Fabricantes

16/06/2011 12h29 - Atualizado em 14/07/2011 06h41

Depois da Sony, hacker afirma ter atacado site da CIA

Eduardo Moreira
por
Para o TechTudo

Não queira ser inimigo do grupo hacker LulzSec. Todos que estão cruzando o caminho deles estão se tornando vítimas de suas habilidades (ou de sua ira, dependendo do ponto de vista). Depois de invadirem o site da Sony Pictures, coletando dados pessoais de usuários que alugavam ou compravam filmes e produções, na divisão canadense, agora eles resolveram brincar com um peixe muito maior. Na verdade, um grande tubarão: a CIA.

LulzSec reivindica autoria do ataque.  (Foto: Divulgação)LulzSec reivindica autoria do ataque. (Foto: Divulgação)

O endereço CIA.gov, que é o site da Central de Inteligência dos Estados Unidos, ficou fora do ar  para algumas pessoas em território norte-americano (no Brasil, tudo está normal) por alguns momentos. Algumas pessoas não conseguiram carregar a página, outras sequer tinham acesso ao endereço. Então, o grupo LulzSec, o mesmo que também atacou o site do Senado dos Estados Unidos, clamou a autoria do ataque, através de uma mensagem em sua conta no Twitter.

Os leitores do site Read Wirte Web começaram a alertar sobre o que estava acontecendo. Alguns leitores, que moravam próximo ao quartel general da CIA, informavam que o endereço CIA.gov estava fora do ar ou que estava em outro endereço na web. Mas, usuários norte-americanos localizados no outro lado do país estavam acessando o site normalmente.

O assunto gera controvérsia até mesmo na informação da autoria do ataque. Um outro hacker, de codinome "The Jester" (ou @th3j35t3), alega que o pessoal da LulzSec copiou a mesma expressão usada por ele ao anunciar o ataque (o "tango down", uma expressão militar). Segundo The Jester, ele usou essa expressão após uma série de ataques aos servidores DDoS em sites islâmicos. Seriam fatos relacionados? Ou apenas uma briga de egos?

Via: Read Write Web

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares