Internet

14/10/2011 13h30 - Atualizado em 14/10/2011 13h30

Engenheiro do Google diz que Google+ é um projeto atrasado e patético

Thiago Barros
por
Para o TechTudo

Os 40 milhões de usuários do Google+ podem até não concordar, mas Steve Yegge, engenheiro do Google, acredita que a rede social criada pela sua empresa não passa de um “pensamento atrasado e patético”. Especialista em softwares, Yegge publicou este comentário, curiosamente, em seu perfil na página e, é claro, causou muita polêmica.

Steve Yegge (Foto: Reprodução)Steve Yegge (Foto: Reprodução)

A mensagem escrita por Yegge dava a entender que o Google+ não passa de uma cópia do Facebook, que por sua vez, só fez sucesso porque foi construído para ser inovador e não apenas uma “reação de reflexo”.

- O Google+ é uma reação de reflexo, um estudo a partir de pensamento no curto prazo, baseado na noção incorreta de que o Facebook é bem-sucedido porque eles construíram um ótimo produto. Não estou dizendo que é muito tarde para nós, mas quanto mais esperamos, mais perto ficamos desse ponto de ser ‘tarde demais’ – escreveu Steve, que foi além e criticou até seus colegas de trabalho.

- Nós não entendemos de plataformas. Alguns de vocês sim, mas vocês são uma minoria. O Google+ é um pensamento atrasado e patético – reclamou.

Pouco depois, no entanto, dada a repercussão negativa dos comentários, Yegge apagou os posts – não antes que muitos sites conseguissem reproduzi-los. O engenheiro se justificou, dizendo que aquele texto era para uma comunicação interna.

- Infelizmente, era para ser um post interno, visível apenas para as pessoas da Google. Por isso, minhas opiniões, mesmo que parecem bem-formadas e precisas, não passam de alguns pensamentos de alguém que não está nem perto do centro de decisão e por isso não perderia muito tempo lendo nada do que eu escrevi – escreveu.

Via: Minyanville

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Antonio
    2011-10-14T19:04:35

    @Carlos Lopes Isto acontece sim, depende da forma que você usa. No facebook por exemplo existem os grupos e estes funcionam exatamente desta forma, falando de um tema. Você pode participar de um grupo de um tema especifico a sua profissão ou a algo que vc pesquisa. Todo esse compartilhamento de conhecimento existe e é utilizado por muita gente. Mas muitos usam redes sociais apenas para partilhar fotos e coisas do cotidiano. Procure por grupos de um assunto especifico no facebook ou google+, se inscreva, participe e veja como é interessante e funciona muito bem.

  • Antonio
    2011-10-14T16:57:21

    @Leonardo É nesse ponto de inovação que o bicho pega para o Google, Google não é nem nunca foi criador de nada, sempre foi um copia e cola e tudo o que tem foi comprado de alguém ou copiado de outro lugar. Chrome, Andoid, Picasa, Blogger, entre outros não são criações google, são adquiridos, comprados de simples mortais. Depois eles mudam aqui e ali e colocam o nome Google seguido de beta e pronto, mais um novo serviço google. Eles precisam sim passar a criar do zero

  • Leonardo Penedo
    2011-10-14T16:13:23

    Mas ele está mais do que certo. Experimentei o Google+ e não consegui vê-lo como um site amigável (o Facebook também não é, até que você pegue a mecânica, o que acontece bem rápido). Cabê a empresa Google tentar novamente, sem cópias dessa vez, apenas inovação e interação de redes sociais (que, para mim, é o mais encantador do Facebook).

  • Carlos Domingues
    2011-10-15T02:15:34

    o post desse mané é nada mais que uma maneira de chamar curiosos para conferir o google+...