Internet

07/12/2011 20h40 - Atualizado em 07/12/2011 20h40

Senzari chega ao Brasil para ocupar vácuo de serviços musicais via internet

Ticiano Sampaio
por
Para o TechTudo

Um novo serviço, intitulado de "Senzari", acabou de surgir, trazendo consigo a proposta de romper um velho "bloqueio" de serviços musicais online no Brasil. Lançado simultaneamente em terras brasileiras e norte-americanas no início de dezembro, seu acesso ainda é restrito, limitado por convites.

Várias startups têm surgido com interessantes serviços musicais nos últimos tempos. O grande problema é que questões envolvendo política de copyright acabam limitando a atuação dessas empresas a determinados países (vide o iTunes da Apple, que tem brigado para entrar no país). Com isso, como sabemos, o Brasil costuma ficar de fora deste circuito.

Senzari - rádio iniciada selecionando a cantora Céu toca Roberta Sá na sequência (Foto: Reprodução)Senzari - rádio iniciada selecionando a cantora Céu toca Roberta Sá na sequência (Foto: Reprodução)

O funcionamento do Senzari é em tudo assemelhado ao do Pandora. A partir da escolha de um determinado artista, uma rádio será criada, e a programação a seguir guardará coerências músicas com o primeiro artista escolhido, tanto em termos de gênero musical quanto em semelhanças mais específicas, entre as obras musicais. Com as suas avaliações nas indicações, o serviço começará a descobrir seu perfil e gosto musical, ficando ainda mais refinado e preciso.

O Pandora é pioneiro nesse tipo de serviço e surgiu para descobrir o “DNA da música”, oferecendo a cada usuário aquilo que ele deseja ouvir, mesmo que ele não tenha tanta certeza do que deseja. Mas segundo o CEO da empresa, a maior vantagem do Senzari sobre o serviço veterano está no catálogo, que conta com 10 milhões de músicas (10 vezes maior que a coleção disponível no Pandora).

Outro ponto positivo do novo serviço consiste na melhor integração às redes sociais, o que pode ser usado para aperfeiçoar as descobertas. É possível, inclusive, verificar o que os seus amigos do Facebook andam ouvindo para melhorar a experiência e conhecer mais músicas e artistas.

Usuários de outros países podem ficar vacilantes entre o Senzari e outros serviços parecidos, muitos deles já consolidados. Para o Brasil, a novidade tende a ser recebida com bastante entusiasmo, já que o acesso a esse tipo de experiência musical ainda é muito restrito no país. Melhor do que isso, só quando lançarem os apps para Android, iOS e Windows Phone, que ainda não foram sequer mencionados.

Para quem quiser entrar mais cedo no sistema, há algumas maneiras. É possível usar esse link, cortesia do The Next Web, que funcionará como entrada franca até o dia 9 de dezembro. Passada essa data, o link deixará de funcionar e os interessados dependerão de convites, que podem ser obtidos de amigos do Facebook que tenham acesso ao Senzari. Nos nossos testes, recebemos o convite do próprio serviço no mesmo dia, mas até quando isso durará, não sabemos...

Via The Next Web.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares