13/05/2011 11h32 - Atualizado em 14/07/2011 06h48

LimeWire paga US$ 105 milhões em danos para fechar processo

Rafael Silva
por
Do Tecnoblog
LimeWire (Foto: Divulgação)LimeWire (Foto: Divulgação)

A RIAA, associação de gravadoras americanas, saiu vitoriosa da corte ontem. Um processo aberto por ela no ano passado contra o programa LimeWire resultou em um acordo amigável com a empresa acusada decidindo pagar US$ 105 milhões em danos.

Esse valor foi estabelecido pela RIAA, que determinou que foram pirateadas 9175 arquivos de música e que cada um dos arquivos valia pouco mais de 10 mil dólares. No processo inicial, a associação pedia um valor bem maior: 150 mil dólares por música, o que elevaria o total em danos para pouco mais de 1,4 bilhão de dólares.

Mark Gorton, criador do LimeWire, e seu advogado ainda tentaram argumentar em corte que o a pirataria digital de música que ocorreu com o programa não foi a única causa do declínio de lucros da indústria fonográfica, citando a pirataria de CDs e a falência de estúdios. Mas seu argumento não colou, aparentemente.

Apesar da associação afirmar que os artistas que tiveram suas músicas pirateadas foram os principais prejudicados pelo LimeWire, o valor pago por Gorton não vai para os bolsos deles. De acordo com Mitch Bainwol, o presidente da RIAA, “todo o valor pago em danos nos processos serão reinvestidos em educação e programas anti-pirataria”.

Via: BBC

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares