Produtividade

11/01/2017 08h00 - Atualizado em 11/01/2017 08h00

O que é AirBnb?

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

Airbnb é um serviço que permite que pessoas do mundo inteiro ofereçam suas casas para usuários que buscam acomodações mais em conta em qualquer lugar do mundo. No Airbnb, é possível oferecer um apenas um quarto ou a casa completa a outros usuários, como também alugar um espaço, caso seja a sua necessidade ou interesse. Usado por turistas, viajantes e profissionais em trânsito, o grande apelo do serviço está nos custos mais baixos e na facilidade de uso: alugar um imóvel sem muita burocracia.

AirBnb planeja aluguel de carros, bate-papo e viagem em grupo em 2017

AirBnb oferece hospedagem acessível e sem burocracia no mundo todo (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)AirBnb oferece hospedagem acessível e sem burocracia no mundo todo (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

Como o AirBnb funciona?

O AirBnb funciona como qualquer rede de compartilhamento e oferta de serviços: é necessário criar um perfil na rede e decidir se está em busca de acomodações, ou se quer disponibilizar a sua.

Caso o usuário precise alugar um espaço, basta fazer uma busca (tanto no aplicativo como pelo site) para encontrar opções na cidade em que deseja. É possível escolher a partir de preços, observar as datas disponíveis (há casos de usuários que oferecem suas casas e cômodos por períodos curtos e específicos apenas), a partir das resenhas de outros usuários (você é classificado e pode classificar os proprietários) e assim por diante.

Para alugar uma acomodação, a mecânica é basicamente a mesma: é preciso cadastrar o imóvel disponível, especificando informações práticas a seu respeito (é a casa inteira ou só um quarto? O período é de um feriado específico, algumas semanas em que você vai viajar? O ano inteiro?), deve colocar fotos que mostrem o espaço e descrevê-lo da melhor maneira possível. Detalhes como endereço e localização também são muito importantes.

Quais as formas de pagamento?

O AirBnb aceita cartões de crédito, cartões de débito, PayPal, boletos bancários, Hipercard, Elo e Aura. É possível usar Apple Pay, apenas pelo aplicativo para iOS e há modalidades exclusivas de pagamento oferecidas para alguns países.

Em relação a taxas, o AirBnb recebe comissão de 3% de cada reserva e entre 6 a 12% de cada pagamento realizado pelos hóspedes.

É possível alugar espaços de outros países pagando em reais (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)É possível alugar espaços de outros países pagando em reais (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Onde tem AirBnb?

O serviço tem uma cobertura bastante ampla. Os números oficiais dão conta de que a plataforma atende 191 países em 34 mil cidades, com mais de 2 milhões de acomodações disponíveis e um total de 60 milhões de hóspedes cadastrados. Em geral, cidades turísticas e grandes centros urbanos do mundo são atendidos pela rede.

É possível parcelar o pagamento?

O AirBnb permite que apenas brasileiros parcelem o pagamento. Entretanto, há algumas restrições: o modelo só pode ser usado em pagamentos via cartão de crédito e o número de parcelas é limitado a três. Para pagar em parcelas, você precisa entrar em contato com o seu anfitrião (quem está oferecendo a acomodação que lhe interessa) para estudar a viabilidade dessa forma de pagamento.

Quais as melhores dicas do AirBnb? Converse com usuários no Fórum do TechTudo.

É possível cancelar?

Tanto anfitrião como hóspede podem cancelar compromissos e reservas, até alugueis em vigência, mas, dependendo do período contratado, podem haver algumas multas e a obrigação de pagamento do primeiro aluguel. Em geral, é preciso avisar com 30 dias de antecedência o cancelamento de uma reserva de longo prazo (em que o período de estadia supera 28 dias) para evitar a obrigatoriedade de pagar o primeiro aluguel.

Nos demais casos, as políticas de cancelamento são definidas pelo anfitrião. Há três modalidades: flexível, moderada e rigorosa (além da de longo prazo, descrita anteriormente). O que varia em cada uma delas é a postura do seu anfitrião em relação à devolução, ou não, do dinheiro da reserva.

Alugar algo no AirBnb significa estar de acordo com as regras impostas pelo anfitrião (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Alugar algo no AirBnb significa estar de acordo com as regras impostas pelo anfitrião (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

AirBnb e seus concorrentes

Há opções ao AirBnb que funcionam basicamente no mesmo modelo mas, em geral, apresentam como grande limitação a quantidade consideravelmente menor de acomodações e hóspedes. Um dos rivais mais fortes é o Wimdu, de origem alemã, e forte na Europa. Outros rivais conhecidos são o CouchSurfing e o 9Flats.com, ambos com boa presença em diversos países.

No Brasil, o Homestay.com é bem difundido e oferece um modelo de operação bastante similar ao do AirBnb.

Como usar o AirBnb?

É possível usar o AirBnb via navegador de Internet e pelos aplicativos da plataforma, disponíveis para Android e iOS.

O AirBnb é confiável?

AirBnb usa lógica de classificação de qualidade de atendimento e comportamento do hóspede para evitar confusão entre os usuários (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)AirBnb usa lógica de classificação de qualidade de atendimento e comportamento do hóspede para evitar confusão entre os usuários (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Em geral, desde que o usuário tenha cuidado de nortear suas escolhas, seja reservando, seja hospedando, a partir de classificações positivas dos interessados, os riscos são bem pequenos. O AirBnb funciona como uma rede social no sentido de que, se você se hospedar em algum lugar e descumprir regras estabelecidas pelo anfitrião, provocando problemas e prejuízos, certamente isso manchará sua reputação na rede, uma vez que a parte lesada irá classificá-lo de forma negativa, alertando os demais usuários.

O mesmo vale para anfitriões que não cumprem com seus anúncios e tentam enganar os demais usuários.

O equilíbrio depende, portanto, de doses de confiança das duas partes, especialmente para quem está começando. Mas, no geral, as políticas de convivência impostas pelo AirBnb são respeitadas e problemas de convívio e comportamento são casos isolados.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Rafael Alves
    2017-01-11T14:08:44  

    O Alug Quartos é muito bom tbm!

    recentes

    populares

    • Rafael Alves
      2017-01-11T14:08:44  

      Os donos de hotéis farão que nem os taxistas,irão por fogo na casa das pessoas,irão linxar proprietários que estão locando as residências...