Notebook

22/02/2011 15h17 - Atualizado em 14/07/2011 07h01

TechTudo entrevistou um dos principais jogadores de CS do Mundo

Alex Bueno
por
Para o TechTudo

Hoje, o TechTudo entrevista um dos principais jogadores de Counter Strike mundial, e o bom disso tudo é que ele é brasileiro. Estamos falando de Gabriel Sguário – popularmente conhecido com FalleN.

  •  
Gabriel Sguário (Foto: Divulgação)Gabriel Sguário (Foto: Divulgação)

TechTudo: Quem é Gabriel “FalleN” Sguário, o que faz e o que pretende fazer dentro do esporte eletrônico?

Gabriel: Sou jogador profissional de Counter-Strike e atualmente junto com minha equipe represento uma organização americana chamada “compLexity”. Além do benefício no rendimento dos treinos aproveitamos a oportunidade para criar um novo projeto para os fãs de esporte eletrônico no Brasil. Resumidamente o projeto baseia-se em criar um portal aonde os “Gamers” terão um contato maior e participarão de aulas semanais com nada menos do que os representantes brasileiros em cada modalidade. O nome do projeto é Games Academy e damos início nesse mes de março.

TechTudo: E como é viajar e viver do e-sport?

Gabriel: É uma experiência maravilhosa ser sucedido no que a gente gosta de fazer, não é? Foram anos de aprendizado e amadurecimento, muitas derrotas, muita imaginação quando acompanhava os brasileiros nos representando mundo a fora. Lembro de algumas vezes ficar imaginando como seria viver aquilo. Viajar, estar com os amigos fazendo o que gosta… Hoje em dia sei muito bem o que é isso e posso dizer que não são todos que tem essa oportunidade, mas todos que a tem deveriam saber aproveitá-la.

TechTudo: Até a pouco tempo, você estava no Tiro de Guerra (TG). Quais lições você tira da vida real, que poderia utilizar na vida virtual?

Gabriel: Em muitos países a vida militar é obrigatória para os jovens, mesmo que por um curto período de tempo. Nós brasileiros equivocadamente achamos isso um absurdo. Depois do tempo em que passei no exército mudei a minha concepção e acho que todos os jovens brasileiros deveriam passar por uma experiência como essa. Uma coisa que marcou muito no meu caso foi perceber que quando você faz parte de algo, quando você veste uma camisa, uma farda, você deixa de ser somente você mesmo. Passa a representar um grupo de pessoas, muitas vezes uma nação, e isso muda muito a cabeça das pessoas. O interessante é quando você deixa de achar que é o centro do mundo e passa a ter atitudes que são maiores que você. Quando estou lá fora competindo eu sei que muitos brasileiros estão comigo e dou sempre o meu melhor.

Gabriel Sguário (Foto: Divulgação)Gabriel Sguário (Foto: Divulgação)

TechTudo: Agora que você está no topo do Counter Strike nacional, quais são as suas ambições?

Gabriel: Pretendo fazer com que o Brasil olhe o esporte eletrônico de outra maneira. Em países como Coréia, Suécia e diversos outros o esporte eletrônico é profissionalizado. Enquanto nossos representantes lá em cima perdem tempo julgando leis desnecessárias, eles estão cada vez mais criando alternativas para que o mundo digital seja explorado. Quero ver grandes empresas investindo nos jogadores de esporte eletrônico e quem sabe nunca sair desse meio.

TechTudo: Quais são as dificuldades que um player brasileiro encontra no dia-a-dia?

Gabriel: Carência de patrocínios, como por exemplo, representamos o Brasil lá fora mas precisamos de apoio de uma organização do exterior. Aqui no Brasil devido a nossa extensão territorial temos alguns problemas relacionados a “tempo de resposta” nos jogos. Vivemos em uma constante linha tênue onde de um lado temos o nosso amor pelo jogo e vontade de fazer o que gostamos, e do outro, a certeza de que precisamos escolher algo para estudar, para dar continuidade em nossas vidas.

TechTudo: Recentemente, você começou a dar aulas de Counter Strike certo? Explique para o público como tudo começou e se possível explique a teoria.

Gabriel: Uma maneira de tentar explicar como passamos esse “conteúdo” seria perguntar a vocês qual foi a sensação quando seguraram uma raquete de tênis de mesa pela primeira vez? A maioria de nós, normais, seguramos com a mão fechada. Se conseguíamos jogar? Sim. Todos conseguem jogar, a questão é o que se passa pela mente de um bom jogador quando em nosso caso, consegue adivinhar o movimento do oponente. Existe uma coisa que gosto de chamar de “experiência vivida”, tudo aquilo que um jogador já fez, já tentou, já viu dar certo e errado. Leva-se anos para pegar essa experiência seja lá em qual esporte for. Tentamos passar isso para os participantes.

Gabriel Sguário e equipe (Foto: Divulgação)Gabriel Sguário e equipe (Foto: Divulgação)

TechTudo: Quais países você já viajou por causa do Counter Strike?

Gabriel: Minha primeira viagem internacional foi para a China. Que destino para ser a primeira em? 18 horas de vôo por aí… haha. Já fiz uma passagem em Amsterdã, Holanda. Fui competir a ESWC 2009 em Paris na França, a Intel Extreme Masters em Nova Iorque, a WCG 2010 em Los Angeles.

TechTudo: Existe jogador profissional no Brasil, digo, aquele jogador que recebe salário? Se sim, dá para viver?

Gabriel: Existe sim. O Counter-Strike já viveu altos e baixos em relação a isso e existiram épocas em que tínhamos bons patrocinadores por trás das equipes. Não cheguei a fazer parte desses times mas meus companheiros de equipe sim e muitos viveram muito tempo ganhando mensalmente por isso. Esse mês com o início do projeto e alguns patrocínios posso dizer que estamos vivendo sem precisar tirar nada do bolsos, o que já é um grande avanço.

TechTudo: Gostaria de deixar algum recado para os internautas?

Gabriel: Torçam pela nossa equipe na Alemanha! Para quem não sabe, esse campeonato é inteiro transmitido ao vivo por um canal que funciona como um YouTube ao vivo. É muito legal. Um abraço a todos!

Veja porque Gabriel é considerado um dos melhores do mundo no vídeo abaixo

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Marcelo Gomes
    2012-08-16T20:00:29

    Qualquer um mata com um tiro no pé se estiver com awp sou conhecido como CELO/FENIX sou mellhor que esse cara agora que esta lançando o csgo deveria existir mais investimentos para jogadores proffissionais.

  • Bruno Arvani
    2011-11-30T12:11:51

    Queria jogar com ele, porque contra ele não tem condições!!!! Ele é destruidor!! o cara que ele matou com um tiro no pé foi muito massaa!!!! Boa sorte na Alemanha galera!!

  • Guilherme Oliveira
    2011-11-19T23:32:38

    manow elle joga muito ... é o melhor do Mundo!!!