Celular

24/09/2015 09h00 - Atualizado em 24/09/2015 09h00

Mi 4, Mi 3 e Redmi 2: celulares da Xiaomi fazem sucesso fora do Brasil

Elson de Souza
por
Para o TechTudo

A Xiaomi é uma fabricante chinesa que tem ganhado fama ao redor do mundo por trazer aparelhos com bom desempenho e preço baixo. Seja com tops, como o Xiaomi Mi 4, o Mi Note Pro, ou com celulares de entrada, como o Mi 4c, o  Xiaomi Mi 3 ou o Redmi 2, a companhia tem conquistado espaço em mercados emergentes, incluindo o Brasil. Para ajudar a conhecer um pouco mais sobre a empresa, o TechTudo reuniu os aparelhos de sucesso da Xiaomi.

Xiaomi libera visual MIUI 7 para outros celulares; aprenda a instalar

Redmi 2: o único representante brasileiro

A Xiaomi desembarcou oficialmente no Brasil com o lançamento do Redmi 2 em junho de 2015 . O aparelho conta com uma tela HD (720p) de 4,7 polegadas, sistema operacional MIUI 7 , baseado no Android 4.4.4 (KitKat) e entrada para dois chips. A câmera traseira tem 8 megapixels e grava em Full HD, quanto a frontal (para selfies) conta com 2 MP, além de fazer vídeos com qualidade HD.

MIUI, interface da Xiaomi, é baseada em Android, mas se parece com o iOS (Foto: Luana Marfim/TechTudo)Xiaomi Redmi 2 está à venda no Brasil por R$ 499 Foto: Luana Marfim/TechTudo)

Veja o review completo do Redmi 2

Nas configurações, estão presentes o processador quad-core Snapdragon 410 de 1,2 GhHz, 1 GB de RAM e 8 GB de armazenamento interno, expansíveis em até 32 GB com cartão de memória. A bateria possui 2.200 mAh e a conectividade é 4G, além de Wi-Fi e Bluetooth. O Redmi 2 tem preço oficial no Brasil de R$ 499 à vista no site da fabricante.

Mi 4: top de linha econômico

Apesar de ter sido lançado em agosto de 2014, o Xiaomi Mi 4 continua sendo um bom top de linha da empresa. Ele conta com tela de 5 polegadas Full HD (1080p), Android 4.4.3 (KitKat) e conexão 4G. A câmera principal do smartphone tem 13 megapixels para fotos grava vídeos com resolução 4K. Já a frontal registra imagens com qualidade de 8 MP.

Mi 4 tem boas configurações e preço baixo em relação a tops atuais (Foto: Divulgação/Xiaomi)Mi 4 tem boas configurações e preço baixo em relação a tops atuais (Foto: Divulgação/Xiaomi)

O telefone traz um processador Snapdragon 801 de 2,5 GHz com quatro núcleos, 3 GB de memória RAM e 16 GB ou 64 GB de armazenamento interno, sem entrada para microSD. A bateria tem 3.080 mAh e as conexões são 4G, Wi-Fi, Bluetooth e infravermelho.

Mi 4c: o caçula da família

Anunciado nesta terça-feira (22), o Mi 4c é o novo telefone da Xiaomi com configurações intermediárias. A tela é de 5 polegadas e tem resolução Full HD, e o Android 5.1.1 (Lollipop) está sob a interface personalizada da MIUI 7. A câmera possui 13 megapixels na parte traseira e 5 megapixels na frontal, ambas com gravação em Full HD (1080p).

Xiaomi Mi 4c foi anunciado com processador de seis núcleos e tela Full HD (Foto: Divulgação/Xiaomi)Xiaomi Mi 4c foi anunciado com processador de seis núcleos e tela Full HD (Foto: Divulgação/Xiaomi)

MIUI 7, nova interface da Xiaomi, promete 10% a mais de bateria

O Mi 4c traz um processador hexa-core Snapdragon 808, sendo quatro núcleos de 1,44 GHz e dois de 1,82 GHz. O aparelho possui duas versões: uma com 16 GB de armazenamento interno e RAM de 2 GB, e outra com 32 GB de memória e 3 GB de RAM. Nenhuma das opções tem entrada para cartão microSD. A bateria tem 3.080 mAh e a conectividade é 4G, além de Wi-Fi, Bluetooth e Infravermelho.

Mi 3: um intermediário poderoso

Xiaomi Mi 3 tem especificações um pouco defasadas para padrões atuais (Foto: Divulgação/Xiaomi)Xiaomi Mi 3 tem especificações um pouco defasadas para padrões atuais (Foto: Divulgação/Xiaomi)

O Xiaomi Mi 3 possui configurações um pouco inferiores ao Mi 4, trazendo Android 4.4.2 (KitKat), tela de 5 polegadas Full HD, além de uma câmera traseira de 13 MP e uma frontal de 2 megapixels (ambas com gravação Full HD). Nas configurações, o aparelho traz um chip quad-core Snapdragon 800 de 2,3 GHz, 2 GB de RAM e 16 ou 64 GB internos, não expansíveis. O aparelho conta com bateria de 3.050 mAh e conexões 3G Wi-Fi, Bluetooth e NFC.

Mi Note: poderoso e com tela grande

Para quem gosta de celulares com tela grande, o Mi Note promete ser bastante atrativo. Ele traz tela Full HD de 5,7 polegadas, Android 4.4.4 (KitKat) e função dual-chip. A câmera traseira possui 13 megapixels, com vídeos em 4K e estabilização óptica de imagem (OIS), enquanto a frontal possui 4 MP.

Mi Note é um foblet intermediário da Xiaomi com tela grande e boas configurações (Foto: Divulgação/Xiaomi)Mi Note é um foblet intermediário da Xiaomi com tela grande e boas configurações (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Vale a pena esperar os celulares da Xiaomi chegarem ao Brasil? Dê a sua opinião no Fórum do TechTudo

O modelo gigante possui um processador quad-core Snapdragon 801 de 2,5 GHz, 3 GB de RAM e 16 ou 64 GB internos, sem entrada para microSD. O Mi Note tem bateria de 3.000 mAh e possui conectividade Wi-Fi, Bluetooth e 4G.

Mi Note Pro: o top das telonas

Pra quem procura aparelhos com tela grande, o Mi Note Pro é o mais poderoso da Xiaomi. Ele tem tela de 5,7 polegadas QHD (1440p), Android 5.0.1 (Lollipop) e função dual-chip. A câmera traseira possui 13 megapixels com OIS e gravação em 4K (2160p), enquanto a frontal faz selfies com 4 MP.

Mi Note Pro é um celular gigante da Xiaomi com especificações poderosas (Foto: Divulgação/Xiaomi)Mi Note Pro é um celular gigante da Xiaomi com especificações poderosas (Foto: Divulgação/Xiaomi)

O Mi Note Pro conta com processador Snapdragon 810 de oito núcleos, sendo quatro de 1,5 GHz e outros quatro de 2 GHz. A memória RAM é de 4 GB, enquanto o armazenamento é de no máximo 64 GB, sem entrada para microSD. A bateria possui 3000 mAh e a  conectividade é 4G, Wi-Fi, Bluetooth e NFC.

Redmi Note: telão e configurações mais modestas

O Xiaomi Redmi Note é um foblet da Xiaomi com tela de resolução HD de 5,5 polegadas, Android 4.2 (Jelly Bean) e entrada para dois chips. A câmera traseira é de 13 megapixels com gravação em Full HD e a frontal é de 5 MP para selfies.

Redmi Note 2 é um foblet com configurações mais simples e tela avantajada (Foto: Divulgação/Xiaomi)Redmi Note é um foblet com configurações mais simples e tela avantajada (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Redmi Note 2 ou Galaxy Note 5: qual é o melhor smartphone? Opine no Fórum do TechTudo 

O processador do Redmi Note é um Mediatek octa-core, sendo quatro núcleos de 1,4 GHz e quatro com 1,7 GHz. O aparelho possui memória interna de 8 GB, com RAM de 1 ou 2 GB, bateria de 3.200 mAh e entrada para microSD de 32 GB. O aparelho tem versões 4G e 3G, ambas com Wi-Fi e Bluetooth.

Mi 5: promessa de um top dos tops

O Mi 5 é um suposto próximo top de linha da Xiaomi, mas ainda está cercado de mistérios. Embora não tenha sido apresentado oficialmente, especula-se que ele terá 5,3 polegadas com qualidade QHD (1440p), Android 5.1.1 (Lollipop) e uma espessura de 5,1 milímetros, mais fino do que o  iPhone 6, que tem 6,9 mm.

Mi 5 deve trazer configurações de última geração e novo design, segundo imagem vazada (Foto: Repprodução/Weibo.com)Mi 5 deve trazer configurações de última geração e novo design, segundo imagem vazada (Foto: Repprodução/Weibo.com)

O smartphone deve contar com um processador Snapdragon 820, 4 GB de memória RAM e 16 ou 64 GB internos, sem entrada para cartão de memória. A câmera traseira deve ter 16 megapixels com OIS e gravação 4K, e a frontal pode trazer 6 MP para selfies. A bateria aguardada é de 3.030 mAh com carregamento rápido, e a conectividade  deve ser 4G, Wi-Fi, Bluetooth e NFC.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Striker
    2015-09-24T11:35:36  

    tenho tudo isso no meu oneplus two

    recentes

    populares

    • Striker
      2015-09-24T11:35:36  

      ate que me provem o contrario, vou de Quantum Go.

    recentes

    populares

    • Striker
      2015-09-24T11:35:36  

      pq vi que na próprio xiomi redmir e mas baratos que nas lojas

  • Edson Lacerda
    2015-10-18T22:17:41  

    - É isso que ninguém entende a estratégia da Xiaomi no Brasil. Falam de crise e coisa e tal mas tái a Quantum , a Motorola e outras cias que lançam os seus tops e a empresa chinesa parece que esta com medo de ousar por aqui. Ela já deveria ter chegado aqui com o RD2 pro e o MI4 mas com essa demora em lançar os tops aqui nem Mi fã aguenta.

    recentes

    populares

    • Edson Lacerda
      2015-10-18T22:17:41  

      Um grande erro da xiaomo é copiar a Apple em sentido de não utilizar cartões de memória só estou vendo memória internas, queria comprar um mais pra mim isso é uma desvantagem.