12/07/2011 11h24 - Atualizado em 14/07/2011 06h37

Relógio da Tokyoflash mostra as horas em texto

Eduardo Moreira
por
Para o TechTudo

O Kisai Kaidoku é mais um relógio/conceito da Tokyoflash, site especializado em mostrar soluções para o acessório que nos acompanha nas jornadas diárias. O relógio foi concebido por Tynan Mayhew, um designer canadense de apenas 15 anos de idade, que quer mostrar para todos que pequenas, mas significativas, mudanças no formato de leitura das horas pode oferecer um resultado bem interessante.

Relógio que mostra a hora em palavras (Foto: Divulgação)Relógio que mostra a hora em palavras (Foto: Divulgação)

O relógio conta com tela LCD, com o seu display permanentemente ligado, o que vem sendo uma tendência nos últimos projetos lançados pela Tokyoflash, dispensando assim a necessidade de ativar algum botão para tornar as informações da tela visíveis.

Mas o grande destaque do relógio é a forma como ele mostra as horas. Como você pode ver na foto, horas e minutos são exibidos em palavras, dispostas em tons diferentes (mais opacos). Tudo bem, seria mais prático se fosse a ordem inversa do que está proposto (com as horas em tons mais realçados), mas mesmo assim, a identificação das horas é bem mais simples e objetiva que muitos relógios apresentados pela própria Tokyoflash. O relógio está disponível em quatro combinações diferentes de cores. Seu preço é de US$ 139.

Essa é mais uma prova que o relógio de pulso não será abandonado tão cedo. As pessoas podem argumentar que nos dias de hoje é muito mais prático ver as horas na tela do celular. Mas poucos acessórios podem ser tão charmosos e funcionais quanto um relógio no pulso do seu braço. E o Kisai Kaidoku é um desses modelos, que saem do lugar comum de forma simples, mas criativa.

Veja abaixo o vídeo demonstrativo do produto.


Via Technabob
 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares