Jogos de ação

13/12/2011 11h08 - Atualizado em 13/12/2011 11h08

Electronic Arts revela edições de colecionador de Kingdoms of Amalur: Reckoning

Rafael Monteiro
por
Para o TechTudo

A Electronic Arts mostrou que está investindo pesado no lançamento de Kingdoms of Amalur: Reckoning, trazendo três edições de colecionador diferentes para cada nível de jogador. Duas delas até incluem uma estátua de um troll do jogo.

Electronic Arts revela edições de colecionador de Kingdoms of Amalur: Reckoning (Foto: Joystiq)Electronic Arts revela edições de colecionador de Kingdoms of Amalur: Reckoning (Foto: Reprodução)

A primeira, Special Edition, é a mais simples e custa US$ 80. Ela traz um mapa, um conjunto de dados com sete peças, quarenta réplicas das “Destiny Cards” encontradas durante o jogo, trilha sonora e armas por DLC.

Mais pomposa, por US$ 200, há a Collector’s Edition que traz tudo da Special Edition, mais a estátua de um troll e um desenho autografado por Ken Rolston, designer do jogo e mais conhecido por seu trabalho em The Elder Scrolls IV: Oblivion. Além disso, serão produzidas apenas setecentas unidades desta edição.

A estátua do monstro, Prismere Troll, com quase trinta e dois centímetros de altura, é produzida pela McFarlane Toys, o que não é surpresa, já que o próprio Todd McFarlane, conhecido pela série Spawn, é um dos criadores que assina o mundo de Amalur.

Por fim, a Signature Edition, custando US$ 275, traz além de tudo listado até agora um desenho exclusivo de Todd McFarlane e sua estátua poderá vir assinada por ele, por R.A. Salvatore, escritor e cocriador do mundo de Amalur, ou por Curt Schilling, fundador da 38 Studios, desenvolvedora do jogo. Apenas trezentas edições serão disponibilizadas.

Kingdoms of Amalur: Reckoning será lançado dia 7 de fevereiro de 2012, para Xbox 360, PlayStation 3 e PC.

Via Joystiq

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares