30/09/2011 15h30 - Atualizado em 30/09/2011 15h30

Até 20% das resenhas e opiniões do TripAdvisor podem ser falsas

André Noia
por
Para o TechTudo

O comércio eletrônico está incorporado à rotina do brasileiro. Neste ano o setor deve apresentar crescimento de 30% em relação a 2010 e faturar mais de R$ 20 bilhões. Mais do que vender é preciso convencer o consumidor. E as resenhas e opiniões enviadas por pessoas que adquiriram um produto/serviço tem-se revelado uma excelente ferramenta de marketing. Prova disso é a aquisição do Zagat, arrematado há poucas semanas pelo Google por US$ 125 milhões. O site é especializado em resenhas e opiniões de casas noturnas, lazer e restaurantes e é alimentado por mais de 350 mil consumidores espalhados por 100 países.

Até 20% das resenhas do TripAdvisor seriam falsas. (Foto: Reprodução)Até 20% das resenhas do TripAdvisor seriam falsas. (Foto: Reprodução)

O crescimento do comércio eletrônico traz também o aumento das resenhas e opiniões (positivas ou negativas) falsas. No TripAdvisor, referência mundial para pessoas que buscam roteiros turísticos e hotéis, 20% das mais de 50 milhões de resenhas podem ser falsas ou distorcidas. Para jornais americanos e britânicos que deram a notícia, o número é preocupante e a situação tende a se espalhar por outros serviços. As falsas resenhas influenciam tanto os consumidores que já há relatos de hotéis com queda brusca no número de hóspedes, o que poderá levá-los à falência.

Chris Emmins, consultora contratada para mudar a imagem desses hotéis, disse que após reunir provas, constatou-se que os autores de algumas das resenhas (que caracterizavam má-fé) eram ex-empregados, competidores e hóspedes verdadeiros que se comportaram de forma inadequada durante sua estadia, inclusive com a necessidade de intervenção policial.

O caso é tão grave que, no Reino Unido, a Advertising Standards Authority, agência que regula a publicidade britânica, decidiu investigar o TripAdvisor. A entidade quer saber se as resenhas e opiniões são realmente escritas por viajantes e consumidores reais.

A porta-voz do TripAdvisor, Emma Shaw, informou que o site não pode revelar a quantidade de resenhas falsas, mas disse que o serviço conta com especialistas e filtros que identificam textos e IPs de usuários suspeitos.

Você, leitor do Techtudo, também considera resenhas e opiniões de outros usuários antes de fechar uma compra? Dê sua opinião!

Via: BBC Brasil

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares