TechTudo

08/01/2012 07h14 - Atualizado em 09/01/2012 15h25

Top 10: jogos apocalípticos

Ingo Müller Para o TechTudo

2012 já chegou e, se a profecia Maia estiver certa, pode ser que seja o último ano da civilização. Brincadeiras à parte, nós do TechTudo resolvemos elaborar uma lista com os melhores games apocalípticos. Para fazer parte da lista, o jogo precisa retratar os momentos que antecedem o fim do mundo, o próprio armageddon ou um cenário pós apocalíptico.

Também prezamos pela variedade, elencando games que mostrassem o fim dos dias de várias formas diferentes, já que a versatilidade é muito importante num momento de crise – ou seja, você não verá nesta lista dois tipos iguais de fim dos tempos, apenas o representante mais caótico de cada tipo particular de armageddon. Confira a nossa seleção:

Cartaz do filme 2012 (Foto: Divulgação)Cartaz do filme 2012 (Foto: Divulgação)

10. Motorstorm: Apocalypse (Evolution Studios; Playstation 3)

Origem do apocalipse: catástrofes ambientais
O fim do mundo começa: no presente, após um grande terremoto
Como sobreviver: pisando fundo no acelerador

A popular série de corridas off-road do console da Sony ganhou uma abordagem mais urbana em 2011. Entretanto, isto não quer dizer que os rachas passaram a ser mais tranquilos graças ao asfalto e ao concreto: Motorstorm passa longe do glamour dos circuitos de rua, já que a competição ocorre numa cidade fictícia onde tudo está caindo aos pedaços. Mais do que evitar a tragédia, os protagonistas deste game querem aproveitar ao máximo a adrenalina do apocalipse, desafiando a morte em alta velocidade nos GPs mais improváveis dos videogames.

Motorstorm Apocalypse (Foto: Divulgação)Motorstorm Apocalypse (Foto: Divulgação)

09. Rampage: World Tour (Midway; arcade e várias plataformas; 1997)

Origem do apocalipse: ataque de monstros gigantes
O fim do mundo começa: com o lançamento de um novo refrigerante, no ano 2000
Como sobreviver: tendo um gosto ruim

No ano 2000, uma grande corporação resolve lançar uma nova marca de refrigerante no mercado, mas a bebida se torna um problema para alguns consumidores espalhados pelo mundo graças a uma série de efeitos colaterais.

Infelizmente, os resultados da ingestão do refrigerante não se limitam a dores de barriga: o produto acabou afetando cerca de 40 pessoas de uma forma no mínimo bizarra. As vítimas se tornaram monstros mutantes gigantes com sede de destruição. Na pele destes caóticos protagonistas, você deve perambular pela cidade demolindo prédios, combatendo as forças armadas e devorando cidadãos inocentes.

A franquia Rampage surgiu nos arcades em 1986, e ganhou versões para vários consoles, do Master System ao Nintendo Wii. Apenas a partir de World Tour, porém, é que a catástrofe tomou proporções planetárias. Apesar de ser bastante longo e repetitivo, jogo é bastante divertido, trazendo uma pitada de humor negro para o fim do mundo.

Rampage: World Tour (Foto: Divulgação)Rampage: World Tour (Foto: Divulgação)

08. Cadillacs & Dinosaurs (Capcom; Arcade; 1993)

Origem do apocalipse: poluição e degradação ambiental
O fim do mundo começa: No século XXVI
Como sobreviver: arranjando um carro conversível

Baseado nos quadrinhos Xenozoic Tales, Cadillacs & Dinosaurs mostra a sociedade do futuro vivendo nos destroços da modernidade. Por conta da degradação da natureza, o planeta voltou a um estado jurássico após o colapso ambiental que trouxe os grandes predadores do passado de volta à vida.

Esta mudança no ecossistema tirou o homem do topo da cadeia alimentar, fazendo com que a astúcia se tornasse um atributo indispensável para a sobrevivência – afinal, neste novo universo, nós é que corremos risco de extinção. O enredo não faz sentido nenhum, mas serviu de pano de fundo para este excelente beat’em up da Capcom que mostra uma Terra arrasada povoada por dinos e cadillacs reluzentes.

CadillacsCadillacs & Dinossaurs (Foto: Reprodução)

07. Terminator 2: Judgement Day (Midway; Arcade; 1991)

Origem do apocalipse: rebelião das máquinas
O fim do mundo começa: era para ser em 1997, felizmente não aconteceu!
Como sobreviver: arrumando um androide guarda-costas

Segundo a franquia Exterminador do Futuro, em agosto de 1997 ocorre o “dia do julgamento”, quando a inteligência artificial Skynet se torna independente e inicia o genocídio da raça humana. Neste clássico game de light gun dos arcades, você assume o papel de um exterminador T-800 reprogramado e segue a história dos filmes lutando contra endoesqueletos metálicos.

T2Terminator 2: Judgement Day (Foto: Reprodução)

06. Destroy All Humans (Pandemic Studios; PS2 e Xbox; 2005)

Origem do apocalipse: invasão alienígena
O fim do mundo começa: na década de 1950
Como sobreviver: torcendo para os ETs não terem anticorpos contra gripe

Dois fenômenos culturais marcaram os anos 50: Elvis Presley e a obsessão por seres de outro mundo. Graças a filmes como O dia em que a Terra parou (de 1951) e Guerra dos Mundos (de 1953), a década marcou a explosão dos aliens no universo pop, onde permanecem como ícone desde então.

A Pandemic Studios fez uma homenagem aos alienígenas com este game lançado na geração passada, colocando o jogador no controle de um invasor que veio à Terra coletar DNA humano. Mais que uma simples sátira, Destroy All Humans é uma homenagem à ficção científica da metade do século passado.

Destroy All Humans (Foto: Divulgação)Destroy All Humans (Foto: Divulgação)

05. Rage (id Software; PC, Xbox 360 e PS3; 2011)

Origem do apocalipse: queda de um meteoro gigante
O fim do mundo começa: em 2029
Como sobreviver: ter um bom sistema de suporte vital já é um ótimo começo

Em Rage, a id Software trouxe vida nova aos futuros desolados ao introduzir elementos de combate veicular – uma ideia que já havia sido explorada nos cinemas, mas não havia sido bem trabalhada nos videogame desde o saudoso Outlander do Mega Drive.

Neste game, a ameaça vem do espaço na forma de um asteroide assassino, e os poucos sortudos que conseguem abrigo em uma espécie de “arca de Noé” logo se transformam em condenados quando os sistemas de suporte vital do lugar entram em pane. Na pele do único sobrevivente deste desastre interno, você deve explorar o mundo e descobrir que a Terra mudou bastante após o impacto do meteoro.

Rage (Foto: Divulgação)Rage (Foto: Divulgação)

04. Left 4 Dead (Valve; PC e Xbox 360; 2008)

Origem do apocalipse: epidemia zumbi
O fim do mundo começa: no presente, duas semanas após uma pandemia de gripe
Como sobreviver: trabalhando em equipe

De todos os tipos de apocalipse possíveis, nenhum foi mais explorado do que a infecção zumbi. O tema é tão recorrente que até já ganhou seu próprio Top 10 aqui no TechTudo e, exatamente pela popularidade do tema, não poderia deixar de marcar presença nesta lista com os melhores games que retratam o fim do mundo. 

Aqui, o ataque dos mortos vivos se torna uma experiência imersiva quando quatro sobreviventes precisam trabalhar em equipe para escapar da horda faminta neste game de tiro em primeira pessoa viciante.

Left 4 Dead (Foto: Divulgação)Left 4 Dead (Foto: Divulgação)

03. Darksiders (Vigil Games; PS3, Xbox 360, PC; 2010)

Origem do apocalipse: bíblico
O fim do mundo começa: hoje mesmo
Como sobreviver: torcendo pelo arrebatamento

Nenhum game adotou uma abordagem tão direta para o fim dos dias quanto Darksiders: dispensando intermediários, aqui você controla Guerra, um dos quatro cavaleiros do apocalipse, que veio ao mundo para trazer equilíbrio para a guerra milenar entre o céu e o inferno.

O game lembra uma mistura sadia de Zelda com God of War, permitindo que o jogador retalhe anjos e demônios a pé ou montado no corcel flamejanete Ruína. O jogo mostra o princípio do fim para a vida na Terra, já que a vinda de Guerra é apenas o prenúncio da chegada dos outros três cavaleiros que trarão o juízo final: o segundo Darksiders, contando a chegada da Morte, deve ser lançado no mês de junho.

 

02. Doom II (id; PC; 1994)

Origem do apocalipse: invasão demoníaca
O fim do mundo começa: em um futuro próximo
Como sobreviver: armado até os dentes

O primeiro Doom era a quintessência do jogo de ação com elementos de ficção científica: um fuzileiro espacial, longe de casa, mandando bala através de corredores infestados de inimigos.

Nesta continuação, o jogo manteve sua essência, trazendo de volta tudo que agradou os jogadores na estreia da franquia, mas embrulhando o pacote com uma abordagem apocalíptica. Em vez de ser o único soldado em Marte, o protagonista passou a ser o último homem na Terra, lutando contra invasores do inferno para tentar transformar o planeta novamente em um lugar habitável.

 

01. Fallout (Interplay; PC; 1997)

Origem do apocalipse: guerra nuclear
O fim do mundo começa: em 2077
Como sobreviver: se protegendo da radiação e encontrando água pura

Nennum game conseguiu capturar a essência do fim dos tempos como a franquia Fallout. O primeiro game, lançado pela Interplay em 1997, era revolucionário no sentido em que dava liberdade para o jogador se virar na Terra devastada pela radiação da forma que quisesse – seja através da inteligência, da lábia ou da força bruta.

Fallout bebeu na fonte de games antigos, como Wasteland, mas aprimorou o formato de uma forma tão impressionante que seus conceitos estão presentes até hoje em games como Skyrim. Mais do que um jogo, Fallout foi uma declaração de liberdade para a indústria de jogos eletrônicos.

Se não bastasse toda a sua mecânica inovadora, o game ainda nos deu pesadelos com o cenário tenebroso para o fim da humanidade, onde a necessidade fez com que o próprio ser humano passasse a ser o seu principal predador. A franquia passou para as mãos da Bethesda, que lançou duas continuações relativamente recentes. Até hoje, no entanto, o primeiro game é um destes títulos que impressiona e faz pensar – afinal, a guerra nunca muda.

 
 
  • imprimir
  • Compartilhar no Orkut
  • Enviar para um Amigo
140 caracteres

Verificação de segurança

Gênero

  • Bruno Vitalino
    2012-12-13T00:04:02

    FALLOUT melhor jogo de todos os tempos! A pessoa faz simplesmente tudo nele, como vida real!

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Ruan Pinho
    2012-01-15T20:14:31

    Resident Evil, galera? Na boa, parem de ver essas adaptações péssimas feitas para o cinema. Peguem o enredo dos jogos, que contam a real história de RE.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Ingo Müller
    2012-01-09T14:19:37

    Fãs de Resident Evil, acredito que vocês estão confundindo o desenrolar da franquia cinematográfica com o que acontece nos games, onde os focos do Virus são bem localizados. Aqui no Techtudo nós levamos em consideração os jogos, até porque - no caso de RE - o que foi feito nos cinemas não chega nem perto da qualidade do material lançado para os consoles. Um abraço galera!

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Edson Jr.
    2012-01-09T13:19:33

    Doom 2 e Unreal Tournament marcaram minha vida! Minha melhor época de jogatina no PC. Bons tempos...

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Allan Freitas
    2012-01-09T10:27:19

    Mario Brothers?

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário

TechTudo.com.br © Copyright 2010-2014 Globo Comunicação e Participações S.A. Política de Privacidade