TV

09/02/2016 06h00 - Atualizado em 09/02/2016 06h00

TV analógica deixa o Brasil a partir deste ano; veja como se adaptar

Raquel Freire
por
Para o TechTudo

O Ministério das Comunicações alterou o cronograma de substituição do sinal de TV analógico pelo Digital. O prazo final agora foi definido para 2018. De qualquer forma, o início foi mantido para este ano – Brasília e alguns municípios de Goiás serão os beneficiados. Locais como São Paulo, Belo Horizonte, Goiânia, dentre outros terão o sinal antigo desligado já em 2017.

Como captar sinal digital na TV analógica com entrada HDMI ou cabo RCA

Sendo assim, é importante se preparar para a mudança. Reunimos todas as informações sobre a TV digital e como adaptar seu aparelho analógico a essa tecnologia.

Tire suas dúvidas sobre a transição da TV analógica para digital (Foto: Pond5)Tire suas dúvidas sobre a transição da TV analógica para digital (Foto: Pond5)

Qual a diferença entre o sinal digital e o analógico?

A diferença para o espectador é a melhor qualidade de imagem e som da TV digital. Isso acontece porque este sinal oscila menos que o analógico, fazendo com que ele seja menos suscetível a interferências externas.

O TechTudo explicou, mais detalhadamente, as mudanças tecnológicas neste artigo. O mais importante é que, na TV digital, ruídos e chiados praticamente não existem.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tech no Android ou iPhone

Gráfico de sinal digital (Foto: Reprodução/Wikimedia Commons)Gráfico de sinal digital (Foto: Reprodução/Wikimedia Commons)

A alteração interfere também nos canais. Em cada cidade o canal da TV aberta é diferente, portanto, será necessário consultar individualmente.

Por que da mudança?

A melhor qualidade não é o único, nem principal fator para a mudança. Todo esse remanejamento está acontecendo para que a faixa de 700 MHz, atualmente usada pelas TVs analógicas, possa ser liberada para a rede 4G.

Até o momento, a rede móvel usa a frequência de 2.600 MHz, que apresenta maior dificuldade na hora de atravessar paredes e outros obstáculos justamente pelo maior comprimento de onda. Por ter maior propagação, a faixa de 700 MHz atingirá mais usuários.

Outra vantagem é que a frequência de 700 MHz também é usada pelo 4G dos Estados Unidos e alguns países europeus. Isso facilitará a compra de dispositivos no exterior, uma vez que desaparecerá o problema sobre compatibilidade.

Transição para TV digital ai liberar faixa de 700 Mhz para rede 4G (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Transição para TV digital ai liberar faixa de 700 Mhz para rede 4G (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Como será feita a migração do sinal?

A entidade responsável pela transição é o GIRED, grupo formado pelas operadoras de telefonia Algar Telecom, Claro, TIM e Vivo, pela Anatel e outros representantes do Ministério das Comunicações. A instituição precisará iniciar uma campanha publicitária sobre o assunto um ano antes da data prevista para migração em cada cidade.

A 365 dias do desligamento, o telespectador verá um logotipo com a letra “A” indicando que esta assistindo programação analógica, acompanhada por uma tarja de texto dando essa informação. Com 180 da data, será mostrada uma cartela informativa antes do intervalo comercial, constando dados como o novo número do canal na TV digital, site e número da central telefônica gratuita para tirar dúvidas.

Logo indicativo de sinal analógico (Foto: Reprodução/Abratel)Logo indicativo de sinal analógico (Foto: Reprodução/Abratel)

Vídeos informativos com duração de até 30 segundos serão exibidos faltando 75 dias para o desligamento; a 60 dias, será fixada no topo da tela uma contagem regressiva alertando o fim da transmissão analógica.

O GIRED só poderá encerrar o sinal analógico caso 93% dos domicílios do município, no mínimo, estiverem aptos a receber o sinal digital. Se isso não ocorrer dentro do prazo proposto no cronograma, a transmissão analógica será desligada assim que essa meta for atingida, em qualquer data.

Qual o melhor modelo de TV para jogos?
 Comente no Fórum do TechTudo

Como converter a TV para o sinal digital?

Muitas TVs já são prontas para o sinal digital. Todos os aparelhos com o selo DTV e a maioria das televisões de LED, LCD ou Plasma, fabricadas depois de 2010, estão nessa categoria. Os mais antigos que isso e as TV tubo, porém, não têm conversor embutido.

Aparelhos com logo DTV já estão prontos para sinal digital (Foto: Divulgação/LG)Aparelhos com logo DTV já estão prontos para sinal digital (Foto: Divulgação/LG)

Felizmente não é necessário comprar uma televisão nova, basta um conversor de sinal digital - que é diferente de receptor digital. Também conhecidos como set-top box, esses aparelhos são relativamente baratos; nesta lista selecionamos cinco modelos com preços abaixo de R$ 160.

Conversor digital pode ser comprado por menos de R$ 160 (Foto: Divulgação/TopTiva)Conversor digital pode ser comprado por menos de R$ 160 (Foto: Divulgação/TopTiva)

Além do conversor é preciso comprar uma antena UHF, embora regiões metropolitanas de algumas cidades tenham canais digitais também em VHF. Normalmente, elas vêm junto com cabo coaxial, mas, caso isso não ocorra, compre um homologado pela Anatel – a agência recomenda o modelo RG-59.

É possível captar sinal digital em TVs analógicas com ou sem entrada HDMI. Neste guia, você encontrará informações mais detalhadas para fazer a instalação do conversor.

Esquema de instalação do conversor digital em TV analógica tubo (Foto: Reprodução/EAD)Esquema de instalação do conversor digital em TV analógica tubo (Foto: Reprodução/EAD)

O novo cronograma

Capitais como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte (MG), que receberiam o sinal digital este ano, passarão pela migração em 2017. O ano que vem incluirá ainda as capitais Fortaleza, Recife, Salvador, Goiânia e Vitória e as cidades de Franca, Ribeirão Preto, Santos e Vale do Paraíba (SP); e Juazeiro do Norte e Sobral (CE).

Em 2018 será a vez de Curitiba, Bauru, Belém, Boa Vista e Blumenau, além dos demais municípios de São Paulo e grandes regiões de outros estados. A data de conclusão da transição não foi divulgada pela portaria nº 378, publicada no Diário Oficial do último dia 25 de janeiro.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares