Fabricantes

29/04/2011 16h53 - Atualizado em 14/07/2011 06h51

Panasonic vai demitir 17 mil funcionários no mundo inteiro

Marcell Almeida
por
Para o TechTudo

A Panasonic tem sido uma das maiores empresas em eletrônicos no mundo, envolvida na produção de várias áreas diferentes, que vão desde televisores até baterias. No entanto a empresa vem sofrendo bastante com a dura concorrência, e as coisas pioraram ápos o terremoto no Japão.

Panasonic Viera LED (Foto: Divulgação)Panasonic Viera LED (Foto: Divulgação)

A empresa anunciou no Japão que vai cortar 17.000 trabalhadores no mundo inteiro, e que também pretende reduzir cerca de 70 fábricas ao redor do mundo. A Panasonic disse que planeja executar esse plano nos próximos dois anos, e que a ideia é reduzir os custos para continuar concorrendo com outras empresas no mercado.

Um prejuízo de 499 milhões de dólares foi registrado pela Panasonic no quarto trimestre fiscal do ano passado, no entanto, a empresa disse que o terremoto e o tsunami no Japão foi um dos grandes fatores para agravar a crise, e acabou fazendo com que ela tivesse um prejuízo de pelo menos US$ 258 milhões. As fábricas da Panasonic já estão se recuperando do desastre, porém a tragédia fez com que a empresa ficasse sem produtos para disponibilizar nas lojas, agravando ainda mais a sua situação.

Apesar da Panasonic informar que o desastre que aconteceu no Japão foi um dos maiores culpados pelo prejuízo esse ano, a empresa também vem sofrendo muito com a concorrência da Samsung e LG. Principalmente em um dos principais países que a Panasonic atua, a Coréia do Sul, onde a Samsung e a LG cresceram bastante.

A empresa informou que para evitar futuros problemas, pretende transferir algumas linhas de produção da sua fábrica do Japão para a China.

Via: New York Times

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares