Jogos de ação

27/07/2011 20h00 - Atualizado em 27/07/2011 20h00

Produtores de Brink aceitam as críticas sobre a fraca narrativa do jogo

Alexandre Silva
por
Para o TechTudo

A equipe de desenvolvedores da Splash Damage, responsável pela criação do jogo Brink, mostra que aprendeu alguma coisa ao lançar um jogo de tiro tão focado no mutliplayer, mas que ao mesmo tempo teria uma história no modo single player, com um enredo bem fraco, de acordo com várias críticas recebidas tanto de sites especializados quanto dos próprios jogadores.

Brink (Foto: Divulgação)Brink (Foto: Divulgação)

Brink é um jogo de tiro que segue a fórmula de sucesso dos jogos atuais: Um bom multiplayer e um single player medíocre ou inexistente. Mas não era essa a intenção do estúdio, pois queriam também uma boa narrativa no título. O designer Ed Stern diz que as várias críticas foram válidas e foi um feedback muito importante para eles.

Stern diz que eles tentaram fazer uma junção que não deu certo: misturar uma história que funcionasse no modo multiplayer, e isso é algo dífícil pois existe uma grande diferença entre narrativa e interatividade. E o principal de uma boa história é que as coisas são reveladas em uma ordem e ritmo específicos. E se você abre mão disso, fica difícil fazer um bom enredo.

Por isso, as críticas sobre a experiência do jogador em Brink sobre a sua história são bem válidas. Pois o jogador, antes mesmo de terminar o jogo principal (single), passará 99% do tempo jogando um modo multiplayer caótico e frenético. Mesmo assim, Stern diz que o esforço que fizeram com o enredo de Brink deve ser apreciado e elogiado.

Via CVG

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares