23/02/2011 17h17 - Atualizado em 14/07/2011 07h01

Estudo indica que cérebro humano pode ser afetado por radiação de celulares

Rafael Silva
por
Do Tecnoblog

Por serem gadgets relativamente recentes, não sabemos ainda com precisão os efeitos que a radiação emitida pelos celulares têm no corpo humano. Pesquisadores do NIDA (instituto americano que pesquisa vício em drogas e outros campos) no entanto, conseguiram interligar a radiação da antena dos aparelhos com um aumento de atividade cerebral em uma pesquisa publicada hoje.

Taxa do metabolismo de glucose do cérebro (Foto: Reprodução: NY Times/Jama)Testes de radiação (Reprodução: NY Times/Jama)

No estudo comandado pela Doutora Nora Volkow, diretora do NIDA , 47 voluntários tiveram celulares amarrados dos dois lados da cabeça, um em cada ouvido e depois tiveram seus cérebros escaneados. Em seguida o celular do lado direito do voluntário foi ligado e realizou uma chamada por 50 minutos, sem áudio algum.

O resultado foi um aumento de 7% de atividade no lado direito do cérebro. Como a chamada feita não continha áudio algum, a doutora discartou a possibilidade da atividade estar relacionada com a interpretação do áudio ou o voluntário raciocinando. Ela também discartou a possibilidade de estar relacionada com a temperatura do aparelho, já que a área afetada estava mais próxima da antena.

Esse estudo, segundo a Dra. Volkow, também levanta a importância de se criarem outros estudos prolongados, de 10 ou 15 anos, para que saibamos de forma definitiva se o celular realmente tem algum efeito maléfico no corpo humano. Por enquanto o máximo que temos são teorias e incertezas.

Via NY Times
 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares