Armazenamentos

08/10/2016 07h00 - Atualizado em 08/10/2016 07h00

Como descobrir se seu SSD pode parar de funcionar

Raquel Freire
por
Para o TechTudo

O seu SSD pode parar de funcionar antes do que você imagina. Com um funcionamento diferente do HD, o disco de estado sólido tem vida útil limitada e é preciso estar atento ao tempo que falta até que o componente “morra”. Neste tutorial, o TechTudo explica sobre a vida útil dos SSDs e ensina como descobrir quando a unidade de armazenamento está com os dias contados. Siga as dicas, não esqueça de sempre fazer um backup dos seus dados e não seja pego de surpresa.

SSD vale a pena? Saiba como melhorar seu PC com o concorrente do HD

Saiba como descobrir a vida útil do seu SSD (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)Saiba como descobrir a vida útil do seu SSD (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)










Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Vida útil do SSD

Os SSDs guardam muitas diferenças em relação aos HDs e uma delas é a capacidade de apagar e reescrever dados. Nos discos rígidos, a área que armazena informação pode ser reescrita ilimitadamente, desde que não haja danos físicos. Já nos discos de estado sólido esse processo é limitado; após um determinado número de vezes em que forem gravados e apagados dados, a célula “morre”.

Isso acontece porque, nos SSDs, a operação de gravação requer que todos os dados sejam apagados antes de a célula ser usada. A ação de gravar/apagar/reescrever gera desgaste nas células e causa erosão do isolador entre elas. Após um tempo, as células individualmente não conseguem mais manter dados.

SSD T3, da Samsung (Foto: Marlon Câmara/TechTudo)SSD T3, da Samsung (Foto: Marlon Câmara/TechTudo)

Cada unidade utiliza um tipo de memória flash, que apresenta diferentes ciclos de vida útil. A forma mais comum de memória flash nos SSDs é a MLC, sigla em inglês para Multi Level Cell (célula multi-nível). O “multi” no nome refere-se à capacidade desta célula em guardar dois bits de dados. De maneira geral, esse tipo de célula suporta cerca de 3 mil ciclos de apagar/reescrever.

Modelos mais novos de SSD têm empregado a memória flash TLC, cujo nome vem de “Triple-Level Cell”, ou célula de três níveis. Como é possível perceber, ela adiciona uma camada de bits, aumentando a densidade e a capacidade de armazenamento. No entanto, este acréscimo ocorre à custa da durabilidade. Uma célula TLC normalmente suporta 1 mil ciclos de apagar/reescrever.

Encontrando o TBW

A vida útil do SSD é medida em TWB, acônimo de “terabytes written”, ou terabytes gravados. A maioria dos modelos atuais, que têm até 1 TB, possui vida útil entre 75 e 150 TBWs. Este número nem sempre é fornecido pela fabricante nas especificações técnicas, mas pode ser encontrado facilmente via software.

As próprias marcas têm seus programas para medição dos terabytes gravados, como é o caso de Samsung, SanDisk e Intel. O Samsung Magician mostra o valor logo na tela principal, em destaque. Há ainda programas de terceiros, como o CrystalDiskInfo, que pode ser útil para comparar o valor indicado nele com o exibido pelo software da fabricante.

Interface do Samsung Magician, com destaque para terabytes gravados do SSD (Foto: Divulgação/ Samsung)Interface do Samsung Magician, com destaque para terabytes gravados do SSD (Foto: Divulgação/ Samsung)

Genericamente falando, um SSD pode atingir aproximadamente 30 TBWs com dois anos de uso. Isso significa que as unidades com 150 TBWs podem durar até 10 anos, considerando apenas a questão apagar/regravar. Por exemplo, o Samsung SSD 850 EVO de 2 TB
tem vida útil de 300 TBW e conta com cinco anos de garantia da marca.

Conclusão

Na hora de comprar um SSD, pesquise a vida útil em TBW do modelo. Entre em contato com a fabricante caso a informação não esteja na ficha técnica, pois ela é essencial para determinar quanto tempo sua unidade vai funcionar.

Se já comprou, baixe o aplicativo da fabricante e avalie periodicamente a taxa de terabytes gravados. É sempre recomendável fazer backup dos seus arquivos, mas redobre a atenção quando o número de TBW chegar na metade do que a fabricante estipula ser a vida útil do SSD.

Como formatar o PC com HD e SSD? Descubra no Fórum do TechTudo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Paulo Santos
    2016-10-14T07:38:50

    Comprei um SSD para o meu notebook e desde então não vivo sem ele, e agora comprei um para o desktop também, vale muito apena, além do silêncio, a velocidade é muito maior, a única desvantagem é a capacidade mas com quase tudo feito pela internet já não é mais desvantagem.. HD nunca mais, e a maioria dos SSD duram mais de 10 anos.

  • Roberto Rosário
    2016-10-09T00:39:20  

    Ainda prefiro o bom e velho HD por enquanto. Tenho mais o que fazer do que ficar na "paranoia" de vigiar quando o SDD vai "morrer".

    recentes

    populares

    • Roberto Rosário
      2016-10-09T00:39:20  

      É isso mesmo, pois assim a vida útil dele aumenta pois a maior quantidade de leitura/escrita fica no HD. E mantenho ele sempre com 50% de uso.

    recentes

    populares

    • Roberto Rosário
      2016-10-09T00:39:20  

      Uso SSD em todas minhas máquinas, meu PC reinicia em 15 segundos. A partir do momento que conheci o HD SSD, os convencionais para mim de graça são caros.