Celular

19/03/2017 07h00 - Atualizado em 18/05/2017 10h36

Curiosidades da Motorola: relembre problemas com Moto Z, G3, G4 e G5

Barbara Mannara
por
Para o TechTudo

A Motorola lançou celulares populares entre os usuários brasileiros nos últimos anos, mas a marca também se envolveu em "polêmicas" por causa de seus produtos. Até mesmo a linha de smartphones intermediários Moto G, que é reconhecida pelo seu bom custo-benefício, não ficou imune a problemas, como é o caso do Ghost Touch (toque fantasma) no Moto G 4 Plus

O celular top de linha, Moto Z, também não ficou livre de casos controversos no Brasil. Isso porque ele chegou ao país com processador mais fraco do que o modelo dos Estados Unidos. Quer conhecer todas? Relembre, nesta lista, as cinco curiosidades envolvendo os celulares da Motorola.

Moto G5 Plus vs Moto G4 Plus: saiba quais são as diferenças e semelhanças

Veja as polêmicas envolvendo o Moto Z da Motorola, além da linha Moto G (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Veja as polêmicas envolvendo o Moto Z da Motorola, além da linha Moto G (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)









Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

1. A curiosidade mais recente: o Moto G5 chegou ao Brasil mais barato que o antecessor, Moto G4.

A primeira curiosidade desta lista traz uma boa notícia para quem está querendo comprar um novo celular este ano. O Moto G5 foi lançado no Brasil em março de 2017 por R$ 999 e esse valor é mais barato do que os R$ 1.199 cobrados pelo celular antecessor, o Moto G 4, no site oficial da Motorola (Lenovo). Mas por que isso aconteceu? Primeiro, porque o modelo mais básico, Moto G 4 Play, não vai mais existir a partir do G5. Então, quem quer economizar pode optar pelo novo aparelho da fabricante, sem grandes prejuízos, com um único modelo que atende a dois públicos.

<i>Testamos o Moto G5 durante o MWC 2017! Dê play no vídeo abaixo e veja nossas primeiras impressões:</i>

O Moto G5 oferece uma tela mais compacta do que seu antecessor, chegando com 5 polegadas (Full HD) em vez de 5,5″. Por dentro, ele roda o recente Android 7.0 Nougat e o processador é um octa-core de 1,4 GHz, acompanhado de 2 GB de memória RAM. Essa configuração fica no limiar entre o G 4 Play e o G 4 tradicional, indicando que a Motorola buscou o equilíbrio para oferecer um aparelho eficiente, mas econômico.

Moto G 5 tem preço mais econômico do que antecessor Moto G4 no Brasil (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Moto G 5 tem preço mais econômico do que antecessor Moto G4 no Brasil (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)


2. Problema de Ghost Touch afeta celulares Moto G 4 Plus.

Uma falha que deixou os usuários do Moto G 4 Plus em alerta foi o caso de Ghost Touch (ou toque fantasma, em português), identificado em alguns aparelhos. O problema é comum em celulares de diversas marcas e o modelo da Motorola não ficou de fora das polêmicas: ele recebeu reclamações de usuários na internet no início de 2017. Para entender melhor, a falha gera toques independentes no display, sem a ação do usuário. Isso pode causar travamentos e problemas na regulação de luminosidade, o que atrapalha bastante no dia a dia.

Moto G4 Plus teve reclamações de Ghost Touch por usuários na internet (Foto: Ana Marques/TechTudo)Moto G4 Plus teve reclamações de Ghost Touch por usuários na internet (Foto: Ana Marques/TechTudo)

Para tentar solucionar, você pode verificar se o problema não está em detritos, ar ou líquidos por debaixo da película na tela. Além disso, remova sujeiras do display ou até restaure as configurações de fábrica, para evitar que sejam erros de software. Se nada disso resolver, é recomendado procurar a assistência técnica para fazer o reparo ou troca do produto.

3. Linha do Moto G4 e Moto Z chegam sem galeria, com o app Fotos.

A tradicional aplicação de “Galeria”, que reúne suas fotos e vídeos no Android, não foi adicionada na interface dos Moto G 4 e G 4 Plus, nem dos Moto Z e Moto Z Play. Isso causou muita confusão entre os usuários da Motorola, já que para acessar as mídias seria necessário abrir o aplicativo “Fotos” do Google. Normalmente, nos aparelhos anteriores, o usuário tinha a opção de usar os dois recursos.

Linha Moto Z e Moto G4 têm app de Google Fotos ao invés de Galeria (Foto: Aline Batista/TechTudo)Linha Moto Z e Moto G4 têm app de Google Fotos ao invés de Galeria (Foto: Aline Batista/TechTudo)

Apesar da polêmica pegar muitos usuários de surpresa, você não precisa se preocupar: todas as imagens estão salvas no celular, só mudaram de lugar. A interface do Google Fotos é bem diferente da “Galeria”, mas você ainda pode encontrar, compartilhar, apagar e até fazer backup de tudo.

4. Moto Z chegou ao Brasil "rebaixado" com processador mais fraco

O Moto Z foi lançado no Brasil pela Lenovo/Motorola em meados de 2016, mas a notícia de que ele desembarcou com configurações mais fracas não animou os usuários. Para entender melhor a polêmica, o modelo liberado em território nacional vem com um processador Qualcomm Snapdragon 820 de 1,8 GHz. No entanto, o modelo dos Estados Unidos (Moto Z Droid) é mais potente nesse quesito, com um processador Snapdragon 820 de 2,2 GHz. Ele chegou com o preço de a partir de R$ 3.199 na época no Brasil. 

Moto Z foi lançado no Brasil com processador mais fraco (Foto: Aline Batista/TechTudo)Moto Z foi lançado no Brasil com processador mais fraco (Foto: Aline Batista/TechTudo)

A Motorola explicou que não considera a diferença um downgrade do smartphone, ou seja, o modelo não teve rebaixamento de suas especificações. Isso porque, apesar da velocidade máxima do processador ser menor por aqui, o modelo nacional vem com a mesma placa de vídeo Adreno 530 e características do celular internacional. A tela permanece com 5,5 polegadas em resolução QuadHD e a memória RAM tem eficientes 4 GB. Outros países, como a Alemanha, também receberam a opção menos “potente”. Confira o review do Moto Z feito pelo TechTudo.

5. Moto G 3 ficou mais caro um mês depois do seu lançamento na época

Por último, há uma curiosidade mais antiga envolvendo o popular Moto G 3. O celular da Motorola tinha sido lançado no Brasil em julho de 2015 com preço a partir de R$ 899. No entanto, apenas um mês depois, o modelo passou a custar R$ 949 na versão mais básica com 16 GB de armazenamento. A versão com TV Digital saía por R$ 979 e o modelo com memória RAM de 2 GB foi de R$ 979 para R$ 1.029. A diferença no valor poderia fazer diferença no bolso de quem já estava com as contas planejadas para investir no novo celular. Além disso, o normal é que o preço caia com o tempo, e não aumente como ocorreu.  

Moto G3 ficou mais caro após um mês do lançamento no Brasil (Foto: Luana Marfim/TechTudo)Moto G 3 ficou mais caro após um mês do lançamento no Brasil (Foto: Luana Marfim/TechTudo)

Mas qual foi a causa disso? A Motorola explicou que a mudança de valorização do real frente ao dólar afetou os aparelhos. Isso resultou no aumento aproximado de 6% para o usuário final. O Moto G 3 é projetado com uma tela de 5 polegadas e podia ser personalizado pelo Moto Maker no site da Motorola, escolhendo cores e configurações diferenciadas. Veja o review completo do Moto G 3 feito pelo TechTudo.

Moto Z Play vale a pena? Comente no Fórum do TechTudo.