Organizações

18/03/2012 11h00 - Atualizado em 19/03/2012 18h25

MIT desenvolve painéis que produzem energia a partir de restos vegetais

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

Um pesquisador do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, o MIT, criou painéis solares a partir de restos vegetais, como grama recém-cortada. A ideia de Andres Mershin foi utilizar o princípio da fotossíntese para gerar eletricidade.

extremeTecnologia pode baratear os custos da energia solar (Foto: Reprodução/ExtremeTech)

Andres Mershin diz que em alguns anos será possível pegar restos do gramado recém-cortado, misturá-los com alguns produtos químicos e espalhá-los no telhado para gerar energia elétrica. O processo extrai as moléculas responsáveis pela conversão da luz em um fluxo de elétrons.

A chave do processo é a clorofila, uma proteína que está diretamente vinculada à coloração dos vegetais. As moléculas são dispostas em uma superfície de vidro com nanofios de óxido de zinco e uma camada de dióxido de titânio. Quando a luz atinge o painel, tanto a clorofila como o dióxido de titânio transformam a luz em energia e os nanofios se encarregam de dar um destino ao fluxo de elétrons.

O grande problema, relativamente comum a qualquer tecnologia de geração de energia a partir da luz solar, é a eficiência. O painel vegetal tem apenas 0,1% de eficácia. Os painéis fotovoltaicos mais perfeitos, feitos com silício e usados na indústria aeroespacial dificilmente superam 35% de rendimento. A grande vantagem é que painéis feitos com restos vegetais tendem a ser mais baratos do que os de silício no futuro.

Em todo caso, a ideia é evoluir a tecnologia até chegar a um ponto em que seja possível comercializar uma pequena sacola de produtos químicos. Seria necessário apenas misturar restos vegetais aos produtos e espalhar o material em algum lugar com exposição ao sol para gerar energia. Mesmo em baixas quantidades, a técnica poderia ser muito útil para regiões de baixa densidade populacional e onde há dificuldade de se levar energia.

Via Extreme Tech

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Alexandre Oliveira
    2012-04-11T17:17:56

    gostaria de saber maiores detalhes.