Video game

15/06/2011 19h13 - Atualizado em 28/07/2011 11h15

EA remove Crysis 2 do Steam e repassa a serviço próprio

Felipe Vinha
por
Para o TechTudo

A editora Electronic Arts removeu o game Crysis 2, para PC, do Steam. Sem explicação oficial, o jogo de tiro em primeira pessoa não está mais disponível para compra no sistema de venda e distribuição digital da Valve. Agora, o título, em sua versão digital, passa a ser comercializado apenas no Origin, serviço próprio da EA, lançado há algumas semanas.

Crysis 2 (Foto: Divulgação)Crysis 2 (Foto: Divulgação)

No Origin, o game já está disponível com o selo “Only on Origin” (Somente no Origin, em inglês), o que deve reforçar a exclusividade. Curiosamente, Crysis 2 ainda está no ar em alguns sites de venda digital, como Direct2Drive, Impulse e a loja Amazon, que também vende jogos por download.

Aparentemente, a Electronic Arts pretende centralizar seus grandes títulos no Origin, tornando-os exclusivos da plataforma em termos de distribuição digital. A companhia já confirmou que Star Wars: The Old Republic, novo RPG online desenvolvido pela BioWare, será lançado apenas neste serviço.

Por outro lado, o problema da EA pode ser apenas com o Steam. Alice: Madness Returns e Battlefield 3, não estão disponíveis para venda e pré-venda, respectivamente, no serviço da Valve. Enquanto jogos antigos, a exemplo das séries Dragon Age e Mass Effect, ainda estão por lá.

O Origin está disponível para qualquer usuário registrado no site de vendas da EA, inclusive em português do Brasil. Os games vendidos por lá possuem preços tabelados também em moeda local (R$), entre eles Darkspore, The Sims Medieval e FIFA Manager 11. Jogos futuros, como Need for Speed: The Run e a edição limitada de Battlefield 3 estão em pré-venda.

A Electronic Arts ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

Via VG247

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares