Internet

13/12/2011 10h59 - Atualizado em 13/12/2011 11h01

YouTube lança serviço exclusivo para escolas

Eduardo Moreira
por
Para o TechTudo

Com o objetivo de oferecer para professores e estudantes uma nova ferramenta que auxilie o processo de aprendizado, o YouTube anuncia o lançamento do “YouTube for Schools”. O serviço é um portal que vai receber materiais educativos e vídeos sobre temas ligados à educação, com um filtro para conteúdos ofensivos ou que possam distrair o aluno do foco para o estudo.

schools-01Youtube anuncia o lançamento do "Youtube for Schools. (Foto: Reprodução/Youtube)

O serviço foi lançado para atender a grande demanda de professores das escolas norte-americanas, e aparece como uma solução técnica para as instituições que restringem o acesso ao site de vídeos. Segundo um texto no blog oficial do YouTube, o “YouTube for Schools” é a solução para os educadores que querem utilizar o vasto acervo de vídeos educacionais publicados no site, mas que ficam receosos com os alunos que vão buscar o novo vídeo do astro do momento, ou algum vídeo com conteúdo não adequado para a sala de aula, ou que desvie o foco do aluno para o conteúdo passado pelo professor.

As escolas norte-americanas tomam medidas preventivas para evitar que os alunos assistam vídeos não autorizados na sala de aula. Mas parte dessa restrição acaba limitando o acesso aos vídeos que poderiam se reverter em bons conteúdos para as aulas. Com o novo sistema, esse problema acaba, pois o filtro é capaz de qualificar qual conteúdo é educacional ou não.

O filtro vai atuar dentro do ambiente escolar, utilizando a rede já existente na escola. O bloqueio de conteúdos que não estão ligados à educação só será efetivo em equipamentos que acessarem a conexão web da instituição de ensino. Caso o aluno acesse o YouTube na rede 3G do seu smartphone, o acesso ao YouTube é total, como é feito em qualquer lugar.

schools-02O novo canal possui um filtro para conteúdos não-educativos. (Foto: Reprodução/Youtube)

Um dos problemas do “YouTube for Schools” era como o sistema iria determinar se um determinado vídeo era educacional ou não. Por exemplo, um vídeo com uma edição bem detalhada pode ser uma distração para a aula de matemática, porém, pode ser altamente relevante para uma aula de estudos de mídia e propaganda. Outro problema: se um vídeo não está classificado como “educacional” no YouTube, ele não vai aparecer no “YouTube for Schools”.

Para ajudar a equilibrar o conteúdo que poderá ser compartilhado nas escolas, o YouTube trabalhou com professores de mais de 600 instituições de ensino dos Estados Unidos, selecionando o conteúdo que estará disponível no “YouTube for Schools”. Uma das opções disponíveis para os professores é a criação playlists individuais de vídeos de qualquer área do YouTube, que podem ser compartilhadas com os alunos na sala de aula. O principal objetivo do serviço e permitir que o professor ofereça o conteúdo sem perder o controle do aluno. Além disso, mais de 400 playlists estão pré-qualificadas no site, divididas por disciplinas como Matemática, Inglês, Ciências, Estudos Sociais, etc.

Os professores também podem sugerir novas listas e comentar nos vídeos, aumentando a interação do serviço com a sala de aula. Abaixo, confira o vídeo de apresentação do serviço:

 

Via Mashable

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Maria Tavares
    2012-05-19T16:30:14

    Acho a iniciativa, bastante interessante!