22/08/2011 11h53 - Atualizado em 22/08/2011 13h21

Tecnologia da NeuroSky é testada por fabricantes de carros para acordar motoristas dorminhocos

Marcela Vaz
por
Da redação

A pesquisa científica da NeuroSky não parece ser mais um dos inúmeros projetos que não saem do papel por serem tecnologicamente inviáveis ou demandar recursos altos demais para serem repassados ao consumidor. Isso porque três fabricantes de carros já estariam interessadas na tecnologia que monitora a atividade cerebral e emite um alerta ao motorista, impediando-o de dormir ao volante e sofrer acidentes. 

Headset sensorial. (Foto: Divulgação)Headset sensorial para o cérebro. (Foto: Divulgação)

A NeuroSky não revelou os nomes dos fabricantes. No entanto, representates da General Motors tiveram reuniões recentes com a companhia. O interesse das montadoras parte do princípio de que as soluções para evitar que motoristas durmam ao volante ainda não são 100% eficientes.

Alguns carros da Ford, Volvo e VW, por exemplo, são capazes de identificar a direção errante, mas não em estradas sem marcações evidentes na pista, cobertas por neve, lama ou nevoeiro. Alguns veículos usam câmeras que detectam olhos fechados e sinais de distração, mas os algoritmos não funcionam para todos os usuários e sob certas condições de iluminação.

Por isso, a proposta da NeuroSky, que tem como missão criar e disponibilizar para a indústria tecnologias com interfaces do cérebro para computador, é atraente. Sensores embutidos no descanso para a cabeça do banco leriam as atividades cerebrais e emitiriam um alarme se detectassem que o motorista cochilou.

Cintos e descansos para a cabeça estão em fase de testes. "Nós sabemos que podemos distinguir entre as ondas cerebrais de alguém que está bem acordado e alerta de alguém que está sonolento e em risco de adormecer ao volante ", diz Tansy Brook, porta-voz da NeuroSky." São necessários mais testes. No entanto, estamos em um patamar suficiente para dizer que isso é absolutamente viável".

Via: Technology Review

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares