09/08/2011 12h57 - Atualizado em 09/08/2011 12h57

Avião tem duas fuselagens e um grande motor

Eduardo Moreira
por
Para o TechTudo

A fabricante de aeronaves eslovena Pipistrel inscreveu no desafio NASA/CAFE Green Flight Challenge um avião elétrico que pode ser chamado de, no mínimo, "diferente". O veículo, construído exclusivamente para a competição, destaca-se por ter duas fuselagens e um grande motor, que gera potência para todo o conjunto.

Taurus G4. (Foto: Divulgação)Taurus G4. (Foto: Divulgação)

O Taurus G4 foi construído para desenvolver um sistema de propulsão elétrica de alta potência. E para que os resultados fossem os mais efetivos, foram usadas fuselagens gêmeas, com um motor elétrico conectado a toda essa estrutura. O resultado é um avião que, diferentemente dos demais projetos aeronáuticos, foi para a pista de provas rapidamente, levando apenas quatro meses para ser projetado e finalizado. 

Taurus G4. (Foto: Divulgação)Taurus G4. (Foto: Divulgação)

Um dos responsáveis pelo Taurus G4 é Tine Tomazic, que trabalha na Pipistrel, mas construiu a aeronave toda em casa, com algumas peças obsoletas. Tine diz que o avião foi montado exclusivamente para o desafio da NASA por sua dimensão, trem de força e capacidade de bateria. A competição começa no dia 25 de setembro e tem como objetivo principal desenvolver soluções eficientes e funcionais para a aviação.

Para serem considerados aptos à disputa, os aviões devem voar pelo menos 200 milhas de distância em menos de duas horas, além de contar com uma média de, pelo menos, 200 milhas por assento por galão. Como o Taurus G4 possui quatro assentos, Tomazic acredita que o seu avião pode ter uma vantagem, principalmente contando com um motor elétrico tão potente.

Via: Wired

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares