Impressora

03/03/2011 18h27 - Atualizado em 29/05/2012 10h27

Impressora jato de tinta: qual comprar?

Paulo Vanderley
por
Para o TechTudo

Comprar uma impressora jato de tinta ainda é a opção mais econômica do mercado e é ideal para o uso doméstico ou em pequenas empresas (mesmo depois da proliferação dos modelos à laser). Esse tipo de impressora imprime seus documentos jogando pequenos e precisos pontos de tinta no papel, misturando as cores de seus cartuchos para imprimir as imagens e textos da forma mais aproximada ao original.

Impressora jato de tinta continua sendo uma opção econômica (Foto: Divulgação)Impressora jato de tinta continua sendo uma opção econômica (Foto: Divulgação)

Como existem muitas marcas e modelos nas grandes lojas do varejo, pode ser difícil escolher o modelo certo para você (ou para o seu negócio). Na hora de definir qual o modelo correto, sem gastar mais por isso ou perder funções essenciais, você deve considerar a qualidade da impressão e o valor dos suprimentos, além de detalhes como a sua performance e a conectividade.

Por isso, preparamos um pequeno guia para servir de apoio à você na hora de comprar a sua próxima impressora à jato de tinta. Para fazer a escolha certa, esteja atento aos detalhes abaixo:

Passo 1. Considere a qualidade: O que você pretende imprimir?

Essa pergunta parece boba, mas é muito importante para a escolha do modelo certo. A qualidade da impressão é medida em "dpi" (pontos por polegada), e nesse caso vale a máxima do "quanto mais, melhor" - ou seja, quanto mais pontos, melhor será a imagem.

Se o seu maior volume de impressão for de documentos de texto (como cartas, declarações, tabelas ou contratos), uma impressora mais simples, configurada para imprimir em 300 dpi, já será suficiente. Porém, caso você queira imprimir fotos ou imagens com uma ótima qualidade, então será necessário optar por um modelo com maior definição (e, consequentemente, mais caro).

Passo 2. Considere os suprimentos: Quanto está disposto a gastar com cartuchos?

Cuidado para não pagar barato na impressora e caro nos cartuchos. Não é exagero escolher uma impressora pelo valor dos cartuchos; pesquise os preços deles antes para não ter surpresas depois.

Algumas impressoras permitem utilizar cartuchos de fabricantes diferentes, o que pode lhe trazer alguma economia. Verifique também se a impressora utiliza todas as cores em um mesmo cartucho ou se cada cor é vendida separadamente. Este último é mais econômico, pois você não corre o risco de perder um cartucho porque apenas uma das cores se esgotou. No entanto, alguns modelos só aceitam imprimir se todos os cartuchos estiverem com tinta, mesmo se for apenas um documento em preto-e-branco.

Caso opte por utilizar cartuchos remanufaturados, fique atento: eles podem danificar seu aparelho.

Impressora jato de tinta Epson Styllus TX125 (Foto: Divulgação)Impressora jato de tinta Epson Styllus TX125 (Foto: Divulgação)

Passo 3. Considere os formatos: Qual o tamanho do seu papel?

A impressora é alimentada com o papel através de bandejas externas, e elas variam de tamanho conforme os modelos. Ou seja: pode ser que uma determinada impressora não suporte alguns tamanhos de papeis específicos, com o de uma fotografia normal (10x15) ou o papel de revista (A3). Se você pretende imprimir trabalhos em papel de tamanhos não-convencionais, esteja atento a este detalhe. Assim, você evitará problemas ao criar envelopes, banners, posters, etiquetas para CDs/DVDs, brochuras e cartões.

Passo 4. Considere a performance: Quanto tempo leva para imprimir?

A velocidade da impressão é medida em ppm (páginas por minuto), que varia conforme o modelo da impressora e o tipo da impressão. Uma página contendo apenas texto imprime mais rápido que uma página contendo uma foto, pois uma folha coberta de letras exige menos trabalho da impressora. Observe a velocidade média de impressão dos modelos que pesquisar, pois isso fará diferença ao imprimir um grande volume de material.

Passo 5. Considere a conectividade: Por onde liga ao computador?

A maioria das novas impressoras conecta-se via USB, que é um item comum nos computadores. Algumas delas também possuem slot (encaixe) para cartão de memória, e outras independem de ficar conectadas em algum computador, com troca de informações sem fio (wireless) ou pela rede à cabo (Ethernet). Caso a impressora seja utilizada numa pequena empresa, verifique se ela oferece suporte a múltiplos usuários em rede.

Passo 6. Considere o custo/benefício: Será que preciso de uma multifuncional?

Avalie as funções que a impressora oferece e veja se está de acordo com o que você precisa para o seu cotidiano. Seja forte para resistir ao papo do vendedor, e cuidado para não acabar levando uma multifuncional (aparelho que une impressora, fax e copiadora) quando, na verdade, só uma impressora é suficiente para você. Vale dizer que o inverso também é verdadeiro, ou seja, se você possui um pequeno escritório, talvez uma multifuncional seja mais útil.

Agora que você já decidiu qual impressora comprar, aproveite para colocar uma senha nela e habilite o serviço AirPrint do iOS no Windows.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares