03/03/2011 18h05 - Atualizado em 14/07/2011 07h00

ASUS inova com caixa de envio que pode virar gabinete para seu PC

 Alessandro Iglesias
por
Para o TechTudo

Na busca pelo aproveitamento máximo dos seus produtos, a Asus inova, com uma idéia que visa diminuir o transporte de volumes desnecessários, aproveitando a embalagem: uma caixa de papelão também poderá ser usada como um gabinete de computador temporário!

Case de papelão da Asus (Foto: Martyn Williams, IDG News Service)Case de papelão  (Foto: Martyn Williams, IDG)

Essa é a interessante proposta da empresa, que enviará suas placas mãe Mini ATX a partir de junho nesta nova embalagem. A porta voz da Asus Debby Lee, diz que o design da caixa, além de garantir segurança no envio do hardware, também terá o formato e entradas para os demais acessórios necessários para se montar um PC 100% operacional, com direito a inúmeras saídas de ar, visando o máximo de ventilação ao futuro PC, além de entradas para os conectores e placas.

Além da otimização no envio, a Asus acredita que esse novo modelo de embalagem facilitará bastante a vida de seus clientes. Muitas vezes é complicado encontrar um gabinete que atenda as nossas necessidades e gostos, desperdiçando tempo de uso com a placa guardada em sua caixa até a compra do case desejado. A Asus afirma que o gabinete feito com a embalagem de papelão tem uma garantia de até 1 ano.

Esta proposta vai agradar a ambientalistas e pessoas interessadas em preservar o planeta: ao dispensar o uso de um case em metal para o computador, muitos poderão ter uma máquina ecologicamente correta, com gabinete em papelão. É um bom caminho para quem pretende ajudar a natureza enquanto economiza alguns trocados.

A novidade pode ser vista em ação neste vídeo, que foi gravado pela equipe do site ITWorld na CeBit 2011 em Hanover, Alemanha.


Via ITWorld

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares