro lado, velocidades menores dão o aspecto de movimento e aberturas menores com maior profundidade de campo.

Na prática, basta ter noção desta relação, não é preciso decorar. Fique de olho no medidor de exposição de sua câmera e opte pela configuração que melhor atende a sua necessidade.

Testando seus conhecimentos!

Acesse agora mesmo o simulador SLR CameraSim para testar seus conhecimentos sobre sensibilidade, abertura e velocidade.

Na primeira coluna, você escolha as condições de iluminação (“Lighting”), distância do objeto (“Distance”) e distância focal/zoom (“Focal Length”). Na coluna do meio escolha o Modo Manual! E na coluna da direita, configure a sensibilidade (“ISO”), abertura (“Aperture”) e velocidade do obturador (“Shutter”).

Não se esqueça de verificar o nível de exposição de sua imagem. Para fotografar clique no botão “Snap photo”. Divirta-se!

Simulador de fotografia com ajustes manuais de abertura, sensibilidade e velocidade (Foto: Reprodução/CameraSim)Simulador de fotografia com ajustes manuais de abertura, sensibilidade e velocidade (Foto: Reprodução/CameraSim)

O momento que você decide fotografar no modo manual é um divisor de águas. Você deixa de aceitar o que sua câmera “faz por conta própria” e passa a ter domínio sobre os resultados.

Investir em conhecimento e estudo é tão importante quanto investir no equipamento correto. E agora que você já possui uma DSLR, faça sua aquisição valer a pena!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Thainara Jesus
    2016-03-01T23:51:39

    Muito bom :3

  • Jose Pereira
    2014-01-22T17:32:39

    Excelente matéria. Muito clara e esclarecedora.

  • Rodrigo A.
    2013-01-31T12:17:31

    Excelente matéria! Todas poderiam ter um nível tão bom quanto essa!

  • Max Diniz
    2013-01-30T11:42:17

    Parabéns pelo artigo Adriano Hamaguchi! Ficou bom demais, objetivo, didático, e dinâmico, principalmente para os que, assim como eu, querem aprender a tirar fotos melhores e tem curiosidade em aprender a arte da fotografia, que nada mais é do que "escrever com a luz". Estou fazendo um curso de férias em Fotografia Digital e, neste artigo, só senti falta de um tópico que mostrasse e ilustrasse a comparação das objetivas (grande-angular, normal e tele-objetivas) assim como o uso do fotômetro, que ajuda a capturar melhor as fotos ;)

  • Jefferson Silva
    2013-01-25T16:23:26

    Eu gostei demais desse simulador. Principalmente para explicar para as pessoas como funciona os parametros principais da camera. É complicado explicar para 1 leigo q vc precisa equilibrar 3 fatores para ter uma boa foto. E no simulador ele conseguiu mostrar TUDO. Inclusive, a questão da distância focal. Vamos dizer q vc tem uma câmera (sensor cropado) e estiver com ela a 50mm na lente para poder tirar a foto do rosto. Ficou visível q ele começou a "tremer" como acontece realmente. É mais fácil vc se aproximar do assunto e diminuir a distancia focal de 50mm para 18mm. Perfeito!

  • Higor Brito
    2013-01-23T00:43:32  

    Muito bom , Só que agora as coisas mudam com uma 5D mark 3 que o ISO dela é altíssimo !

    recentes

    populares

    • Higor Brito
      2013-01-23T00:43:32  

      Exatamente!!! Cobrir um evento social (Casamento por exemplo) a iso 3200 ou 6400 como se estive a 400 ou 800 é muito bom... O Trabalho fica outro!

    recentes

    populares

    • Higor Brito
      2013-01-23T00:43:32  

      Com certeza, este é um excelente equipamento! A tendência é que os sensores e lentes evoluam cada vez mais e permitam utilizar configurações "extremas".

  • Natanael Santos
    2013-01-22T20:17:58  

    Que Legal!! Pra nós que estamos começando nessa maravilha que é fotografar, essa matéria é shooow! Super completa! Muito bem feita! Parabéns, Adriano Hamaguchi!!!

    recentes

    populares

    • Natanael Santos
      2013-01-22T20:17:58  

      obrigado Natanael!

  • Rudival Filho
    2013-01-31T12:20:46  

    Olá - muito por o material - porém tem que melhorar a revisão do tempo, encontre muito erros de ortografia, pro exemplo um trecho em que foi escrito: "aberturas menores com mais maior profundidade de campo." - gente não é mais maior e só maior- blz no mais o material e muito pratico e direto - valeu!

    recentes

    populares

    • Rudival Filho
      2013-01-31T12:20:46  

      Po cara, criticar ortografia escrevendo tudo errado é até engraçado. hehe..

  • Igor Yamane
    2013-01-29T21:21:54  

    parabens pela materia, ate gravei a pagina para nao esquecer e aplicar aos poucos as dicas. show de bola

    recentes

    populares

    • Igor Yamane
      2013-01-29T21:21:54  

      tbm gravei no meus favoritos a materias muito boa mesmo

  • Daniel Vieira
    2013-01-22T16:42:09  

    excelente matéria, boa dica para quem está começando e um bom lembrete para os veteranos

    recentes

    populares

    • Daniel Vieira
      2013-01-22T16:42:09  

      obrigado Daniel =)