TechTudo

14/08/2011 08h00 - Atualizado em 19/04/2013 10h03

Dez jogos eróticos que você deve conhecer antes de morrer

Flavio Barboni Para o TechTudo

Fazer jogos eróticos para o público adulto sempre foi uma pedra no sapato das grandes empresas de games, que travam guerras duríssimas para evitar que títulos com conteúdos pornográficos cheguem aos seus catálogos.

É praticamente um consenso que as fabricantes – como Microsoft, Nintendo e Sony – não licenciem para seus consoles jogos que recebam a classificação ‘Adults Only’. Esse é o selo que é normalmente atribuído a títulos com conteúdo erótico pela Electronic Software Rating Board (ESRB), o orgão que regula os jogos e suas destinações. Os grandes varejistas também não vendem títulos com o selo.

Ainda que jogos como Catherine – com forte apelo erótico – tenham chegado aos consoles, quem reina nos jogos em que o sexo é o maior objetivo é o PC. Confira a seguir nosso Top 10 de jogos eróticos, gênero que apesar de polêmico, tem títulos interessantes para experimentar e deixar o preconceito de lado.

10º - BMX XXX

A jogabilidade da série Tony Hawk’s Pro Skater somada a uma trilha sonora marcante e vídeos de mulheres fazendo strip tease deveria ser um sucesso estrondoso, certo? Pois BMX XXX provou que essa combinação não foi bem sucedida. Além da polêmica em torno das vendas do game, já que diversas lojas se recusaram a colocá-lo nas prateleiras. Apesar disso, na hora de jogar, o título não se destaca em nada. Mas como a lista é de games eróticos, o jogo vale (e muito) a décima posição na lista!

 

9º - Bonetown

Tamanho é documento sim, ao menos em Bonetown. O game tem uma premissa bastante psicanalítica, já que o complexo fálico dita as regras do jogo. O objetivo é completar as inúmeras missões e minigames, sendo que ao ser bem sucedido, a genitália do protagonista cresce e ele fica cada vez mais atraente para um número maior de mulheres, cada vez mais bonitas. Bonetown é bem explícito e tem um formato aberto, ao estilo GTA, mas a semelhança para por aí.

Bonetown (Foto: Divulgação)Bonetown. (Foto: Divulgação)

8º - Lula 3D

Se não oferecesse gráficos razoáveis e uma mecânica do gênero adventure, Lula 3D provavelmente não figuraria na nossa lista. O game comete vários pecados técnicos que não cabem aqui, mas é interessante num contexto de games eróticos, já que a personagem que dá nome ao jogo carrega lá o seu charme. A atriz pornô Lula deve resgatar sua companheira de cena de seu próximo filme, que foi sequestrada. Como se trata de muita investigação, o game se torna interessante e, por isso, mereceu aparecer entre os dez.

Lula 3D (Foto: Divulgação)Lula 3D. (Foto: Divulgação)

7º - X-Man

X-man (Foto: Reprodução)X-man. (Foto: Reprodução)

Na época do sucesso estrondoso do Atari 2600, o console recebeu uma enxurrada de títulos eros, sendo o X-Man um dos mais conhecidos.

Com uma proposta ao estilo Pac-Man, o game trocou a simpática bolinha amarela e seus perseguidores clássicos por um homem excitado em busca de mulheres nuas, num “come-come” bem pejorativo. Se chegasse ao “objetivo” o jogador veria cenas de sexo explícito que, apesar da tecnologia disponível na época, não deixavam dúvidas a ninguém.

6º - Kanon

Em uma lista de jogos eróticos, é obrigatório falar sobre os eroge, os representantes nipônicos do gênero, sendo Kanon um dos mais conhecidos, vendidos e aclamados. A primeira versão do game foi lançada no já longínquo fim do século XX para PC, mas ganhou ports em outros consoles. Kanon é um daqueles adventures bem típicos do Japão, com muitas animações e árvores de dialogos, com a adição dos detalhes “picantes” da vida do protagonista Yuichi, naturalmente. Só não se deve esperar ver pornografia explícita, o erotismo do game é bem mais sutil, coisa de japoneses.

 

5º - Red Light Center

O sexo virtual existe praticamente desde que a internet é acessada por usuários comuns – talvez até antes, pelos militares – e as formas de interação foram evoluindo até chegar aos MMOs, que são universos interativos para muitos jogadores, como é o caso do game Red Light Center. É possível conhecer gente nova, é possível ter sexo virtual com esses (as) novos (as) conhecidos (as), assistir a filmes pornográficos, sair para as baladas em busca de novas companhias, enfim, dar vazão aos impulsos mais reprimidos. Só não vale ficar sem ter o que falar na hora de se aproximar da conquista!

Red Light Center (Foto: Sexxxethera)Red Light Center. (Foto: Sexxxethera)

4º - Custer’s Revenge

Custer's Revenge. (Foto: Capa)Custer's Revenge. (Foto: Capa)

Este é provavelmente um dos games mais polêmicos do lendário Atari 2600, e talvez da história dos games. Em Custer’s Revenge, o objetivo é atravessar uma chuva de flechas em busca do objetivo final e doentio (uma mulher indígena) e estuprá-la.

O game deixa claro seu objetivo no título, ao se referir a uma possível vingança do general Custer, que foi derrotado por indígenas durante a Guerra Civil dos EUA.

A desenvolvedora do game também lançou para o Atari nos anos 1980 Beat’Em, Eat’Em e Bachelor Party, outros dois títulos eróticos, claro. Custer’s Revenge só está em quarto lugar por ser histórico, porque o jogo é bem fraquinho.

3º - 7 Sins

Em um mundo onde os jogos eróticos são relegados ao terceiro plano, com uma baixa oferta de bons títulos, 7 Sins certamente sobe ao pódio com louvor. Com uma apresentação visual e situações mais convincentes, o próprio jogo se torna mais excitante devido aos detalhes que oferece. 7 Sins não é tão explícito quanto poderia, porém, carrega uma aura erótica que é rara em títulos do gênero, algo que mesmo quem mantém certo preconceito deveria experimentar.

7 Sins. (Foto: Zoio Alternativo)7 Sins. (Foto: Zoio Alternativo)

2º - Leisure Suit Larry

Leisure Suit Harry. (Foto: Reprodução)Leisure Suit Harry. (Foto: Reprodução)

Não é sempre que caras legais conseguem ser populares com as mulheres. Larry era um deles, mas o adventure Leisure Suit Larry é a chance de mudar esse estigma e descobrir que atrair belas garotas, quase cópias da Pamela Anderson, é vestir um casaco e partir para a luta em um universo onde sempre existem segundas chances: os games.

E assim é possível investir em mulheres de beleza digitalizada vestindo roupas provocantes à vontade, normalmente levando umas bofetadas até chegar ao objetivo de conseguir alguma companhia para tornar a cama king size menor. E como se trata de uma obra prima dos anos de ouro dos adventures, o game leva o segundo lugar.

1º - Playboy: The Mansion

Uma vida de luxo, riqueza, poder e sexo. Com essa promessa, a Playboy se tornou um império, governado pelas mãos de Hugh Hefner na Mansão Playboy. Na versão digital não é diferente, só que o controle (literalmente) fica com o jogador. Nas rédeas da revista masculina o objetivo é fazê-la campeã de vendas nas bancas, fotografar lindas modelos com seios à mostra e, claro, se relacionar de todas as formas possíveis com elas até a opção “Transar”! Festas, garotas bonitas e muita bajulação sempre fizeram parte da vida de Hugh e, sem censura, claro. Playboy The Mansion leva o primeiro lugar por não ser focado somente nas relações, mas sim em administrar e faturar na poderosa indústria do sexo!

 
  • imprimir
  • Compartilhar no Orkut
  • Enviar para um Amigo
140 caracteres

Verificação de segurança

Gênero

  • José Moneiro
    2011-08-14T21:20:05

    depois não ficam reclamando que as crianças estão mais violentos e safadaspior que pedofilia são esses maniacos sexual, ou vocês acham que as crianças não terão acesso

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Fernando Dias
    2011-08-14T22:34:31

    Não são jogos feitos para criança ô esperto. São para adultos assim como filmes pornográficos. Se crianças tem acesso a culpa é dos pais.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Eduardo Soares
    2011-08-14T19:54:53

    acho que esse cara num sabe de jogos eróticos não, Rapelay, Sexy Beach e muitos outros não apareceram na lista.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Francisco Filho
    2011-08-14T15:34:32

    E o true love?

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Rafael Bortone
    2011-08-14T13:13:51

    Esses da Atari eu lembro muito bem,era muito engraçado! huAHUhuAUH

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário

TechTudo.com.br © Copyright 2010-2014 Globo Comunicação e Participações S.A. Política de Privacidade