Jogos de ação

22/08/2011 09h39 - Atualizado em 22/08/2011 15h41

A história de Counter-Strike

Alexandre Silva
por
Para o TechTudo

Hoje em dia é difícil encontrar alguém que goste de videogames e que nunca tenha jogado ou ao menos visto Counter-Strike, seja em casa ou em uma lan house. Este jogo viciante com regras simples e dinâmicas nasceu de um simples mod, e poucos apostariam que se tornaria um grande sucesso. Mas uma empresa acreditou em seu sucesso: Sim, a toda-poderosa Valve.

Counter-Strike: Source (Foto: Divulgação)Counter-Strike: Source (Foto: Divulgação)

O jogo (também conhecido como CS) foi um dos responsáveis pela popularização das LAN Houses em todo o mundo. Além disso, graças a Counter-Strike, uma nova modalidade nasceu (ou pelo menos ganhou um nome) entre as pessoas que jogavam muito e se dedicavam mais que o normal: O esporte eletrônico. 

Tudo isso porque Counter-Strike foi o pivô de várias disputas entre equipes de jogadores (ou clãs), que com grandes sessões de treinamento, conseguiam conduzir um time com uma organização impressionante, onde para cada membro do time, uma função específica era atribuída. Logo a seguir iremos comentar mais a respeito desse “treinamento intensivo”, que em alguns momentos chegou a ser curioso e até mesmo bizarro. 

De um pequeno mod a um sucesso 

A história de Counter-Strike começou em meados de 1996, quando um desenvolvedor de jogos vietnamita (naturalizado canadense) chamado Minh Le conheceu o jogo Quake, que na época era um grande sucesso do gênero. Pouco tempo depois, ele conhece também o SDK (kit de desenvolvimento) do jogo, e passa a usar o seu talento para desenvolver alguma coisa relacionada ao jogo de tiro que tanto gostou. 


O seu mod para Quake era baseado em operações feitas por fuzileiros navais, e por isso seu mod se chamou Navy SEALs. Nesse jogo, você era um soldado pertencente ao exército de fuzileiros dos Estados Unidos, e outra coisa que chamou a atenção foi que seu criador adicionou novas armas, que não estavam presentes na versão original de Quake

Assim que o jogo Quake 2 foi lançado, o desenvolvedor independente também adquiriu o seu kit de desenvolvimento, e depois de um tempo criou o que foi a “evolução” de Navy SEALs: Um novo mod chamado Action Quake 2, que era ainda mais semelhante ao CS que já conhecemos. O novo elemento fez um sucesso bem maior que seu antecessor, e a id Software o elegeu para estar presente em um pacote oficial de mods para Quake 2

O Nascimento do CS 

Half Life Counter-Strike (Foto: Reprodução)Half Life Counter-Strike (Foto: Reprodução)

Depois que Action Quake 2, Minh Le continuou a estudar Ciências da Computação, além de ter seus trabalhos paralelos como desenvolvedor de mods. Dessa vez, o jogo do momento era Half-Life, um lançamento da época. Também foi durante esse período que Minh Le conheceu Jess Cliffe, e juntos começaram a trabalhar em outro mod, que todos nós já conhecemos muito bem: O Counter-Strike. Pela primeira vez na história, um mod de jogo acabaria se tornando muito mais famoso que o próprio jogo do qual ele foi criado. 

Com o lançamento da primeira versão de Counter-Strike, em 1999, sua popularidade foi crescendo em um ritmo exponencial, a ponto de que Minh Le chegou a se dedicar totalmente ao mod, deixando a sua faculdade de lado. Acham que a decisão de Le foi um erro? Desnecessário dizer que não. 

Enquanto isso, Jess Cliffe também trabalhava no aprimoramento de Counter-Strike, juntamente com seu amigo Le. Além disso, Cliffe também gravou os comandos de rádio que são usados nas partidas, com sua própria voz, o que foi mais uma característica marcante de CS.

O período beta de Counter-Strike foi bem longo, e envolveu muito trabalho. A primeira versão beta aberta de CS foi lançada no dia 19 de junho de 1999, e o jogo começou a ter atualizações semanais. O suporte constante ao jogo, aliado a diversão que ele já proporcionava, foi a fórmula certa para trazer milhões de fãs pela internet.

Ao todo foram 19 versões beta do jogo, até que Counter-Strike, versão 1.0 foi lançado no ano 2000. 

Uma oportunidade vista 

Quando Counter-Strike estava em sua quarta versão beta, a companhia Valve, criadora de Half-Life (de onde o CS foi criado como mod) viu uma oportunidade imensa nesse jogo, que já tinha uma identidade própria. A aposta da Valve estava apenas começando, e juntamente com a distribuidora de jogos Sierra, conseguiram a autorização para comercializar Counter-Strike separadamente, sendo um tipo de extensão de Half-Life

Menu principal de Counter-Strike, uma imagem muito famosa entre os fãs (Foto: Divulgação)Menu principal de Counter-Strike, uma imagem muito famosa entre os fãs (Foto: Divulgação)

Assim que CS começou a ser vendido, o negócio ficou ainda mais sério e vários sites de jogos em todo o mundo fizeram grandes críticas positivas. A essa altura do campeonato, o jogo já era uma febre mundial e seus criadores tiveram a sua recompensa: Tanto Minh Le quanto Jess Clife foram contratados pela Valve para continuar a desenvolver Counter-Strike e também um sucessor, Counter-Strike 2. Pouco tempo depois, esse projeto foi cancelado e o foco se manteve apenas no primeiro CS, o que não foi uma má idéia. 

Profissão: Jogador de CS 

Com o sucesso gigantesco de Counter-Strike no mundo, e o início da internet de banda larga, houve um problema: Tratava-se de uma tecnologia cara demais e isso abriu uma porta para um novo tipo de negócio que existe até hoje, tanto no Brasil quanto em vários lugares do mundo: As LAN Houses. Esses estabelecimentos podiam contratar uma internet de qualidade a um alto preço, onde vários computadores conectados em rede local poderiam ser utilizados. E qual era o melhor lugar para um jogador disputar CS com seus amigos, sem gastar muito dinheiro? 

WCG 2010, evento que trouxe Counter-Strike na lista dos campeonatos (Foto: Divulgação)WCG 2010, evento que trouxe Counter-Strike na lista dos campeonatos (Foto: Divulgação)

Por causa disso, as LAN Houses e Counter-Strike estão fortemente ligados até os dias de hoje, o que se tornou um grande passatempo para os jovens. Como existiam muitos jogadores de CS em LAN Houses, muitas equipes nasceram e assim o jogo foi levado cada vez mais a sério pelos jogadores com perfil mais hardcore. Além disso, vários campeonatos de CS foram criados pelo mundo, entre eles os mais famosos foram o World Cyber Games (WCG), o Electronic Sports World Cup (ESWC) e o World e-Sports Games (WEG)

Tais campeonatos motivaram os jogadores realmente dedicados a encararem o Counter-Strike como uma verdadeira profissão. E tais jogadores ganharam muito dinheiro vindo de patrocinadores, e prêmios de torneios. Assim, começaram a existir equipes profissionais de CS que chegavam a treinar por mais de 6 horas diárias, aprimorando suas técnicas e reflexos. 

Existem histórias curiosas a respeito de clãs profissionais de Counter-Strike, como é o caso de uma equipe russa que em 2009 passou por um dos treinamentos mais exaustivos e difíceis do qual podemos imaginar: O treinador da equipe contratou várias strippers para que, durante o treino do time, tentassem tirar a atenção dos jogadores seduzindo-os, e os coitados eram proibidos de sequer olhar para elas. Dessa forma, eles teriam um foco ainda maior na partida, esquecendo literalmente, tudo que estivessem ao seu redor. Mesmo que fossem mulheres nuas. 

Essa foi uma cena real, onde strippers testavam a concentração de um time russo de Counter-Strike. Nem elas tiraram o foco dos jogadores. (Foto: Divulgação)Essa foi uma cena real, onde strippers testavam a concentração de um time russo de Counter-Strike. Nem elas tiraram o foco dos jogadores. (Foto: Divulgação)

A evolução do Counter-Strike 

O famoso Counter-Strike versão 1.6 foi lançado em setembro de 2003, e até hoje é a versão preferida de CS por muitos jogadores. Além disso, o título foi durante muito tempo, o mais jogado da plataforma Steam, que havia sido lançado na mesma época (e que seria outro sucesso mundial, mas isso é outra história). Esse título foi mantido por CS durante muito tempo, mas nem tudo foram flores: Algumas mudanças feitas na versão 1.6 foram criticadas pelos fãs do jogo, como o Riot Shield, um escudo usado no time dos Contra Terrotistas (CTs) e que dava proteção total contra disparos frontais. 

O escudo fez com que o jogo ficasse muito desequilibrado, e a Valve admitiu esse erro posteriormente, onde o escudo foi extinto da série. Com o sucesso do multiplayer de Counter-Strike, os produtores perceberam que poderiam incluir um modo campanha no jogo, para que as pessoas pudessem se divertir enquanto estivessem sozinhas (isso já era possível com bots, mas não era algo muito legal). 


Com o auxílio do estúdio Rogue Entertainment, foi desenvolvida a versão com campanha de CS, chamada de Condition Zero. Além da Rogue, outros estúdios também trabalharam no desenvolvimento de Condition Zero, como a Gearbox Software, e por fim a Turtle Rock Studios. Durante essas transições, foram feitas várias otimizações nas texturas originais do jogo, além de melhorias na inteligência artificial. 

CS: Source – Nova geração e novo visual 

Depois que Condition Zero foi lançado, o jogo pareceu ter uma estabilidade. Ganhava atualizações periódicas de melhorias (um costume da Valve até os dias de hoje), e tudo estava bem. Mas o que ninguém esperava eram os novos planos da Valve, de apresentar uma nova versão de Counter-Strike, mas dessa vez com uma verdadeira revolução visual, graças ao novo motor gráfico de Half-Life 2, a Source

Comparação gráfica entre CS 1.6 (à esq.) e CS: Source (à dir. (Foto: Divulgação)Comparação gráfica entre CS 1.6 (à esq.) e CS: Source (à dir.) (Foto: Divulgação)

O Counter-Strike: Source trouxe uma nova vida ao CS, mas não foi tão famoso quanto o lendário CS 1.6. Isso porque o jogo apresentou uma física diferente, que comprometeu o dinamismo das partidas da qual os jogadores de 1.6 estavam acostumados. Com isso, os altos reflexos dos jogadores não eram mais tão necessários na nova versão. Mesmo assim, o jogo teve uma quantidade muito satisfatória de vendas e sucesso. 

Counter-Strike no Brasil 

O jogo foi um grande sucesso no mundo todo, isso todos já sabemos. Mas aqui no Brasil, Counter-Strike enfrentou alguns problemas maiores, como a decisão que foi tomada em 2008 pelo juiz federal Carlos Alberto Simões de Tomaz, da 17 ª Vara Federal do Estado de Minas Gerais. Tal decisão proibia a venda dos jogos Counter-Strike e EverQuest, um jogo de RPG. 

O juiz alegou que os dois jogos proibidos traziam estímulos à subversão da ordem social, que atentava contra o estado democrático e de direito e contra a segurança pública. Em outras palavras, os jogos deixavam os jogadores violentos e os estimulavam à prática do terrorismo. 

Mapa cs_rio, que causou polêmica e motivou a proibição do jogo no Brasil (Foto: Divulgação)Mapa cs_rio, que causou polêmica e motivou a proibição do jogo no Brasil (Foto: Divulgação)

Na verdade, toda essa história começou quando o famoso mapa cs_rio foi criado pelo jogador brasileiro apelidado de Mataleone, que era inspirado nas favelas do Rio de Janeiro. Desnecessário descrever, pois muitos já conhecem, mas os CTs precisam subir o morro e resgatar os reféns das mãos dos traficantes (time terrorista). O mapa ficou muito bem feito e cheio de detalhes. 

Atualmente, a venda de Counter-Strike no Brasil voltou a ser liberada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília. Quem lutou pela liberação do jogo no país foi a Electronic Arts, que alegou que o jogo já era comercializado como “impróprio para menores de 18 anos”, ou seja, o jogo estava dentro das normas e com um público alvo definido, que eram somente os maiores de idade. 

Counter-Strike: Global Offensive 

A mais nova versão de Counter-Strike foi confirmada pela Valve há poucos dias, e será chamada de Global Offensive. Com lançamento previsto para o início de 2012, o novo título ainda não tem maiores detalhes a respeito de sua jogabilidade ou imagens, mas já teve o lançamento confirmado para a PlayStation Network, Xbox Live Arcade e Steam, onde o jogo será vendido para PC e Mac

Primeira imagem de Counter-Strike: Global Offensive (Foto: Divulgação)Primeira imagem de Counter-Strike: Global Offensive (Foto: Divulgação)

Novos sistemas também serão implementados, como matchmaking, leaderboards e muito mais. A notícia veio no exato mês em que o CS Beta 1 completa 12 anos de idade. Maiores informações serão reveladas na Eurogamer Expo 2011 e PAX, eventos de games previstos para os próximos meses. 

Counter Strike Online 

Além das versões tradicionais de CS, existe também Counter-Strike Online, que é uma versão refeita de Condition Zero e que é distribuído pela Nexon Corporation, com autorização da Valve. Trata-se de uma versão grátis do jogo e que é apenas distribuída em países da Ásia. Foi lançada em 2008 e até o momento, existem 5 versões diferentes desse título. 

Curiosidades sobre CS: Linguagens populares 

Como todo jogo que faz sucesso e repercute mundialmente, é difícil admitir que Counter-Strike não tenha influenciado pessoas. Não para práticas terroristas, mas sim em expressões que hoje em dia são frequentemente usadas em partidas online de vários jogos.

Um "sniper" em posição de "camper", onde ele espera pacientemente algum alvo aparecer para atirar (Foto: Divulgação)Um "sniper" em posição de "camper", onde ele espera pacientemente algum alvo aparecer para atirar (Foto: Divulgação)

Diversas gírias foram criadas com o passar do tempo, em sua maioria abreviações para palavras com grande pronúncia. Abaixo está uma pequena lista de expressões normalmente usadas no jogo, e poderá até mesmo aprender algumas coisas, que são usadas em vários outros jogos: 

TR: Terrorista
CT: Contra-Terrorista
TK: Team Killer (Jogador que mata o próprio companheiro de time)
HS: Head Shot (Tiro na cabeça)
Travar: Bloquear a passagem de um companheiro de time
Plantar a bomba: Armar a bomba no alvo que está no mapa
Defusar: Desarmar a bomba (vem do inglês “defuse”)

Outras expressões já usadas em jogos online também foram incorporadas em CS, como:

Noob: Novato (vem do inglês “newbie”)
Rushar: Correr sem parar para o objetivo do mapa (vem do inglês “Rush”)
Ammo: Munição (do inglês “ammunition”)
Sniper: Jogador com a função de atirador de elite
Xiter: Jogador que usa algum tipo de trapaça (do inglês “cheater”)
Kickar: Expulsar o jogador de um servidor (do inglês “kick”)
Camper ou Camperar: Jogador que se esconde o tempo todo, para matar sem que o descubram. Normalmente é o “Sniper”
X1: Disputa individual entre dois jogadores, sem a intervenção de outros.
FF: Friendly Fire (o mesmo que TK).

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Adonias Neto
    2012-07-27T20:34:14

    Caio, concordo com vc, apesar do CoD também ser muito fiel, a alta precisão da M4a1 é muito mentirosa. A do CS é mais real.

  • Caio Diniz
    2011-08-31T16:14:00

    o cs tem o melhor coice de armas q eu ja vi na história dos games de tiro

  • Daniel Bento
    2011-08-29T10:46:14

    COMBAT ARMS é da NEXON que é uma versão ocidental de COUNTER STRIKE ONLINE da mesma, que é autorizada pela VALVE para comercializar e que é licensiada no Brasil pela LEVEL-UP. Em outras palavras vc está dizer que Combat Arms é melhor que Counter Strike, isso é uma redundância, é o mesmo jogo com nome trocado ou no minimo baseado na mesma engine.

  • Caio Lima
    2011-08-25T17:41:32

    o crossfire e melhor

  • Douglas Alves
    2011-08-22T21:58:58

    Foi simplesmente uma Pena o ( Fnx arregar com o teamTD, que foi representar o BRASIL e a América do Sul meses passado, no Copenhague games na Denmark(Dinamarca) fez com q o time do targeTDown, q é um dos melhores time da América do Sul, não chega-se nem a se classificar! ZQK,FalleN Spacca, e Cia.. Agora é torcer por eles no Camp mundial na inglaterra em Birminghan com a line up formada por.. Zqk (capt), jud - rkz - steel - zakk Isso poderia ser passado em TV aberta. Além das SOURCE TV's!

  • Douglas Alves
    2011-08-22T21:51:10

    Bom Primeiramente, Tenho que falar que o Cs 1.6 Sem sombras de Dúvidas é o melhor e nele Pude chegar a conhecer grandes mitos da net, como Cogu, Fanta, Mohamed Spawn, Prd, byt , Zkq ,Nakk , Entre outros.Ja no source eu pude rever grandes desses jogadores fantásticos! como o Fallen, Fnx, Zqk, Peacemaker, Rennan, Spacca, Entre muitos outros... Sinceramente é o melhor jogo de 1ª pessoa a se jogar! E não tem nem o q falar desses caras né! Q citei quem acompanha o Cs ou o Cs:S sabe muito bem do q eu to falando! Ah uma Vez, o Próprio FalleN estava aqui no Globo Esporte no game de Paint Ball...

  • Fabio Scarcelli
    2011-08-22T15:22:23

    Ridiculo, a Globo supostamente tao conceituada divulgar em sua pagina principal propaganda de jogos de videogame que geram violencia e insinuam sexo.

  • Caio Lima
    2011-08-22T12:57:07

    o crossfire é melhor

  • Francisco Winter
    2011-08-22T12:09:49

    Bah Rogerio, tu lembrou dos "corujões" e de fazer aniversário em lan house. Isso é muito a cara do jogo. Nunca me esqueço de um verão que passamos na praia e foi a família inteira jogar CS. Counter-Strike é o jogo!

  • Adilson Oliveira
    2011-08-22T11:36:37

    Não poderia ter deixado de fora a CPL (Cyberathlete Professional League), apesar de não existir mais, na epoca não existia um jogador que não acompanhasse os jogos e as demos...esse campeonato foi um icone, participar dele era o sonho de qualquer player.

  • Adilson Oliveira
    2011-08-22T11:19:36

    CS ainda é o melhor jogo em primeira pessoa multi player. Combat Arms, e todos os outro do genero não levam em consideração a dificuldade do controle das armas e movimento. Qualquer um joga bem ca, mas qse ngm ainda consegue jogar cs tão bem. Vc treina treina cs e não atinje o maximo que pode.. C.A. é muito facil e todos os outros, eu atiro andando e mato o cara...tenso

  • Rogerio Amorim
    2011-08-22T11:15:16

    CS teve grande popularidade porque conseguiu conectar não só pessoas, mas as mentes de toda uma geração. Criou um ambiente virtual em que toda sorte de relacionamentos humanos abrolharam nas Lan Houses: amizades, namoros, brigas, etc. Quem de 90 não desejou fazer um aniversário nessas casas... Quantos não curtiram um corujão... Quantos literalmente morreram de tanto jogar... Verdadeiramente foi uma febre fatal, que dificilmente acometerá as novas gerações, tão ecléticas quanto impacientes.

  • Paulo Junior
    2011-08-22T11:07:29

    c.s e coisa do passado . melhor jogo e combat arms

  • Luiz Santos
    2011-08-22T10:32:54

    Cs Foi e sempre sera o melhor game de tiro de todos os tempos. mesmo que crie um game com grafico muito melhor , e outros atributos a mais, cs sempre sera usado ou comparado como referencia . CS sera um marco do sec 20

  • Ivonaldo Rosa
    2011-08-22T13:55:09

    Não fosse os hackers, cheaters, aimbots e toda a sorte de ladrões e mentalmente incapacitados, COMBAT ARMS seria, com certeza, um dos melhores (senão o melhor) jogo de FPS. Mas a Level Up só pensa em ganhar dinheiro real, vendendo seu cash virtual; não tomando medidas firmes e eficazes contra os hackers para o azar de quem, como eu, ama jogar combat arms.

  • Gbariel Antonio
    2011-08-22T13:43:23

    viajo caio crossfire e jogo pra noob