Internet

14/10/2011 11h39 - Atualizado em 14/10/2011 11h39

Professores são processados por fazer comentários maldosos sobre alunos no Facebook

Rebecca Porphírio
por
Da redação
Debbie Johnson (Foto: Daily Mail)Debbie Johnson (Foto: Daily Mail)

Debbie Johnson e outros três professores da Escola Primária de Westcott, na Inglaterra, foram processados por publicar uma série de comentários maldosos sobre os alunos no Facebook. Os posts usavam a palavra “inbred” como pejorativo, usada para denominar alguém que é fruto de uma relação sexual entre familiares.

A conversa incluia publicações que questionavam a inteligência dos alunos e o fato de alguns serem clientes da Podland, uma loja que oferece produtos a preços muito baixos. Alguns prints de telas do Facebook com os comentários deixados pelos professores foram suficientes para espalharem a notícia para todos os 250 estudantes.

A discussão teria começado no último sábado (09) quando o professor Stuart Clark publicou o post: “Estou cansado de trombar com crianças nessa cidade”. A professora Nyanza Roberts teria comentado ainda que “não admira que todos sejam grosseiros; nascer de relações sexuais entre parentes deve causar danos ao desenvolvimento cerebral”. Quando Debbie Johnson perguntara se a professora estava de mau humor, Roberts ainda respondeu: “Na verdade, estou de bom humor. E se alguém ler isso e ficar ofendido, cai na real”.

Os pais das crianças não ficaram nada felizes com a notícia. Emma Bywood, de 30 anos, tem dois filhos na escola e disse que teve que explicar ao filho o que significava “inbred”. Beckie White, de 33 anos, explicou que compreende que se trata do Facebook e que os professores não estavam dentro da escola, mas acha que devem assumir a responsabilidade.

Debbie Johnson disse que os comentários foram usados fora de contexto e que eles não se referiam às crianças do colégio. Mas tanto os diretores da escola quanto o órgão educacional local resolveram entrar com um processo disciplinar contra os orientadores.

Via Daily Mail

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares