22/08/2011 13h00 - Atualizado em 22/08/2011 13h00

Polícia de Santa Cruz usa programa de previsão para combater o crime

Rebecca Porphírio
por
Da redação
Policiais pegam ladras no flagra graças ao programa de computador (Foto: The New York Times)Policiais pegam ladras no flagra graças ao programa de computador. (Foto: The New York Times)

A polícia de Santa Cruz, na Califórnia, prendeu duas mulheres que roubavam carros, uma das quais portava drogas. A novidade, no entanto, foi que os policiais que fizeram a prisão estavam lá antes do crime acontecer, graças a um programa que previu que, naquele dia, provavelmente haveria roubos de carros exatamente na região.

O programa é parte de uma experiência do Departamento de Polícia de Santa Cruz sobre policiamento preventivo e por enquanto só abrange pequenos delitos. O objetivo do software é colocar os policiais no local do crime antes que eles aconteçam. “Temos 30% mais de chamadas e 20% menos policiais ativos. Temos que empregar nossos recursos de modo mais efetivo e achamos que esse modelo ajudará”, disse Zach Friend, analista de crimes do departamento.

Zach Friend  (Foto: The New York Times)Zach Friend (Foto: The New York Times)

O modelo de Santa Cruz é mais sofisticado do que os de outras cidades que já usam programas similares. Usando dados de crimes dos últimos oito anos, o programa cria padrões e projeta novas ocorrências de crime em áreas específicas. As projeções são recalculadas diariamente.

O software divide a cidade em áreas de cerca de 150m², adicionando novos dados todo dia. Depois de reunir informações, o programa avisa os policiais sobre as 10 áreas onde é mais provável que ocorram crimes no dia.

O programa foi desensolvido por um grupo de pesquisadores, incluindo os matemáticos George Mohler e Martin Short, o antropólogo Jeff Brantingham e o especialista em criminiologia George Tita. O sucesso da iniciativa só será mensurado depois de seis meses de uso, por volta de dezembro deste ano. No entanto, o departamento de polícia já revelou que, em julho, foi possível evitar 27% mais roubos do que no mesmo período em 2010.

Via The New York Times

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares