Internet

12/12/2011 15h39 - Atualizado em 12/12/2011 15h48

Cidade britânica cria sistema de funeral online

Eduardo Moreira
por
Para o TechTudo

O conselho municipal da cidade britânica de Stafford, do condado de Staffordshire, aprovou um projeto que permitirá que o crematório de Tixall Road transmita via Internet os funerais realizados em sua capela.

Funeral. (Foto: Divulgação)Cidade britânica permite funeral online. (Foto: Divulgação)

Para tal, o Stafford Borough Concil autorizou a instalação de webcams em vários pontos da capela. A novidade será instalada junto com um novo sistema de som ambiente. O crematório, que passou por reformas recentes em sua estrutura, resolveu adicionar a novidade para a comodidade dos entes que estão doentes para se deslocarem até o local do funeral, ou que moram em locais distantes.

O sistema permitirá que pessoas portadoras do específico código PIN do funeral acessem às imagens das webcams instaladas no crematório. O serviço é compatível com qualquer navegador web. Para utilizá-lo, basta o usuário estar conectado ao site de exibição dos velórios na hora programada.

Anthony Evans, membro do conselho de Stafford, disse que a segurança do sistema desenvolvido para esse projeto vai impedir que pessoas não autorizadas acessem os velórios online ou se intrometam em outros serviços. Além disso, ele informou que o novo sistema de som ambiente está integrado a um banco de dados de mais de 80 mil músicas escolhidas especialmente para o momento de luto. As músicas podem ser selecionadas pela família do falecido ou serem executadas no modo aleatório.

A ideia do “funeral online”, ainda de acordo com Anthony Evans, é permitir que as famílias tenham um “funeral mais significativo”, oferecendo a chance de uma última homenagem para todos aqueles que, de alguma forma, se envolveram com a vida do ente que está partindo.

Via BBC

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares