TechTudo

26/09/2011 09h12 - Atualizado em 26/09/2011 10h41

Suspeito de hackear site da Sony é preso nos Estados Unidos

Marcela Vaz Da redação

LulzSec (Foto: Reprodução)Logotipo usado pelo LulzSec (Foto: Reprodução)

Cody Kretsinger, um jovem de apenas 23 anos, foi preso na última quinta-feira no estado do Arizona (EUA) suspeito de estar por trás de uma série de ataques à Sony Pictures Entertainment e ter ajudado a distribuir os dados roubados. O FBI acredita que ele é um dos principais membros do famoso grupo hacker LulzSec. É provável que agora só restam dois dos cabeças a serem presos.

A prisão é resultado de aproximadamente 10 incursões que a polícia norte-americana realizou nos últimos meses. O cerco está cada vez mais fechado para hackers atuantes principalmente nos Estados Unidos e Reino Unido. A cada investida da polícia destes países, os dois principais grupos hackers do mundo, LulzSec e Anonymous, têm perdido forças.

O FBI detalhou as acusações contra Kretsinger em um comunicado, dizendo que ele usou uma técnica bem estabelecida conhecida como injeção de SQL como base para os ataques à Sony Pictures, embora ele tenha apagado todos os dados do disco rígido de seu PC em uma tentativa de evitar a detecção e usasse um serviço de anonimato ou proxy. A polícia acredita que ele tenha desligado ferramentas de hacking quando as forças policiais ao redor do mundo começaram a investigar os ataques.

O plano de ação do FBI incluiu incursões em outras quatro cidades dos EUA para prender membros de grupos hackers. São elas: São Francisco, Montana, Nova Jersey e Minnesota.

Um tweet enviado por Sabu, um dos fundadores da LulzSec, sugere que os ataques têm atingido fortemente o grupo. Na mensagem, Sabu deixou implícito que agora apenas dois membros do seu conselho dirigente estão em liberdade.

Ação do FBI aconteceu um dia antes do "Dia da Vingança"

No mesmo dia da ação do FBI, o Anonymous havia anunciado que o dia 24 de setembro (sábado) seria o "Dia da Vinçança", uma resposta uma ação violenta da polícia em um protesto pacífico contra a corrupção em Nova York no ano passado. Na ocasião, manifestantes usavam o símbolo do grupo, uma máscara de anonimato criada por Gary Fawlkes que ficou famosa no filme "V de Vingança".

Nos planos do Anonymous estariam a invasão às redes do Wall Street, de bancos corruptos e do NYPD (Departamento de Polícia de Nova York). Na manhã da última quinta-feira, o grupo comunicou à imprensa uma série de ciberataques: "Dia da Vingança. 24 de setembro, madrugada, em todas as cidades, todos os lugares. Nós não perdoamos. Nos espere”.

Playstation Network da Sony ficou três semanas fora do ar

Entre maio e julho de 2011, hackers da LulzSec atacaram os sites do Senado dos Estados Unidos, da CIA, do NHS, da Sony, entre outros. O grupo também publicou dados e documentos que roubaram para contranger suas vítimas.

A rede de jogos online da Sony, a Playstation Network (PSN), chegou a ficar três semanas fora do ar por conta dos ataques hackers. À época, a Sony confirmou que o nome, endereço completo, endereço de e-mail, aniversário e até a senha e login da PSN de seus usuários foram roubados. Quanto aos cartões de crédito, a empresa sugeriu que o número do cartão e data de validade também poderiam ter sido obtidos pelos hackers. Em alguns locais, estes dados são suficientes para fazer compras.

Via: BBC

  • imprimir
  • Compartilhar no Orkut
  • Enviar para um Amigo
140 caracteres

Verificação de segurança

Gênero


    TechTudo.com.br © Copyright 2010-2014 Globo Comunicação e Participações S.A. Política de Privacidade