25/03/2013 06h00 - Atualizado em 25/03/2013 14h20

Retina Display ou Full HD: entenda a diferença entre os dois tipos de tela

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

Na hora de comprar um computador, os usuários têm à disposição tantas informações que podem acabar perdidos. Estão disponíveis no mercado diversos aparelhos com telas Full HD, que buscam concorrer com o display de alta definição desenvolvido pela Apple, chamado Retina. Para quem não entende muito do assunto, mas quer comprar uma máquina que tenha boa resolução de imagem, o TechTudo explica as principais diferenças entre estes dois tipos de tela.

Entenda as vantagens dos MacBooks Pro com tela Retina em relação aos notebooks Full HD (Foto: Reprodução)Entenda as vantagens dos MacBooks Pro com tela Retina em relação aos notebooks Full HD (Foto: Divulgação/Apple)

Para compará-las e encontrar a resposta ideal às necessidades de cada um, é fundamental conhecer bem as distinções entre suas tecnologias. As telas Full HD são usadas por diferentes fabricantes de computadores (como LG, Sharp, Foxconn e muitos outros) e devem ter a resolução de 1920 x 1080 pixels, independentemente de suas dimensões em polegadas. Já aquelas denominadas Retina seguem um padrão determinado pela Apple.

Telas Retina

Retina Display é o nome usado pela Apple para definir todas as telas de cristal líquido usadas em seus produtos cuja resolução e densidade de pixels sejam tão altas que o olho humano se torna incapaz de visualizar pontos individuais a distâncias variáveis. Essa palavra, variáveis, é o ponto-chave para entender o nome da tela e o apelo que ele causa.

O display de um iPhone, por exemplo, por ser mais compacto (quatro polegadas contra 15 de um típico MacBook Pro), pode atingir uma densidade de pixels significativamente maior. Ou seja, mesmo de perto, eles serão difíceis de identificar. Em um aparelho de 15 polegadas a situação é diferente: a tela é maior e seus pixels são mais facilmente percebidos.

Imagem da Adobe ajuda a entender a relação de densidade de pixels com qualidade e definição da imagem. No primeiro corte, uma foto com apenas 60 pixels por polegada. Abaixo, outra com 240 pixels por polegada (Foto: Reprodução)Imagem da Adobe ajuda a entender a relação de densidade de pixels com qualidade e definição da imagem.  (Foto: Reprodução / Adobe)

Basicamente, isso quer dizer que um computador com este tipo de tela terá, sim, uma qualidade impressionante de imagens - sobretudo se comparado a computadores mais simples -, mas ainda assim, não terá o mesmo aspecto definido daqueles dos iPhones. No fim das contas, o Retina Display é mais uma ampla definição de cunho mercadológico do que uma classificação tecnológica.

Isso acontece porque um celular da Apple tem 326 pixels por polegada e um MacBook Pro, “apenas” 288. Por essa razão, é importante deixar de lado o nome e prestar atenção nas suas configurações e naquilo que ela pode oferecer em termos de qualidade para o seu cotidiano.

Para que tanta resolução?

É importante falar sobre o grande diferencial das telas Retina e suas concorrentes Full HD nos notebooks: a resolução máxima. Como já informamos, a tela Full HD chega a uma resolução máxima de 1920 pixels de largura por 1080 de altura. Em um notebook de 15,6 polegadas isso significa 141,5 pixels por polegada, número inferior aos 288 pixels por polegada do MacBook Pro de aproximadamente mesmo tamanho, que alcança 2880 x 1800 pixels de resolução máxima. Isso quer dizer que a segunda opção será melhor para trabalhar com imagens e ver vídeos em alta resolução do que a primeira.

Visão geral do 15R (Foto: Stella Dauer) (Foto: Visão geral do 15R (Foto: Stella Dauer))Inspiron 15R, da Dell, é um exemplo de PC com tela Full HD (Foto: TechTudo/Stella Dauer)

Como a venda de televisores com resoluções maiores que a Full HD ainda é tímida e mesmo a difusão de computadores equipados com telas tão poderosas ainda engatinha, a indústria do entretenimento não tem filmes, séries e jogos produzidos para tirar proveito de toda essa capacidade. Caso sua decisão de compra esteja profundamente vinculada ao uso para entretenimento, é bom considerar o fato de que vai demorar um pouquinho para curtir um vídeo que aproveite toda a capacidade da tela Retina. E é provavel que, quando já houver este tipo de material disponível, que as TVs já tenham subido ao patamar do 4K de resolução.

Isso, no entanto, não quer dizer que um computador com tela Retina seja uma má opção de compra. Para uso profissional, designers e editores de vídeo não pensarão duas vezes em defender a opção com a maior resolução possível. Afinal, um display de maior qualidade dá mais margem para desenvolver seu trabalho com mais qualidade.

Full HD é suficiente?

Se a ideia é jogar ocasionalmente, ver filmes e séries, um computador com tela Full HD pode ser a sua melhor opção. Não só do ponto de vista de ampla oferta de conteúdo: um notebook do gênero pode ser comprado com preços a partir de  R$ 2000. Já o MacBook Pro com tela Retina mais barato, de 13 polegadas, custa R$ 5999 (a versão mais barata com tela de 15 polegadas é vendida pela Apple por R$ 9999).

Como escolher o notebook pela tela?

Outra grande vantagem da Apple nessa briga é o fato de que todas as telas usadas nos MacBooks Pro com Retina são rigorosamente iguais. Os níveis de brilho, contraste e saturação de cores possíveis nesses displays são padronizados entre a linha. Ou seja, não há risco de que você veja uma tela Retina em aparelho e acabe comprando outro com um display que se mostre inferior.

O mesmo não acontece com os demais notebooks. Dada as características do mercado dos PCs, é bastante improvável que a tela Full HD de um aparelho da HP, por exemplo, seja a mesma de um da Dell, ainda que ambos tenham o mesmo tamanho. Por fim, melhor maneira de definir uma compra de notebook pela qualidade da sua tela ainda é olhando para ela em funcionamento, estabelecendo comparações com outros modelos e, claro, se informando sobre o produto.

  • imprimir
Seja o primeiro a comentar


Imagem do usuário
Sair

Quer realmente sair da globo.com?

Imagem do usuário

recentes

populares

  • Severino Silva
    2014-03-06T18:22:06

    Sai mais barato comprar uma passagem de avião, viajar aos EUA, comprar um macBook retina, passear uns dois dias e voltar do que comprar um MacBook retina aqui no Brasil ..

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Samuel Voltolini
    2013-03-25T07:30:11   , respondido respondido 2013-10-30T10:42:54

    Aqui no brasil ele custa 9999 reais porque la fora é 2200 dolares ou seja, 4400 reais oque não é nada caro pra um aparelhos com aquela configuração robusta, sistema operacional bem estavel e com uma qualidade de tela que é muito boa. Se ver um notebook Sony quem tem uma qualidade quase igual ao macbook ele custara praticamente a mesma coisa com as mesmas configurações.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário

    recentes

    populares

    • Samuel Voltolini
      2013-03-25T07:30:11   , respondido respondido 2013-10-30T10:42:54

      Já eu acho que o Mac já fez diferença há um tempo atrás, mas acho que hoje em dia consegue-se resultados similares de produtividade tanto no Win 8 ou Linux. Sem contar que com o mesmo valor investido num Mac, pode-se comprar um PC bem mais poderoso.

      COMPARTILHAR

      Imagem do usuário

    recentes

    populares

    • Samuel Voltolini
      2013-03-25T07:30:11   , respondido respondido 2013-10-30T10:42:54

      Porque a Sony também é cara. Pegue um Dell nos EUA com as mesmas configurações da Apple e ele custará um pouco mais da metade. Sinceramente, eu trabalho com alguns projetos de design gráfico, nessa área, ter um Mac faz muita diferença no tempo para fazer um trabalho e na qualidade de entrega. Mas para a gigantesca maioria, ter um Mac é puro status.

      COMPARTILHAR

      Imagem do usuário
  • Zico10
    2013-03-25T19:32:59

    "Isso quer dizer que a segunda opção será melhor para trabalhar com imagens e ver vídeos em alta resolução do que a primeira". Só faria diferença se a tela fosse maior que 50 polegadas, pois com 15" o olho nu não percebe uma diferença de 1080p para 720p a uma distância de 1 metro. Agora concordo que para editar fotos faça diferença, uma vez que você tem que dar zoom na tela, agora para assistir um filme, mesmo que em Full Hd (1080p) não faz diferença uma tela retina e uma full hd, a não ser que você assista o filme a 1 cm da tela... que não é o caso.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Marcelo
    2013-03-25T15:12:35

    ficou meio confusa essa explicação.. e nem faz muito sentido falar dessas diferenças pq full hd é só a resolução da tela...(1920x1080) não importando o tamanho da tela.. e "retina display" é o termo que a apple inventou para suas telas com ppi mais alto.. (termo tecnico seria hdpi) a ideia do hdpi é que qnt maior a resolução em um tamanho de tela.. menor vai ser os textos/objetos na tela.. pra resolver isso nos monitores hdpi a posição/tamanho dos objetos é definida como se a resolução fosse menor(metade no caso da retina) e depois são desenhados com a resolução maior pra ficar mais nitidos

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário