Internet

28/04/2011 13h33 - Atualizado em 14/07/2011 06h52

Aplicativo para vídeo Qik ganha atualizações para Android e iOS

Bárbara Gaia
por
Para o TechTudo

Lançado para a postagem de vídeos diretamente do celular, o Qik tem evoluído com o passar dos anos e divulgou recentemente, na Android Market e App Store, o Qik Video Connect. Além dos streamings, o aplicativo agora oferece as opções de video chat, com chamadas de video ao vivo para smartphones que possuem 3G, 4G ou W-Fi, e Video Mail até para as pessoas que não usam o Qik, que vão receber um link por SMS para ver o arquivo enviado.

Qik Video Connect (Foto: Divulgação)Qik Video Connect no Android. (Foto: Divulgação)

Entre as outras novidades está a possibilidade dos usuários do Qik no iPhone, e em outros dispositivos da Apple com sistema operacional iOS4 (estão incluídos o iPad 2 e iPod Touch 4ª geração), poder conversar com quem tem o app para Android 2.1 a 2.33, além de compartilhamento de vídeo ao vivo para redes sociais como Facebook, Twitter, YouTube e em plataformas para blogs.

Além disso, a nova versão do aplicativo traz o que eles chamaram de Video Feed, que mostra as últimas atualizações de seus amigos e também e quem está online através do Instant Connect.

Qik Video Connect no iOS. (Foto: Divulgação)Qik Video Connect no iOS. (Foto: Divulgação)

Infelizmente para aqueles que possuem o Motorola XOOM e outros dispositivos Android OS 3.0, o Qik ainda não oferece suporte para a versão Video Connect. Em relação ao Video Mail, o serviço estará disponível gratuitamente até dia 1º de junho. Depois disso haverá a cobrança de uma taxa por envio.

Para quem for adquirir o Qik Video Connect pelo Android Market não vai pagar nada, por enquanto. Já pela App Store da Apple, a versão Qik Video Connect Plus permanecerá grátis durante essa semana e depois passará a custar US$ 2.99. Via: Tech Crunch

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares