03/05/2011 18h14 - Atualizado em 14/07/2011 06h51

LimeWire vai a júri nessa semana

Thássius Veloso
por
Do Tecnoblog
LimeWire (Foto: Divulgação)LimeWire (Foto: Divulgação)

Mark Gorton vai enfrentar os tribunais americanos nessa semana. Talvez você não reconheça esse nome especificamente, mas com certeza já ouviu falar do LimeWire, um importante aplicativo de compartilhamento de conteúdo que, depois de acusado de pirataria, foi obrigado a fechar as portas. Pois bem, chegou a hora de definir o quanto será pago como indenização para as grandes gravadoras.

Criatura e criador vão a júri nos Estados Unidos, que se reunirá para definir de quantos milhões será esse pagamento. Gorton e seu LimeWire são acusados de piratear nada menos que 9.715 álbuns de artistas agenciados pelas gravadoras da RIAA (associação fonográfica superpoderosa por lá). Como a penalização mínima por casa álbum é de US$ 750, o menor valor que o LimeWire será condenado a pagar será de US$ 7,2 milhões.

A gente bem sabe que as gravadoras não perdoam. O LimeWire é o último serviço e aplicativo verdadeiramente americano a ser dizimado pela associação. Se o júri optar pelo valor máximo de US$ 150 mil por álbum pirateado, Gorton e o LimeWire podem ser condenados a desembolsar US$ 1,4 bilhão para as gravadoras. É evidente que o sujeito não tem essa grana toda.

Não por acaso, o LimeWire foi um dos sites mais bloqueados no sistema da OpenDNS no ano passado. Esse problema acabou. O Pirate Bay, no entanto, continua firme e forte.

Via: Cnet

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares