18/03/2011 13h04 - Atualizado em 14/07/2011 06h59

Sony ganha acesso aos dados do PayPal de Hacker

Rafael Monteiro
por
Para o TechTudo

Já há algum tempo a Sony iniciou um processo contra o hacker George Hotz, conhecido por seu codinome, Geohot, por ter divulgado códigos que se aproveitavam de falhas de segurança no PlayStation 3 para torná-lo livre para executar códigos não autorizados pela empresa, permitindo tanto programas que podem ser úteis como programas que facilitem a pirataria. No mais novo capítulo da batalha, a empresa conseguiu na justiça acesso aos dados da conta de Geohot no banco virtual PayPal.

Sony ganha acesso aos dados do PayPal  (Foto: Divulgação)Sony ganha acesso aos dados do PayPal (Foto: Divulgação)

O juiz Joseph Spero, do tribunal da Califórnia, deu à Sony acesso para adquirir “documentos para identificar suficientemente a fonte de fundos na Califórnia que foram para qualquer conta de PayPal associada com geohot@gmail.com no período de 1º de Janeiro de 2009 até 1º de Fevereiro de 2011″.

Essa medida ainda não faz parte de nenhum tipo de investigação criminal, mas sim para averiguar se a maioria das doações recebidas pelo hacker teriam vindo do estado da Califórnia, para que assim ele seja processado pelos tribunais de São Francisco. Geohot é acusado de infringir o Digital Millenium Copyright Act, um ato que protege as empresas contra cópias não autorizadas, ao revelar as chaves de acesso do PlayStation 3 e obter lucro com isso.

O hacker alegou que não recebeu doações pelo seu trabalho explorando o console da Sony e só começou a recebê-las após o processo para cobrir custos com advogados. Geohot conseguiu arrecadar milhares de dólares rapidamente quando necessário. Parte pode-se imaginar que sejam de jogadores interessados em jogar títulos piratas no seu videogame, mas o hacker também obteve simpatizantes pelo direito da livre programação, como o professor Dave Touretzky da Universidade de Carnegie Mellon.

Um grande problema que a Sony não parece estar considerando é que pode despertar a ira de defensores dos direitos civis, pois este se trata de um caso civil e não criminal, mas ainda assim muitos direitos relacionados à privacidade do hacker parecem estar sendo quebrados, assim como os de pessoas à sua volta.

Via Lazy Gamer

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares