19/12/2011 11h30 - Atualizado em 19/12/2011 18h00

Barco sustentável utiliza água como combustível

Felippe Fogli
por
Para o TechTudo

A empresa francesa Quimperié teve uma ideia bastante criativa e diferente para reduzir a emissão de poluentes e utilização de combustíveis. O novo barco MIG 675 foi projetado com um gerador de hidrogênio é o responsável por todo abastecimento elétrico do veículo, onde dentre esses dispositivos presentes estão o GPS, o içamento da âncora, LED de navegação, câmeras, controle touch screen de 10 polegadas, entre outros.

migLuxury MIG675, barco movido a água (Foto: Divulgação)

A água utilizada para gerar o hidrogênio, que abastece os compartimentos elétricos, também funciona como o combustível utilizado pelo barco que chega a uma velocidade máxima de 113 km/h com um motor de 500 HP. Essa tecnologia implementada faz com que o veículo vá sendo abastecido conforme for sendo utilizado, além de somente emitir o próprio vapor produzido pela água para a natureza.

Em uma época onde as questões relacionadas ao meio ambiente estão totalmente em alta, as empresas estão cada vez mais se preocupando com essa realidade e pensando na criação de produtos que diminuam esses impactos ambientais. Há uma estimativa de que o MIG 675 chegue ao mercado no ano que vem, custando em torno de US$ 329.000 (cerca de R$ 615.000 segundo a atual cotação da moeda, sem impostos).

Veja abaixo um vídeo demonstrativo do novo Luxury MIG 675.


Via Gizmag e Inhabitat

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Mylena Figueiredo
    2012-04-15T13:40:42

    Atenção leitores: A reportagem não mostra como é feita a eletrólise da água. Não se enganem: não se substitui combustível por água. A única coisa que essa reportagem fez foi atiçar a curiosidade.

  • Francisco Silva
    2012-01-04T20:08:55

    Nos idos de 60 aqui no RN, em Parnamirim, alguém inventou um protótipo de 1 carro movido a "água". O cara levou 1 sumisso e nunca mais se ouviu falar nele.Conjectura-se q pegaram seu "projeto" e deram 1 "chega pra lá" nele, naqueles moldes de quem tem dinheiro e poder que faz sem deixar rastros. + de 40 anos depois ressurge este "milagre" bem distante daqui.Será que vão permitir q isso se torne realidade, num mundo em q o lucro vale mais q a vida? Estamos atrasados + de 40 anos! Fiquemos de olho na bandidagem do capital para ver o q vai acontecer com estes projetos e cidadãos! Veremos!

  • Andre Dinelly
    2011-12-21T02:08:00

    Sem burrice, é claro que seria viável a construção de barcos, carros etc com energias alternativas mas vocês acham mesmo que as gigantes do petróleo iam deixar isso se popularizar? só vamos ver essas coisas rodando quando estivermos quase mortos sem poder respirar direito.

  • Everdson Afonso
    2011-12-20T08:43:58

    Concordo com o amigo abaixo, é mais barato destruir o planeta que investir nessa tecnologia!!!!

  • Robson Machado
    2011-12-20T08:17:40

    Ate parece que vão fazer carros e motos movidos há hidrogênio, a tecnologia e muito cara e as montadoras iriam falir

  • Ricardo Barreira
    2011-12-20T08:06:14

    ecologicamente correto. consome água e o resultado da "combustão" é agua. É como fazer um carro a gasolina que saia gasolina na descarga.

  • Vinicius Santos
    2011-12-20T08:05:02

    O agora inventa carro e motos movidos a água. veleu

  • Gleisson Pereira
    2011-12-20T08:01:38

    Muitos falam que é por impostos que produtos ficam caros no BRASIL, sim em partes, mas como uma reportagem que vi esses dias (youtube vocês acham) 15% do que pagamos acima do valor por estes produtos e pq pagamos sem reclamar para baixar. Esses dias entrei em uma loja, um produto que custava 599,90 de tanto pedir um preço mais baixo, paguei por ele 515,00 Agora pergunto, sera só impostos? logico que impostos aqui sao um absurdo, mas produtos aqui sao muito acima do valor que sao pagos fora nao somente por impostos mas pq pagamos e ficamos satisfeitos achando que fizemos a melhor aquisição

  • Juliano Fonseca
    2011-12-20T07:58:24

    Quer dizer então que eu posso dar a volta ao mundo sem ter que abastecer!!!!!!! hehehe! já estou então planejando minhas férias de janeiro! o pessoal de veneza ia gostar muito tbm! kkkkk. podiam fazer isso em grande escala, para navios, petroleiros e de cruzeiro, iria baratiar e muito o valor do transporte! quem sabe né, é assim que começa!

  • Dirceu Ambrósio
    2011-12-20T00:30:48

    VALEU!! ESTAMOS AGORA ESPERANDO OS CARROS MOVIDOS À ÁGUA. SE EXISTISSE ISSO, QUEM SAIRIA LUCRANDO?

  • José Reinoso
    2011-12-19T22:57:02

    O problema é que a água não é renovável.

  • Romemay Pinto
    2011-12-19T22:32:27

    Complicado essa galera matando a língua portuguesa heim.

  • Antonio Barbosa
    2011-12-19T20:24:54

    Denilson, o valor divulgado é o preço previsto lá fora, não aqui no Brasil, esse tipo de tecnologia não teria muitos entusiastas por aqui.

  • Marcio Oliveira
    2011-12-19T19:59:13

    infelismente com SSSSSS pelo amor de Deus !!!!!

  • Frederico Barbosa
    2011-12-19T18:27:22

    Denílson meu caro: Você falou e disse!! Como diz o ditado.

  • Joao Resplandes
    2011-12-19T18:17:21

    Infelismente essa realidade para nós ainda é tão, tão tão distante. Vejam o exemplo do Honda Civic movido a hidrogenio, foi lançado no Japão no final de 2009, nos EUA no final de 2010 e no Brasil??????????????

  • Alexandre Souza
    2011-12-19T18:14:41

    Itamar Jr: ''lansa ? lanca ? lansamentos demoram ser lancados ? P... que o p....!!!'' esse é o POBREMA... kkkkkkkkkk

  • Glauber Braga
    2011-12-19T18:10:52

    Só falta agora, carro movido a asfalto e terra e avião movido a ar.

  • Denilson Kraft
    2011-12-19T17:30:47

    Diz na reportagem que esta lancha deve chegar ao mercado no ano que vem ao custo de cerca de 615 mil reais. Duvido! Deverá custar pelo menos uns R$ 1.300.000 aqui no Brasil. É o custo da tributação dos impostos que a União deverá usurpar de nós, algo em torno de 54%. Fora os juros do financiamento e tal. O Brasil não tem interesse em tecnologias sustentáveis. Não é vantajoso reduzir impostos para atrair tais investimentos. E o povo brasileiro que se dane. O negócio é fazer a maior cagada com os vazamentos de petróleo e tal. Isso sim dá dinheiro! Com o negócio em si e com a limpeza da sujeira!

  • Itamar Junior
    2011-12-19T17:04:28

    lansa ? lanca ? lansamentos demoram ser lancados ? P... que o p....!!!

  • Gabriel Matte
    2011-12-19T14:31:14

    uau, que legal o problema é que todos os lansamentos com tecnologia limpa sempre demoram para ser lancados, poderiam se agilizar e tentar mudar agora !!!!