Sistemas Operacionais

22/08/2011 18h19 - Atualizado em 22/08/2011 18h19

iOS 5 ganha no japão suporte nativo para aviso de terremotos

Rafael Silva
por
Do Tecnoblog

Desde que foi anunciado e demonstrado oficialmente para o público na última WWDC desse ano, o iOS 5 tem recebido constantes atualizações para que os desenvolvedores tirem proveito das novas funcionalidades do sistema e adaptem seus aplicativos para a nova versão. Mas no seu último beta, liberado na sexta-feira passada, foi incluída uma nova funcionalidade específica para usuários de dispositivos móveis da Apple no Japão.

iPhone ganha alerta de terremotos nativo (Foto: Arte)iPhone ganha alerta de terremotos nativo (Foto: Arte)

No final das opções do centro de notificações há agora a opção de receber avisos sobre possíveis terremotos na região. Como o Japão está constantemente sofrendo com atividades sísmicas, o governo do país instalou em 2007 um sistema de detecção de tremores que conta com mais de 1000 sismógrafos espalhados por todo o território e que avisa aos habitantes sobre terremotos com segundos ou minutos de antecedência. E é nesse sistema que o iOS 5 se conecta.

Usuários japoneses do iPhone, iPod ou iPad já podiam receber alertas de tremores nos seus dispositivos por meio de aplicativos de terceiros, que recebiam e repassavam as informações do sistema de detecção de tremores. Mas essa é a primeira vez que a Apple incluiu essa funcionalidade nativamente no sistema móvel.

Por ser apenas uma versão beta, não se sabe se essa funcionalidade estará presente na versão final do iOS 5, que deve ter uma versão final liberada até novembro. Mas essa é a oportunidade da Apple de testá-la e, se tudo der certo, incluí-la na nova versão do sistema. Um aviso, no entanto, alerta que a vida de bateria pode cair quando esses avisos estão ligados.

Via Mac Rumors.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares