TechTudo

30/09/2011 11h48 - Atualizado em 30/09/2011 11h54

Homem estrangula adolescente após disputa virtual em Call of Duty

Bernardo Cury Da redação

Call of Duty: Black Ops (Foto: Divulgação)Call of Duty: Black Ops (Foto: Divulgação)

Mark Bradford, um homem de 46 anos, perseguiu e atacou um adolescente de 13 anos de idade. O motivo? O jovem rapaz o "matou" no game Call Of Duty: Black Ops.

Mark Bradford (Foto: Reprodução)Mark Bradford (Foto: Reprodução)

O pai de três filhos, desempregado, entrou na residência de um amigo do garoto em Plymouth, Devon, na Inglaterra, o confrontando e estrangulando com as mãos. Eles já haviam jogado o simulador de guerra um contra o outro e comunicado por microfones anteriormente.  

O ataque só terminou quando a mãe do amigo, horrorizada com a cena, afastou Mark Bradford de perto do garoto. Em seguida ele simplesmente foi embora sem dizer uma palavra.

O menino, que não pode ser identificado, disse ao tribunal de Plymouth: "eu estava apenas sentado jogando. Nós fizemos algumas piadas e então ele invadiu e me agarrou. Eu não sabia o que estava acontecendo".

O promotor Gareth Warden disse que o adolescente estava jogando o game na casa de um amigo quando ele chamou Bradford por "um nome" depois de "matá-lo".  Ele acrescentou que ele foi para casa onde o menino estava jogando, entrou no quarto da frente e agarrou-o em torno da garganta com ambas as mãos.

A mãe do adolescente, de 33 anos, disse: "é patético que um homem adulto ataque uma criança indefesa como esta. Se você não consegue lidar com a perda, então não deve jogar videogame". 

Tracey Baker, advogada de defesa, disse que Bradford teria problemas de saúde mental e declarado: "foi um momento de loucura! Simplesmente perdi o controle". Ele disse ao tribunal que o ataque não foi planejado e, sim, provocado pelos xingamentos. "Eu não sabia o que ia fazer. Não foi maldade. Eu o vi depois e pedi desculpas. Ele é realmente um garoto decente". 

Bradford admitiu a acusação de agressão por espancamento na Corte de Magistrados de Plymouth. Ele foi libertado sob fiança incondicional de retornar ao tribunal no dia 24 de outubro. O juri ordenou que um oficial de justiça prepare um relatório completo sobre seu passado antes de sua sentença.

Via MailOnline

  • imprimir
  • Compartilhar no Orkut
  • Enviar para um Amigo
140 caracteres

Verificação de segurança

Gênero

  • Diogo Bessa
    2011-09-30T15:48:37

    Lamentável o que o cara fez. Mas Call of Duty foi feito para maiores de 18 anos, pelo menos aqui no Brasil é assim. Não sei como são as leis na Inglaterra quanto a isso. Mas se for, o garoto também está errado. E a mãe dele mais ainda que 'não vê' isso.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Alex Espinheira
    2011-09-30T15:47:00

    Hahahahha... a globo anda cheia de besteira, esse e nosso futuro do jornalismo!!! aonde esse menino estudou? ops quer dizer aonde ele se formou!?

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Luiz Gomes
    2011-09-30T15:18:50

    Reformem a manchete por favor.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Tampinha
    2011-09-30T15:14:19

    Será que ele não viu uma "barrinha de energia" sobre a cabeça do gaiato tbm não?

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário
  • Vinicius Mello
    2011-09-30T15:02:54

    agustin, se um tivesse morrido, o acusado não seria libertado sob fiança, lá não é brasil.

    COMPARTILHAR

    Imagem do usuário

TechTudo.com.br © Copyright 2010-2014 Globo Comunicação e Participações S.A. Política de Privacidade