Fotos não aparecem nas buscas por hashtag no Instagram? Entenda

A quem chame o problema de Shadow Banning, uma prática do Instagram que deixa seu perfil na sombra, não implicando em um banimento completo.


Em fóruns, no Facebook, no Twitter e no próprio Instagram as reclamações não param de crescer. Uma parte dos usuários afirma sem pestanejar: o Instagram está escondendo minhas fotos. Esse grupo faz o uso de hashtags para distribuir imagens e vídeos nos respectivos feeds das etiquetas, em busca da audiência de usuários que buscam pelas tags. Porém, quando procuram por suas fotos fazendo buscas pela hashtag, a foto não está lá. O que não quer dizer que a mídia se perdeu no feed de tantas fotos com a mesma marcação, mas sequer carregou neste feed. Um exemplo simples é quando o usuário destaca a hashtag #landscape e sua foto não aparece ao buscar pelo termo no aplicativo. Mistério?

Hashtags (Foto: Pond5) Hashtags (Foto: Pond5)

Hashtags (Foto: Pond5)

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

O TechTudo tenta desvendar. Questionado, o Instagram não retornou sobre o caso. Mas uma nota na página "Instagram for Business" já dá o tom da conversa. A quem chame o problema de Shadow Banning, uma prática do Instagram que deixa seu perfil na sombra — não implicando em um banimento completo, em que o acesso ao app é interrompido. A princípio, para o dono da conta, tudo parece normal, mas ninguém parece ver fotos, comentários ou vídeos publicados.

Antes de mais nada, alguns pontos devem ser destacados:

  1. Se você estiver usando outro aplicativo para postar fotos e vídeos isso pode fazer com que as hashtags não funcionem. Portanto, tente usar o app original e evite publicar usando aplicativos de terceiros.
  2. Há um limite para o uso de hashtags. Cada post aceita até 30 tags.
  3. Números são permitidos em hashtags. Entretanto, espaços e caracteres especiais não vão funcionar. Use "hashtags compatíveis".

O Shadow Banning vem ocorrendo em contas de negócios. Mas não pense apenas em marcas e lojas. Profissionais como fotógrafos ostentam contas de Instagram recheadas de seguidores e o problema vem destruindo o engajamento nestes perfis. Isso quer dizer que as imagens marcadas com determinadas hashtags não são mais visíveis nas páginas de hashtag quando são visualizadas por alguém que não segue a conta que postou a foto. A foto é visível só para quem publicou a foto.

Entretanto, há relatos de dois tipos de casos:

1. A imagem aparece no índice da hashtag pouco depois de ser postada, mas depois desaparece alguns segundos mais tarde para que ninguém, nem mesmo a conta original, possa vê-lo no índice.

2. A imagem aparece no índice hashtag, mas é visível apenas para a pessoa que postou e seus seguidores já existentes. As pessoas que não estão seguindo não vêem a imagem no índice.

O que diz o Instagram?

Em post na página "Instagram for Business" (facebook.com/instagramforbusiness), a rede social admitiu que havia um problema, mas não ofereceu nenhuma solução. Pelo contrário, pediu que os usuários não voltassem seus olhos e suas estratégias para as hashtags — causando ainda mais dúvidas e irritação.

"Entendemos que os usuários tiveram problemas com a busca por hashtags que não exibiramos seus posts. Estamos continuamente trabalhando em melhorias em nosso sistema com os recursos disponíveis", dizia a nota, em fevereiro.

Ao desenvolver conteúdo, recomendamos que você se concentre em seu objetivo ou meta de negócios e não em hashtags

"Ao desenvolver conteúdo, recomendamos que você se concentre em seu objetivo ou meta de negócios e não em hashtags. Ter uma estratégia de crescimento que visa o público certo é essencial para o seu sucesso no Instagram", completa.

Post no Instagram Business confirma problemas com hastags (Foto: Reprodução/Facebook) Post no Instagram Business confirma problemas com hastags (Foto: Reprodução/Facebook)

Post no Instagram Business confirma problemas com hastags (Foto: Reprodução/Facebook)

A declaração causou certo desconforto, já que as hashtags são parte fundamental da divulgação de fotos e vídeos na rede social. Na sequência, o Instagram explica que bom conteúdo é "simplesmente bom e criativo". Sendo assim, segue os mesmos três princípios de qualquer canal de marketing: presença visual significante (logo, marca icônica, produto reconhecível), boas histórias (narrativa adequada ao produto) e pensamento criativo (para se destacar entre os demais).

Para encerrar, o post afirma que o Instagram aprecia compreensão e paciência neste assunto". Se você caiu neste link porque estava pesquisando sobre o tema, deve imaginar que a resposta não agradou na página oficial para negócios. E ainda ficou a questão: como encontrar o público se você não pode alcançar que ainda não segue a sua conta? O Instagram diz não ter previsão de ajuste.

E agora, tem solução?

Em respostas dirigidas aos membros do Facebook que reclamaram no post, o Instagram disse que, no momento, não há recursos disponíveis para corrigir o problema de pesquisa por hashtag. E que os seus usuários podem continuar relatando a questão aos engenheiros, via formulário de feedback, pois seria "a melhor maneira de informá-los sobre sua experiência" com o Instagram.

Há relatos de usuários que conseguiram "corrigir o problema" convertendo suas contas de negócios — que oferecem uma série de recursos analíticos — de volta para uma conta pessoal. Ou, ainda fazendo login a partir de um dispositivo diferente, com um novo IP, e desautorizando aplicativos de terceiros e métodos alterativos de publicação de fotos na rede social que não seja o tradicional.

Hashtags banidas do Instagram

Em 2013, o site The Data Pack criou uma lista colaborativa com as hashtags que foram proibidas pelo Instagram. Utilizando a API do software e uma série de termos populares, a página conseguiu uma relação com as hashtags que usuários não deveriam usar ao publicar uma foto, sob pena de não funcionar.

Há termos populares e inofensivos entre os que a rede social não autoriza, como por exemplo, #photography, #iphone, e o próprio nome do serviço, #instagram. Na época, o cofundador do aplicativo, Mike Krieger, disse que tais palavras não são permitidas porque apareciam em muitas imagens e pouco acrescentavam. “Paramos de prover feeds para tags que eram muito genéricas e não agregavam valor suficiente ao usuário final”, explicou Krieger em um post no blog do app.

As demais palavras envolvem palavrões, drogas, bullying, suicídio e automutilação. A lista completa você pode conferir em thedatapack.com/banned-hashtags-instagram. Nestes casos, as hashtags sequer geram feeds de busca, mas muitas variações delas são encontradas facilmente com caracteres trocados, números no lugar de letras ou adicionais.

Qual a sua rede social favorita? Troque dicas no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo