PC

16/08/2011 16h44 - Atualizado em 16/08/2011 16h44

Intel cobra US$ 50 para fazer upgrade via software do seu Core i3

Isadora Díaz
por
Da redação

A Intel deu indícios de que lançamento de um novo upgrade card para os usuários dos Core i3-2312M, Core i3-2102 e Pentium G622 está por vir. Ao que tudo indica, em breve os consumidores poderão comprar o extra que traz aos processadores da companhia uma melhor performance.

Logo da Intel (Foto: Divulgação)Logo da Intel (Foto: Divulgação)

A notícia, no entanto, não foi bem vista pelos detentores de produtos Intel. Isso porque o upgrade card apenas libera uma capacidade extra, já presente nos processadores mas inacessível até então. A ação, porém, não é uma novidade, uma vez que a Intel fez o mesmo no último ano para o seu Pentium G6951. É como se, para desfrutar de toda a capacidade de um produto, houvesse a necessidade de pagar duas vezes.

Em gráficos divulgados pela própria Intel, foram comparados os desempenhos dos modelos antes e após a aquisição do upgrade. O melhor índice ficou por conta do Pentium G622, que passaria para o modelo G693. Para algumas atividades, a Intel espera oferecer uma experiência até 23% mais rápida. Já para o Intel Core i3-2312M, o i3-2393M após a modificação, a melhora chegaria a 19%. Os resultados mais tímidos ficariam por conta do Intel Core i3-2102, o futuro i3-2153: proporcionalmente, a performance poderia alcançar resultados até 15% melhores.

A aquisição do upgrade card, claro, é opcional. Caso siga o molde da campanha anterior, o extra poderá ser adquirido pelo preço de US$ 50, aproximadamente R$ 80 na pela atual cotação do dólar. Trata-se de um valor considerado alto, levando em conta o cobrado pelos processadores originais.

Cabe ao consumidor decidir se a aquisição vale ou não a pena segundo as suas próprias necessidades. Afinal, nem todos consideram uma discreta mudança de desempenho algo realmente significativo para seus computadores.

Via AnandTech e Engadget

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares