Tablet

28/04/2011 18h21 - Atualizado em 14/07/2011 06h52

Informações antes da hora sobre iPad 2 colocam funcionários da Foxconn atrás das grades

Thássius Veloso
por
Do Tecnoblog

Vazar informações da Apple nem sempre é uma boa ideia, ainda mais quando você de alguma forma está envolvido com esses produtos. Não por acaso, 3 funcionários da Foxconn foram parar atrás das grades, acusados de liberar informações sobre o iPad 2 antes do próprio Steve Jobs fazê-lo. Esse é o modo chinês de lidar com vazamento industrial.

iPad 2 branco (Foto: Divulgação)iPad 2 branco (Foto: Divulgação)

Os 3 chineses trabalhavam na fábrica da Foxconn (ou Hon Hai, como é conhecida por lá) da região de Shenzen, um dos distritos industriais mais prósperos do país. Eles estão presos desde o dia 26 de dezembro do ano passado — belo presente de Natal... —, mas só agora foram acusados formalmente de terem divulgado detalhes do futuro tablet antes da hora. Cabe lembrar que o iPad 2 foi anunciado somente em janeiro desse ano.

A Apple começou a estranhar a situação depois que fabricantes de acessórios iniciaram a venda de cases para o iPad 2, mesmo quando o produto ainda nem existia formalmente. A empresa entrou em contato com a polícia local, que conduziu uma investigação e chegou aos 3 pobres homens que veem o sol nascer quadrado faz 4 meses.

Não há dúvidas de que a Foxconn está tentando disciplinar seus funcionários por meio do exemplo. Se 3 empregados foram presos por vazar informações, é sinal de que a empresa realmente está cuidando dos segredos industriais que deveria proteger. E algo me diz que Steve Jobs não teve remorso algum de aprovar a medida.

Via: Digitimes

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares